21° Vento e muito nublado
Clássica da Arrábida 2018

As emoções nas duas rodas estão ao rubro no dia 17 em provas de ciclismo que atravessam os concelhos de Setúbal, Palmela e Sesimbra e desafiam na Arrábida.


 

De volta à estrada, a terceira edição da Clássica da Arrábida, prova internacional a realizar no dia 17, tem início no Largo de São João, em Palmela, e meta instalada no Castelo de Sesimbra. No percurso, destaque para a passagem dos ciclistas por Setúbal, em particular pela emblemática Avenida Luísa Todi.

A prova, com início às 11h40 para um itinerário de 182,3 quilómetros, está classificada como categoria 1.2 e inclui quatro prémios de montanha, um dos quais na Serra da Arrábida. É, ainda, pontuável para a Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Elite e integra o calendário da União Ciclista Internacional.

A Clássica da Arrábida, com a participação de 22 equipas – sete ciclistas por equipa – de sete países, apresenta setores de passagem em terra batida, num aglomerado total de 2,5 quilómetros. O mais exigente, com 1,4 quilómetros, corresponde à subida da Estrada da Cobra, na aproximação ao Prémio de Montanha de Palmela.

Esta competição resulta de uma parceria entre a Federação Portuguesa de Ciclismo, a Lima&Limão Cycling Services e os municípios de Setúbal, Palmela e Sesimbra.

Em simultâneo com a prova principal, decorre o quinto Granfondo da Arrábida, competição de ciclismo aberto a todos, com partida e chegada em Sesimbra, com mais de oito centenas de inscritos.

Este evento desportivo, com início às 08h30, inclui dois percursos em duas distâncias, concretamente o granfondo, com 129 quilómetros e um acumulado de subida de 1700 metros, e o mediofondo, de menor dificuldade, com 89 quilómetros e um acumulado de subida de 1175 metros.

O Granfondo da Arrábida é organizado pelas empresas 4 Challengers e Lima&Limão Cycling Services, pela Federação Portuguesa de Ciclismo e pelos municípios de Setúbal, Palmela e Sesimbra.