12° Parcialmente nublado
Coronavírus Covid-19 | autarcas de São Sebastião apoiam fregueses | Foto: Junta de Freguesia de São Sebastião

No âmbito de uma resposta municipal, enquadrada na ação da Proteção Civil, os eleitos da Junta de Freguesia de S. Sebastião estão a prestar apoio aos fregueses mais fragilizados, no contexto da pandemia Covid-19.


“Trata-se de uma resposta social de proximidade orientada para seniores, doentes crónicos, portadores de deficiência ou incapacidade e pessoas em quarentena obrigatória”, explica Nuno Costa, presidente do executivo da Junta de Freguesia de São Sebastião. “Essencialmente entregamos à porta de casa dos nossos fregueses as compras do supermercado ou os medicamentos. Em casos muito específicos de carência, preparamos e entregamos cabazes com bens essenciais, em articulação com os serviços municipais”, indicou o autarca.

“Os pedidos de apoio têm-nos chegado diariamente, seja por via do Serviço Municipal de Proteção Civil, seja diretamente pelos serviços da Junta de Freguesia, e até agora temos conseguido satisfazer todos os que se enquadram nos critérios fixados”, garantiu o presidente da Junta de Freguesia, adiantando que o grupo de apoio de São Sebastião tem igualmente ajudado a tratar de outros assuntos importantes e inadiáveis a quem esteja incapacitado ou obrigado a permanecer em quarentena.

De momento, apenas os membros do executivo da Junta de Freguesia de São Sebastião estão a assegurar as tarefas inerentes a este apoio dedicado à população residente em São Sebastião. “Decidimos assumir sozinhos essa missão, por agora, no entanto é expectável que o grupo venha a integrar trabalhadores e voluntários, à medida que o volume de apelos for aumentando”, revelou Nuno Costa.

“Abraçámos este exigente desafio desde a primeira hora e vamos continuar a cumprir o nosso dever como poder local de proximidade, trabalhando na linha da frente para servir a população e garantir o seu bem-estar. Neste contexto, não vamos medir esforços para apoiar os fregueses mais vulneráveis, amenizando as suas carências”, concluiu o presidente.