18° Parcialmente nublado
Igreja do Convento de Jesus

Um trabalho desenvolvido sobre os azulejos da igreja do Convento de Jesus, da autoria da investigadora espanhola Carme López Calderón, foi reconhecido pela Cúria Romana com a atribuição do prémio Academias Pontifícias do Vaticano.


Intitulada “Gravados de Augsburgo para um ciclo emblemático português: Os azulejos da igreja do Convento de Jesus de Setúbal”, a investigação, de 2016, aborda os 19 painéis de azulejos, que seguem a “Elogia Mariana” de August Casimir Redel, publicada de forma póstuma em Augsburgo, no ano de 1732.

A cerimónia de entrega das distinções realizou-se no dia 4, no Palácio da Chancelaria de Roma, na sessão pública anual das Academias Pontifícias do Vaticano.