11° Céu limpo

Os moradores do Bairro da Cooperativa de Habitação das Manteigadas, reunidos no passado dia 12 de novembro com o presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião e o vereador das obras públicas da Câmara Municipal, deram luz verde a uma obra de requalificação que deverá avançar, naquela urbanização, no próximo ano.


A Junta de Freguesia de S. Sebastião (JFSS) e a Câmara Municipal de Setúbal promoveram uma reunião com os moradores do Bairro da Cooperativa das Manteigadas com o objetivo de discutir possíveis soluções a adotar para requalificar uma zona delimitada pela avenida António Sérgio, pelo Bairro da Cooperativa das Manteigadas e pelo Parque Sant’Iago.

A área a ser intervencionada, num total de 1732 metros quadrados, trata-se de uma faixa relativamente estreita, em terra batida, com algumas árvores. A proposta sugerida prevê a continuação da área pedonal em pavê e a criação de duas bolsas de estacionamento automóvel para acomodar mais uma dúzia de viaturas nas travessas de Azeitão e de S. Lourenço (seis em cada uma).

A requalificação prevê também a instalação de mobiliário urbano, bancos, papeleiras e pilaretes, a manutenção das árvores existentes e a demarcação de uma passagem de peões, com o devido rebaixamento do passeio.

O objetivo desta intervenção é tornar o espaço mais acessível, melhorando também a mobilidade e criando condições para que possa ser utilizado para usufruto dos moradores do bairro.

Os cerca de 30 residentes do bairro que compareceram à reunião concordaram com a proposta, pedindo apenas que seja célere, dado que resolve uma situação que tem criado alguns constrangimentos ao nível da mobilidade ao longo dos anos.

Embora não tenha adiantado uma data para o início da obra, visto que está dependente da disponibilidade de materiais, caso seja a Junta de Freguesa a assumir a obra, e do devido orçamento, caso seja solicitada uma pequena empreitada a terceiros, o vereador Carlos Rabaçal garantiu que “é uma questão de meses”, comprometendo-se a iniciá-la o mais rapidamente possível, dado que se trata de “uma obra prioritária para 2019”.

Por seu lado, Nuno Costa, referiu a total disponibilidade da JFSS para “encontrar a solução que mais rapidamente resolva a situação e que vá, tanto quanto possível, ao encontro daquilo que vocês [residentes] querem”.

Os moradores aproveitaram a oportunidade para expor outras questões que necessitam de reparo, como por exemplo, semáforos avariados, buracos no asfalto e reposição de sinalética, entre outras.

Perante as solicitações, o vereador comprometeu-se a elaborar um plano de trabalho com uma lista das intervenções pedidas e a sua devida calendarização para “fazermos o que for possível fazer em cada momento”, indicou.