23° Parcialmente nublado
Passeio com cães canil CROAC 2019

Nove cães acolhidos pelo Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia do Município de Setúbal passearam na manhã de dia 9 pela Baixa da cidade, numa “cãominhada” de apelo à adoção de animais de forma consciente.


É a primeira saída de London, Mango, Quinoa, Caetano, César, Tuti, Sky e Smile desde que foram retirados das ruas, provenientes de situações de abandono, a maior parte encontrados em caixotes do lixo por técnicos da Câmara Municipal e levados para o CROAC – Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia do Município de Setúbal.

Os latidos dos cães, no espaço defronte dos Paços do Concelho, anunciaram o início da “cãominhada”, desenvolvida por técnicos municipais e voluntários que levaram os animais num percurso pela Baixa, Avenida Luísa Todi e Praça de Bocage.

A iniciativa, inserida na campanha municipal com o mote “Leva-me contigo. Estou à tua espera”, teve como objetivo sensibilizar o público para o bem-estar animal e apelar à adoção responsável de cães e gatos.

Ao passeio dos oito animais disponíveis no CROAC para adoção imediata juntou-se um antigo companheiro. O pequeno Itchy, de 3 anos, pelo preto, foi adotado em janeiro por Mário Alves, que após ter visto fotografias do animal nas redes sociais veio de imediato da Amadora a Setúbal buscá-lo.

“Soubemos que foi levado para o canil para a ser abatido, estava muito debilitado. Quando vim visitá-lo a primeira vez trouxe ração e disponibilizei-me a custear os tratamentos necessários. Hoje está connosco e está bem”, refere Mário Alves.

A Câmara Municipal de Setúbal assume a preocupação com o bem-estar animal e, de forma contínua e permanente, através do CROAC, tem desenvolvido campanhas de adoção responsável.

Por cada animal adotado no CROAC, em funcionamento no Parque Municipal de Poçoilos, todos os dias úteis, entre as 07h30 e as 16h00, ou após este horário por marcação, a autarquia oferece a colocação do microchip, a vacina da raiva, a esterilização e o boletim sanitário.

A ação desta manhã foi também acompanhada do treinador de cães Fernando Rodrigues, da Dog Training Expert, empresa especializada no treino canino.

O treinador explica que a maioria das pessoas que devolve animais de companhia nos primeiros dias após a adoção “fá-lo por não por irresponsabilidade, mas por falta de preparação ou puro desconhecimento sobre o animal.

Deste modo, através da colaboração com o CROAC, a Dog Training Expert, disponibiliza-se para a oferta de uma consulta comportamental e encaminhamento durante os primeiros dias de adaptação às novas famílias dos animais adotados no centro de recolha do município.

No seguimento da “cãominhada”, esta tarde, a partir das 15h00, no CROAC, decorre uma campanha de vacinação antirrábica, promovida pela Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, que, em conjunto com as autarquias, desenvolve campanhas periódicas de vacinação e identificação eletrónica dos animais.

Nesta ação, que no CROAC se repete mensalmente, sempre na segunda quarta-feira de cada mês, a administração da vacina da raiva nos animais tem o custo de cinco euros, enquanto colocação do microchip é treze. O atendimento é feito por ordem de chegada e o pagamento em numerário.

Os respetivos donos devem fazer-se acompanhar de identificação própria, bem como do boletim sanitário do animal, que devem estar devidamente confinados, com trela, no caso de cães e na caixa transportadora, no caso dos gatos.

O Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia é composto por boxes para 22 cães e 10 gatos. Todos os meses são recebidos animais encontrados sozinhos na via pública, a maioria sem identificação, feridos e a precisar de cuidados veterinários.

Os animais recebidos no CROAC são avaliados clinicamente por um veterinário e aqueles que se diagnostiquem problemas de saúde, os mesmos são tratados nas instalações municipais ou nas clinicas veterinárias que colaboram com o município.

Quando os animais possuem coleira ou microchips, os detentores são contactados de imediato. Os animais que se encontrem saudáveis, mas que não tenham identificação, são desparasitados preventivamente e ficam a aguardar uma família de acolhimento.

Os interessados em visitar os animais disponíveis para adoção consciente podem contactar o Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia, pelo endereço eletrónico sembea@mun-setubal.pt, pelo telefone 265 729 360, ou através da página no Facebook “Adotar um anjo”.

De salientar ainda que a autarquia tem implementado um conjunto de medidas para responder à mudança do paradigma sobre o estatuto dos animais na sociedade, caso da adesão, em 2017, ao programa nacional CED – Captura, Esterilização e Devolução no controlo de populações de animais errantes, em detrimento da prática da eutanásia.