Parcialmente nublado
Visita técnica da Câmara Municipal de Setúbal ao Estádio do Bonfim

Uma comitiva da Câmara Municipal de Setúbal, liderada pela presidente Maria das Dores Meira, efetuou na tarde de dia 24 uma visita técnica ao Estádio do Bonfim para avaliar as condições em que se encontra o imóvel, que agora integra o património do município.


A vistoria, com a participação do executivo, dirigentes e técnicos municipais, surge na sequência da recente aquisição, em hasta pública, por 1,5 milhões de euros, dos direitos de superfície do Estádio do Bonfim.

“A escritura do direito de superfície foi feita na semana passada e, hoje [no dia 24], viemos ver as condições do edificado, incluindo o próprio campo, para perceber como vamos cuidar daquilo que agora está à guarda e responsabilidade da Câmara Municipal de Setúbal”, afirmou Maria das Dores Meira.

No esclarecimento realizado em conferência de imprensa após a visita a diversas áreas do Estádio do Bonfim, a autarca revelou que a iniciativa teve como objetivo conhecer, em pormenor, a realidade do estado de conservação e funcionamento da infraestrutura desportiva.

“A Câmara Municipal de Setúbal não quer o ónus de ter deixado degradar ainda mais este recinto desportivo. Temos por hábito cuidar bem daquilo que é património desta cidade e, neste momento, este estádio é património municipal”, clarificou.

Na visita, foram percorridos, com minúcia, diversos espaços do estádio, incluindo salas técnicas e administrativas, áreas dedicadas ao futebol profissional, assim como espaços de bancadas e instalações de modalidades não profissionais como atletismo, ginástica e judo.

A presidente da Câmara Municipal reiterou que o Vitória Futebol Clube faz parte da história de Setúbal, motivo pelo qual existe uma preocupação acrescida com este imóvel. “Queremos cuidar bem dele em memória daqueles que construíram o estádio e deram a glória a Setúbal.”

A visita, adiantou a autarca, serviu ainda para conversar com a atual direção do Vitória Futebol Clube. “Inteirámo-nos da realidade para, agora, aqui fazer melhoramentos que considerarmos necessários.”

Maria das Dores Meira sublinhou que o Vitória não é um clube qualquer. “É uma instituição com dimensão e com história nacional e internacional, não apenas no futebol mas também nas inúmeras modalidades que aqui também se praticam.”