20° Céu limpo
Caminhada do Dia da Mulher

Mais de uma centena de pessoas participaram no dia 10 de manhã, em Setúbal, numa caminhada evocativa das comemorações do Dia Internacional da Mulher, que incluiu uma ação de solidariedade para com o povo venezuelano.


 

A caminhada, com início simultâneo em instalações da Junta de Freguesia de São Sebastião e da União das Freguesias de Setúbal e chegada ao Jardim de Palhais, incluiu um momento simbólico de solidariedade para com as mulheres e povo da Venezuela junto de uma bandeira daquele país da América Latina feita com flores.

Na iniciativa marcaram presença representantes a embaixada venezuelana em Lisboa e a vereadora da Câmara Municipal Carla Guerreiro.

“Vale a pena ter a certeza de que as coisas vão mudar para melhor. Acredito que nunca vamos deixar de comemorar este dia, nem que seja para recordar que já não temos violência de género, já não há precariedade, as mulheres conseguem participar na vida pública”, referiu a autarca.

A caminhada e a ação simbólica foram promovidas pela Câmara Municipal de Setúbal, pela Junta de Freguesia de São Sebastião, pela União das Freguesias de Setúbal, pelo MDM – Movimento Democrático de Mulheres, pela Associação de Atletismo Lebres do Sado e pelo São Domingos Futebol Clube.

Mónica Leitão, do MDM, recordou durante o evento que o lema para este ano do movimento que representa, “Igualdade na vida, o combate do nosso tempo”, centra-se, precisamente, na luta pela igualdade.

“É este o nosso lema. A igualdade está contemplada na lei, mas na prática não é cumprida e é demasiadas vezes desrespeitada”, vincou a dirigente.

A animar o percurso da caminhada e o convívio final estiveram elementos da Tuna Sadina, da Tuna Feminina da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal e do Grupo de Cantares do Centro Comunitário da União das Freguesias de Setúbal.