Espetáculo "Luísa Singin’ in The Rain” abriu festival de canto lírico

O presidente da Câmara Municipal de Setúbal, André Martins, assinalou que o novo festival de ópera dedicado a Luísa Todi, com início a 9 de janeiro, celebra a cantora lírica setubalense, nascida há exatamente 271 anos, com uma marca de dimensão cultural acrescida.


“O Festival Luísa Todi – Canto Lírico em Setúbal, em primeira edição, dá a conhecer Luísa Todi e promove Setúbal enquanto cidade com reconhecido mérito no canto lírico”, afirmou o autarca na homenagem realizada na manhã de 9 de janeiro, com deposição de flores e música erudita, na Glorieta a Luísa Todi.

O certame, organizado numa parceria entre a Câmara Municipal de Setúbal e a Associação Setúbal Voz, decorre na cidade até 20 de janeiro, com um programa de eventos gratuitos e de entrada paga, composto por cerca de duas dezenas de espetáculos e workshops em diversos locais do concelho.

O presidente André Martins deu ainda nota do caráter descentralizador do evento. “É um festival que faz com que o canto lírico vá o mais longe possível e, mais importante, que seja partilhado com as populações do concelho, participantes ativas nesta manifestação cultural de excelência.”

O festival abriu na Glorieta a Luísa Todi e despertou a curiosidade de muitas pessoas com o espetáculo “Luísa Singin’ in The Rain”, com a soprano Sara Belo acompanhada do Grupo de Metais formado por Pedro Almeida e João Ferreira, trompetes, Miguel Oliveira, trompa, João Gomes, trombone, e Rodrigo Cardoso, tuba.

Ainda sobre o novo festival, com direção artística do maestro Jorge Salgueiro, o presidente da autarquia destacou “a parceria exemplar” entre a Câmara e a Associação Setúbal Voz.

André Martins, ao anunciar que as obras de requalificação da casa onde nasceu Luísa Todi “devem arrancar em breve”, vincou que a importância da mezzo-soprano é reconhecida com cultura, de que este festival é o mais recente exemplo, e perpetuada com a atribuição do seu nome “à emblemática avenida e à principal sala de espetáculos setubalense”.

O presidente da direção da Associação Setúbal Voz, Adalberto Petinga, sublinhou que Luísa Todi é uma figura ímpar e intemporal que faz parte da identidade setubalense e da memória de todos. “Foi a cantora lírica mais celebre de todos os tempos, com marcas indeléveis em todas as atuações que teve.”

Sobre o Festival Luísa Todi – Canto Lírico em Setúbal, Adalberto Petinga também apontou o facto de este ser um evento descentralizado para levar o canto lírico mais longe, “com doze dias intensos de cultura para prestigiar a homenageada, a diva setubalense Luísa Todi”, que hoje, dia 9 de janeiro, completaria 271 anos.

O presidente da direção da LASA – Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão, Francisco Borba, enalteceu o facto de o festival acrescentar mais qualidade cultural ao concelho.

“Um evento para celebrar uma grande figura setubalense, com um programa muito bem organizado, descentralizado, com cultura em vários pontos da periferia da cidade e a particularidade de levar música erudita a pessoas com menos conhecimento desta arte e género musical.”

A cerimónia contou ainda, entre outros, com a participação da vice-presidente da autarquia, Carla Guerreiro, dos vereadores Carlos Rabaçal e Rita Carvalho e dos presidentes da União das Freguesias de Setúbal, Rui Canas, e da Junta de São Sebastião, Luís Matos.

O festival conta com a participação de 12 solistas, Ana Filipa Leitão, André Henriques, Diogo Oliveira, Helena de Castro, Inês Constantino, João Merino, Maria Inês Beira, Mariana Chaves, Maribel Ortega, Rita Álvaro, Sara Belo e Sara Brites, além do Coro Setúbal Voz, do maestro João Malha e da maestrina Ana Cláudia Sousa.

Nos dias 9, 10 e 11, sempre às 21h00, os espetáculos “Árias Dançadas por Figurinos”, com a soprano Mariana Chaves e a bailarina Leonor Mateus, “Árias de Luísa Todi”, com a soprano Maria Inês Beira e um pianista, e “Canções de Mulheres Compositoras”, com a soprano Sara Brites e um pianista, estão, respetivamente, na Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense, Casarão e Rancho Folclórico de Praias do Sado.

Nas manhãs de 10, 11 e 12, às 11h00, Casarão, Rancho Folclórico de Praias do Sado e Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense recebem, por esta ordem, “Óperas Para as Crianças Desenharem”, com a soprano Ana Filipa Leitão e um pianista.

Na noite do quarto dia do festival, a 12, às 21h00, a Galeria Municipal do Banco de Portugal é palco de “Canções Líricas Portuguesas”, com a soprano Rita Álvaro, vencedora da edição de 2022 do Concurso Setúbal Voz para Jovens Cantores de Ópera, acompanhada ao piano.

No dia 13, as “Canções Líricas Espanholas”, com a soprano espanhola Maribel Ortega e um pianista, ecoam a partir das 11h30 na Igreja do Concento de Jesus e, às 16h00, o Roof 61, no Fórum Municipal Luísa Todi, acolhe o “Workshop de Repertório Espanhol”, com os mesmos artistas.

O dia 14 é preenchido com o espetáculo “Os Três Barítonos – Diogo Pavarotti, Plácido Merino e André Carreras”, um concerto inspirado nos “Três Tenores” com André Henriques, Diogo Oliveira e João Merino, dos mais importantes barítonos portugueses da atualidade, e uma orquestra dirigida pelo maestro João Malha.

Um “Workshop de Saúde Vocal” com Sara Brites, a 18, às 19h00 no Auditório da Escola Lima de Freitas, preenche o penúltimo dia do programa, o qual termina a 20, com uma “Ópera Para Bebés”, às 11h00 no Roof 61, com orientação de Sandra de Oliveira e a soprano Helena de Castro.

A cerimónia de encerramento do Festival Luísa Todi – Canto Lírico em Setúbal está agendada para dia 20, às 21h00, no Auditório Bocage, no qual tem lugar um “Coro de Óperas” com o Coro Setúbal Voz e narração lírica de Inês Constantino, acompanhados ao piano, sob a direção de Ana Cláudia Sousa e com texto de Paulo Reis Simões

Os bilhetes para “Canções Líricas Portuguesas”, “Canções Líricas Espanholas” e “Os Três Barítonos” têm o preço de 10 euros, para o “Workshop de Repertório Espanhol” de 10 euros para assistir e 30 para participar e para a “Ópera Para Bebés” de cinco euros para assistir e 10 para bebé e um familiar. Os restantes eventos têm entrada livre.

Os bilhetes estão à venda na Bilheteira Online, enquanto o programa detalhado do Festival Luísa Todi – Canto Lírico em Setúbal pode ser consultado nesta ligação.

 

Documentos Relacionados