21° Muito nublado

O bombeiro sapador possui três valores fundamentais: proteção do território, dos cidadãos e residentes, lealdade para com as populações e dignidade humana

Princípios de conduta do bombeiro sapador

A Câmara Municipal de Setúbal tem na Companhia de Bombeiros Sapadores de Setúbal (CBSS), a sua unidade operacional de socorro organizado para a salvaguarda de pessoas e bens.

Atua isolada ou conjuntamente com os demais corpos de bombeiros e unidades de socorro, principalmente no território do município.

A CBSS reporta-se diretamente ao Executivo municipal ou ao eleito que este designar e adota a estrutura e as competências específicas definidas por lei.

  • A prevenção e o combate a incêndios*
  • O socorro às populações, em caso de incêndios, inundações, desabamentos e, de um modo geral, em todos os acidentes*
  • O socorro a náufragos e buscas subaquáticas*
  • O socorro e transporte de acidentados e doentes, incluindo a urgência pré-hospitalar, no âmbito do sistema integrado de emergência médica
  • A emissão, nos termos da lei, de pareceres técnicos em matéria de prevenção e segurança contra riscos de incêndio e outros sinistros*
  • A participação em outras atividades de proteção civil, no âmbito do exercício das funções específicas que lhes forem cometidas
  • O exercício de atividades de formação e sensibilização, com especial incidência para a prevenção do risco de incêndio e acidentes junto das populações
  • A participação em outras ações e o exercício de outras atividades, para as quais estejam tecnicamente preparados e se enquadrem nos seus fins específicos e nos fins das respetivas entidades detentoras
  • A prestação de outros serviços previstos nos regulamentos internos e demais legislações aplicáveis.

* O exercício da atividade indicada é exclusivo dos corpos de bombeiros e demais agentes de proteção civil.

  • A Excelência
  • A aposta nas pessoas
  • O primado da população e da sua segurança e bem-estar
  • Rapidez no socorro
  • Cooperação com todos os agentes de proteção civil
  • Respeito pelo meio ambiente
  • Procura constante de melhoria e inovação

O Bombeiro Sapador de Setúbal possui três valores fundamentais:

  • Proteção do Território, dos Cidadãos e Residentes – Proteger a vida humana e de outros seres vivos, os bens e o ambiente.
  • Lealdade com as Populações – Prestar serviço público baseado no compromisso para com os interesses do município e dos seus munícipes.
  • Dignidade Humana – Preservar a dignidade humana. Todos os seres humanos possuem valor intrínseco, independentemente da sua raça, crença religiosa, nacionalidade, género, condição ou papel social.

Derivados dos primeiros, juntam-se os seguintes:

  • Vida Humana – Colocar a sua vida em risco somente na medida necessária ao cumprimento da missão.
  • Pureza de espírito – Elevar o seu desempenho, sempre enquadrado por uma visão humanitária e altruísta.
  • Exemplo pessoal – Exigir de si uma conduta correspondente à sua função, servindo como modelo tanto para os membros da unidade, como da comunidade onde se insere.
  • Responsabilidade – Demonstrar iniciativa, diligência e bom julgamento, aceitando a responsabilidade das suas ações.
  • Camaradagem – Estar sempre pronto a socorrer os seus camaradas.
  • Profissionalismo – Procurar conhecimento e as melhores técnicas para aperfeiçoamento contínuo e melhoria da sua unidade.
  • Disciplina – Cumprir as ordens emanadas dos seus superiores, de acordo com a Lei e Regulamentos.
  • Vocação – Entender o seu serviço como uma vocação pessoal.
  • Confiança – Confiar nos conhecimentos e capacidades dos seus superiores e camaradas.
  • Dedicação à missão – Agir com coragem perante os perigos e cumprir a missão com determinação.
  • 1786, 21 de fevereiro – Instituição do Serviço Municipal de Extinção de Incêndios
  • 1864, 11 de dezembro – Primeiro regulamento dos Bombeiros Municipais de Setúbal
  • 1868 – Incêndio no Forte de S. Filipe
  • 1883 – Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Setúbal
  • 1900 – Concurso Internacional de Bombeiros em Vincennes, França
  • 1912 – Concentração de todas as estações no centro da cidade (Avenida 5 de outubro)
  • 1934 – Primeiro comandante militar dos bombeiros em Setúbal
  • 1951 – A organização do Corpo de Bombeiros passou a nível nacional
  • 1982 – Criação da Companhia de Bombeiros Sapadores de Setúbal