20° Céu limpo
Casa da Baía

A Península de Samaná e a Baía de Rincón, na República Dominicana, são dadas a conhecer, dia 8 de agosto, às 18h30, na Casa da Baía, numa conversa informal que inclui um momento de demonstração de danças dominicanas.


O encontro, de participação gratuita, divulga os hábitos e a cultura da República Dominicana, destino habitualmente procurado por turistas portugueses para veraneio.

A Península de Samaná está situada no extremo nordeste da República Dominicana, onde a terra, o céu e o mar se encontram de um modo único e perfeito, abraçando a Baía de Rincón, membro, tal como a de Setúbal, do Clube das Mais Belas Baías do Mundo.

Samaná é conhecida pelas plantações de coqueiros, florestas tropicais e praias selvagens de areia branca, que se estendem por centenas de quilômetros ao redor da costa rochosa.

As ilhas protegidas em redor servem de local de nidificação para pelicanos e fragatas, desvendando, ainda, cavernas com pictogramas e petróglifos pré-colombianos, assim como afluentes de manguezais.

No inverno, entre janeiro e março, dezenas de baleias regressam à baía para se reproduzir, fenómeno que identifica a enseada como Santuário dos Mamíferos Marinhos, designação oficial atribuída em 1986.

Contrariamente a outas zonas da República Dominicana, Samaná só abriu ao turismo de massas em 2008, pelo que ainda conserva inalterado a maior parte do estado natural.

Os hábitos de vida e a cultura do povo dominicano são também dados a conhecer neste encontro na Casa da Baía, organizado pela Câmara Municipal de Setúbal em parceria com a Associação Setubailas.

O evento decorre no âmbito da iniciativa “O Movimento das Baías”, que divulga, através da dança, da música e da gastronomia, hábitos culturais de países que integram o Clube das Mais Belas Baías do Mundo.

A participação no evento, de entrada livre, está limitada à lotação da Casa da Baía e carece de inscrição obrigatória, a partir do dia 27 de julho, através do endereço https://sites.google.com/view/omovimentodasbaias/