Setúbal acolhe Fórum Sino-Português sobre Cooperação e Desenvolvimento no Ensino Profissional e Superior

O presidente da Câmara Municipal de Setúbal, André Martins, afirmou a 2 de novembro, na abertura de um fórum sino-português a decorrer em Setúbal, que as parcerias em torno do ensino são uma evidência do fortalecimento da relação entre Portugal e a China.


“A cooperação entre nações é uma ferramenta fundamental para o progresso e a inovação no ensino”, afirmou o autarca no Fórum Sino-Português sobre Cooperação e Desenvolvimento no Ensino Profissional e Superior, a decorrer até dia 3 no campus do Instituto Politécnico de Setúbal.

O encontro, no qual participou o secretário de Estado do Ensino Superior, Pedro Nuno Teixeira, contou com uma comitiva da região chinesa de Tianjin, entre representantes do Governo Popular Municipal, da Comissão Municipal de Educação, da Academia de Ciências da Educação e da Escola Vocacional de Mecânica e Eletricidade

O presidente André Martins, ao destacar que “a relação entre Portugal e a China tem vindo a florescer”, apontou “a parceria no ensino profissional e superior”, de que é o maior exemplo a Oficina Lu Ban instalada no campus do Instituto Politécnico de Setúbal, “como uma evidência clara desse compromisso”.

As parcerias entre instituições de ensino em Portugal e na China têm permitido, na ótica do presidente da Câmara de Setúbal, a troca de conhecimento, boas práticas e tecnologias de ponta, que beneficia estudantes envolvidos, mas também as indústrias e economias dos dois países.

“Portugal tem longa tradição de ensino superior de qualidade, enquanto a China é conhecida pela sua inovação e determinação”, evidenciou André Martins, ao enaltecer a presença da Oficina Lu Ban em território nacional, neste caso, Setúbal. “Um testemunho vivo da partilha de conhecimento e tradição.”

André Martins destacou ainda uma carta de intenções de cooperação assinada em maio deste ano entre o Instituo Politécnico de Setúbal e duas instituições de ensino superior chinesas da região de Tianjin, a Universidade de Tecnologia e Educação e a Escola Vocacional de Mecânica e Eletricidade.

A carta, recordou, “aponta para a criação de um centro de testes de certificação profissional na área da automação e inteligência artificial, visando reforçar a cooperação já existente na área do ensino tecnológico de carácter profissionalizante, aos níveis graduado e pós-graduado”.

O autarca disse ainda que a cooperação entre Portugal e a China no ensino superior também promove a diversidade cultural e a compreensão mútua. “A educação transcende fronteiras e barreiras, permitindo-nos criar laços mais fortes e construir um mundo mais inclusivo.”

Neste encontro de dois dias, além da partilha de projetos inovadores em práticas de engenharia no contexto da indústria europeia, perspetivou-se o futuro da cooperação China-Europa na área do ensino profissional e tecnológico, com os contributos de vários especialistas.

O Fórum integrou ainda a visita à Oficina Lu Ban, laboratório de indústria 4.0 a funcionar há quase cinco anos na Escola Superior de Tecnologia, instalada no campus setubalense do Instituto Politécnico de Setúbal, numa parceria com o Governo Municipal de Tianjin ao nível da inovação tecnológica e cooperação escola-empresa.

A Oficina Lu Ban existente em Setúbal, única em território nacional e a sexta a ser instalada a nível mundial, destaca-se por ser um equipamento privilegiado para o desenvolvimento de investigação aplicada nos domínios da mecânica, eletrotécnica, ciência da computação, automação e robótica.