23° Parcialmente nublado
Garrrbage - associação de solidariedade - escritura

O Garrrbage, criado em 2016 no âmbito do programa da Câmara Municipal de Setúbal Nosso Bairro, Nossa Cidade, constituiu-se formalmente no dia 12 como Associação de Solidariedade Social, o que permite alargar as valências de atuação deste projeto comunitário.


O Garrrbage, com oficina a funcionar na Rua do Moinho, no bairro da Bela Vista, e loja de venda ao público no Mercado 2 de Abril, foi criado inicialmente com o objetivo solidário destinado à recolha e ao restauro de mobiliário inutilizado, posteriormente reutilizado e encaminhado para os mais necessitados, em forma de doação, troca ou venda, vete que agora é alargada.

A constituição como Associação de Solidariedade Social permite ao Garrrbage alargar o leque de atuação e apostar, sobretudo, no desenvolvimento de atividades culturais e recreativas e projetos na área da formação, através de candidaturas a programas de financiamento governamentais e comunitários.

A escritura que formaliza a associação foi assinada no dia 12 por Domingos Nunes, Lurdes Correia e José Carlos Xavier, moradores do Bairro da Bela Vista que integram a equipa do Garrrbage.

O próximo passo é a convocação de uma assembleia-geral, a realizar no prazo de seis meses, para aprovação dos corpos sociais da associação, constituídos por Domingos Nunes, no cargo de presidente da direção, Lurdes Correia, tesoureira, e José Carlos Xavier, presidente da Assembleia Geral, bem como dos estatutos da associação.

Além da vertente de solidariedade e, agora, com atuações nas áreas cultural, recreativa e de formação, atividade desenvolvida pelo Garrrbage contribui ativamente para a redução da quantidade de lixo que vai para os aterros e, em simultâneo, procura sensibilizar a população para a importância da reutilização.

O programa municipal Nosso Bairro, Nossa Cidade, que envolve residentes, serviços autárquicos e perto de trinta entidades sediadas no território, engloba os bairros da Bela Vista, da Alameda das Palmeiras, do Forte da Bela Vista, das Manteigadas e da Quinta de Santo António.

O Nosso Bairro, Nossa Cidade estabelece que as ações a realizar devem ser protagonizadas pelos moradores, gerando a participação das pessoas nas decisões que a elas e à sua comunidade dizem respeito, com o objetivo de promover a autonomia, a responsabilidade e o crescimento coletivo.

As pessoas, organizadas em grupos, participam nas decisões e também nas tarefas inerentes à execução das ações, numa lógica de formação de lideranças e de mobilização popular.