12° Parcialmente nublado
Poesia Sem Vergonha

O poeta Paulo Condessa e o guitarrista Afonso Azevedo participam numa sessão em que o diálogo lúdico e humorístico se entrelaça com música e poesia, dia 20, na Casa do Largo – Pousada da Juventude de Setúbal.


Para encerrar da melhor forma um ano de existência de Poesia sem Vergonha, a Câmara Municipal de Setúbal, através da Divisão de Juventude, tem programada para o dia 20 de novembro, às 21h00, uma sessão com o criativo Paulo Condessa e o guitarrista Afonso Azevedo.

Já foi criativo em empresas de marketing e publicidade, mas atualmente Paulo Condessa assume-se, além de escritor e performer, como um mediador de leitura ao estender pontes entre os livros e os leitores. Na poesia, desconstrói versos, retira-lhes seriedade, dá-lhes matéria, tom e voz, num conceito de stand up poetry.

O poeta português, licenciado em Ciências da Comunicação, que atribui liberdade ao ato de dizer poesia, costuma atuar pelos palcos nacionais ao lado do guitarrista Afonso Azevedo, explorando clássicos infantis em versões humorísticas, caso dos contos “Os Três Porquinhos”, em fado-rock, e “Capuchinho Vermelho”, em blues.

Aberto ao público, o projeto municipal Poesia sem Vergonha é desenvolvido na Casa do Largo – Pousada da Juventude todas as quartas-feiras, no âmbito da rúbrica Quarta do Meio, com eventos culturais centrados em diferentes expressões artísticas.

A Poesia sem Vergonha cruzou o humor, a música e a poesia em três momentos distintos ao longo do ano, com as participações dos spoken words Raquel Lima, Alexandre Gigas, Apolo de Carvalho, Luciana Carmo, Wagner Merije, Isma XG, Afonso da Mara, Cláudia Tomé Silva, João Meirinhos, Mick Mengucci e Vanessa Oliveira.