17° Céu limpo
Greve Climática Estudantil

Duas centenas de alunos de escolas dos concelhos de Setúbal e Palmela manifestaram-se a 15 de março na Praça de Bocage no âmbito da Greve Climática Estudantil, ação de defesa ambiental realizada a nível mundial ao longo do dia.


 

“Queremos Justiça Climática”, “Não existe Planeta B”, “Não comemos Petróleo, não respiramos dinheiro. SOS pelo clima” foram algumas das mensagens escritas em cartazes que os alunos dos ensinos básico e secundário da rede pública e privada de Setúbal e Palmela ergueram junto do edifício dos Paços do Concelho.

A iniciativa, que em Setúbal foi organizada através de uma convocatória criada no Facebook pelos alunos, contou com o apoio de pais e professores, presentes na concentração.

A par com as mensagens escritas, os jovens apelarem à proteção do planeta com cânticos em voz alta. “Somos o futuro, protegemos o clima” e “pelo planeta e por todos nós, juntos como uma só voz” foram algumas das frases proferidas.

“#Faz pelo Clima” é o mote da Greve Climática Estudantil nacional que durante o dia de hoje leva alunos de escolas a manifestarem-se, em diversas cidades, contra os efeitos das alterações climáticas, no âmbito de uma ação à escala global que decorre em cerca de 100 países e mais de 1300 locais.

Esta greve estudantil mundial tem como objetivo apelar à execução de ações concretas contra as alterações climáticas e culmina numa série de manifestações semanais iniciadas no ano passado, no âmbito do movimento “”SchoolStrike4Climate”, criado pela jovem sueca Greta Thunberg, de 16 anos, nomeada para o prémio Nobel da Paz.