Neste Dia... pela lente de Américo
O Arquivo Municipal Américo Ribeiro, atualmente a funcionar na Casa Bocage, representa um dos mais importantes repositórios da memória da história moderna de Setúbal.
Com um acervo impressionante, constituído por mais de 142 mil espécimes fotográficos, o arquivo reúne a maior parte do trabalho deixado pelo fotógrafo setubalense Américo Ribeiro, testemunha de alguns dos momentos mais marcantes no concelho ao longo do século XX. Conheça melhor a vida de Américo Ribeiro seguindo esta ligação.
Porém, a parte mais significativa deste acervo é constituída por instantâneos capturados através da lente de Américo Ribeiro em momentos da vida quotidiana da população local, nos seus mais variados cenários, nos seus instantes mais diversos. As alegrias, as tristezas, as cerimónias, os espetáculos ou, até, corriqueiros de atos do comércio de outrora constituem este arquivo.
“Neste dia… Pela Lente de Américo” traz-lhe alguns desses momentos, numa viagem no tempo, pelos dias do calendário, criando-se uma ponte entre datas que marcam efemérides e fotografias de Américo Ribeiro que perpetuam o século XX em Setúbal.
  • Clique nas imagens para ampliar
  • Alguns temas podem ter mais do que uma imagem associada
  • Caso deseje solicitar uma imagem específica ao Arquivo Municipal Américo Ribeiro, por favor anote a referência da fotografia. Essa referência deverá ter uma nomenclatura semelhante a este exemplo: PT/AFAMR/AMR-03171086
Contactos e Pedidos de Imagens

Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
Rua Edmond Bartissol, n.º 12

Pedidos de consulta e imagens digitais
Telf.: 265 229 255 I arquivo.americoribeiro@mun-setubal.pt

Horário
Verão (1 de junho a 15 de setembro)
Terça a sexta-feira, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30
Sábado, das 15h00 às 19h00
Encerra aos domingos, segundas e feriados
Inverno (16 de setembro a 31 de maio)
Terça a sexta-feira, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30
Sábado, das 14h00 às 18h00
Encerra aos domingos, segundas e feriados

19 de janeiro de 1936

Inauguração do pronto socorro dos bombeiros

Neste dia do ano de 1936, os Bombeiros Municipais inauguravam o novo pronto-ocorro. Aproveitando a ocasião do ato solene, também homenagearam o vereador do pelouro dos Incêndios, Mário Ledo.

“Pelas 13h30, o novo pronto-socorro chegou ao sítio do Rio da Figueira. Ali se organizou o cortejo com as viaturas dos bombeiros municipais e voluntários, que percorreu as principais artérias da cidade, sendo o novo carro muito admirado pela população. Pouco depois das 15 horas, no quartel, perante a corporação e o elemento oficial da cidade, o reverendo s. dr. Maurício dos Santos procedeu ao baptismo do carro, a que foi dado o nome de ‘Sado’, sendo madrinha a sr.ª D. Maria Adelaide de Macedo e Castro, filha do presidente do Município”, escrevia, assim, o jornal Diário de Notícias do dia 20 de janeiro de 1936.

De forma a assinalar esta efeméride, o Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro apresenta uma imagem captada pela lente do fotógrafo neste dia.

Américo Ribeiro, sabendo da importância da memória e do arquivo, além de ilustrar o jornal, também o guardou. Podemos nos deleitar com estes dois pequenos recortes que recordam tal acontecimento sadino.

Veja mais através desta lente

Referências das imagens:

Inauguração do novo pronto-socorro dos Bombeiros Municipais de Setúbal
19 de janeiro de 1936
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-47A

Os Bombeiros Municipais de Setúbal inauguraram ontem um novo pronto-socorro e prestaram homenagem ao vereador do pelouro de incêndios
20 de janeiro de 1936
Recorte de jornal

O Século
PT/AFAMR/R-JO52

Os Bombeiros Municipais de Setúbal inauguraram ontem um carro pronto-socorro
20 de janerio de 1936
Recorte de jornal
Diário de Notícias
PT/AFAMR/R-JO53

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

9 de janeiro

Dia de São Julião

Neste dia... pela Lente de Américo | Fachada da Igreja de São Julião | PT/AFAMR/AMR-1077
Veja mais através desta lente

O Dia de São Julião celebra-se a 9 de janeiro.

São Julião de Antioquia (ou de Antinoe, Egito, como se descobriu mais tarde) foi um mártir do séc. IV, falecido a 9 de janeiro de 303.

Filho de uma família cristã, Julião casou com a jovem Baziliza aos 18 anos, a pedido da família. Com a morte dos pais, o casal fez da casa um hospício com capacidade para mil pobres. “Julião e Baziliza estavam em constante oração, praticando jejuns, vigílias, macerações da carne e outras mortificações semelhantes, levando muitos pecadores à conversão e ao amor em Cristo. Aos pobres e peregrinos concediam amparo e proteção. E, assim na tradição, entrou este dizer do povo: «Se quereis casa e pão, ide ter com S. Julião».”

Julião foi denunciado às autoridades por albergar cristãos e como se recusou a abandonar a fé em Cristo e a adorar os ídolos pagãos foi torturado por um longo período até morrer.

Para celebrar este dia, o Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro selecionou uma imagem da fachada da igreja de S. Julião. No seu no interior, de três naves, salientam-se a talha e a decoração com silhares de azulejos azuis, setecentistas, narrando a vida de S. Julião.

Fonte: Revista Municipal, Ano XXII, nº 88, 1.º trimestre de 1961

Referências das imagens:

Aspeto da fachada principal da Igreja S. Julião
Parede ainda com azulejos castanhos
14 de junho de 1940
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-1077

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

21 de dezembro de 1871

Inauguração da Estátua de Bocage

Veja mais através desta lente

Neste dia, há 150 anos, era inaugurado o monumento a Manuel Maria Barbosa du Bocage, de autoria do escultor Pedro Carlos Reis.

Ao centro da Praça de Bocage eleva-se uma estátua que presta homenagem ao grande poeta sadino, representando-o de forma realista.

A estátua encontra-se num plano muito elevado. Acima de um pódio prismático de faces inscritas, eleva-se uma alta coluna canelada sobre cujo capitel se dispõe o tambor que suporta a escultura. Entre as volutas do capitel surge uma lira, simbolizando a poesia.

A assinalar a efeméride, partilhamos um conjunto de fotografias ao monumento captadas pela lente de Américo Ribeiro.

Referências das imagens:

Monumento a Manuel Maria Barbosa du Bocage
15 de abril de 1950 (registo da imagem)
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-03131089

Praça de Bocage
15 de março 1986 (registo da imagem)
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR16528_02

Praça de Bocage
15 de março 1986 (registo da imagem)
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR16529

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


1 de dezembro de 1936

Assinatura do Contrato Coletivo de Trabalho
para a Indústria das Conservas

Neste dia... pela Lente de Américo | Assinatura do Contrato Coletivo de Trabalho para a Indústria das Conservas | AR03120025
Veja mais através desta lente

No dia 1 de dezembro de 1936 realizou-se em Setúbal a assinatura do Contrato Coletivo de Trabalho para a Indústria de Conservas, ato que decorreu com grande imponência sob a presidência do sub-secretário de Estado das Corporações e Previdência Social.

“Organizou-se então um imponente cortejo em que se incorporou todo o elemento oficial da cidade, deputações oficiais de vários concelhos do distrito e, com os seus estandartes, os sindicatos nacionais dos Pescadores e Conserveiros de Olhão, operários conserveiros de Matozinhos, tanoeiros e trabalhadores de armazéns de vinhos do Porto, descarregadores das margens do Tejo, de Alcochete, operários da indústria de chacinaria, da construção civil, manipuladores de pão e empregados no comércio do Montijo; Casa do Povo de Canha e, de Setúbal, descarregadores de mar e pesca, manipuladores de pão, estivadores, apanhadores e descarregadores de peixe, operários da indústria de conservas, empregados no comércio; Associação de Socorros Mútuos Setubalense, Liga dos Combatentes da Grande Guerra, Bombeiros Voluntários.” Fazia notícia, sobre este dia, o Diário de Notícias de 3 de dezembro de 1936 (R-JO51).

Passados 85 anos, assinalamos a data com uma imagem, capturada por Américo Ribeiro, do cortejo oficial pelas ruas da cidade.

Referências das imagens:

Assinatura do Contrato Coletivo de Trabalho para a Indústria de Conservas
Aspeto de cortejo oficial
1 de dezembro de 1936
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-03120025

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

21 de novembro

Dia Mundial da Pesca

Veja mais através desta lente

O Dia Mundial da Pesca celebra-se anualmente a 21 de novembro, com o intuito de realçar a importância deste setor para a economia e desenvolvimento dos países e, especialmente, para as comunidades que se sustêm desta atividade.

Pretende-se ainda alertar para as adversidades a que os pescadores estão sujeitos. Estes são muitas vezes vítimas de exploração e de trabalhos forçados, incluídos nas redes de tráfico de seres humanos ou de desaparecimento no mar.

O Arquivo fotográfico Américo Ribeiro assinala este dia com imagens dos finais dos anos 40 de traineiras de pesca a recolher redes na muralha.

Referências das imagens:

Traineiras a recolher as redes na muralha
Junho de 1947
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-3730_01
PT/AFAMR/AMR-3730_02
PT/AFAMR/AMR-3730_03
PT/AFAMR/AMR-3730_04

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


14 de novembro

Dia Mundial do Enoturismo

Veja mais através desta lente

O Dia Mundial do Enoturismo foi instituído em 2009 pela RECEVIN – Rede Europeia de Cidades do Vinho e comemora-se anualmente no segundo domingo de novembro.

De forma a assinalar esta efeméride, o Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro apresenta uma imagem do interior do laboratório da Junta Nacional dos Vinhos.

Este organismo, criado em 1937, promovia o consumo de vinho no país, controlava a oferta, estabilizava os preços e armazenava os excedentes de produção.

Nos anos 50 e 60 foram criadas adegas cooperativas com instalações de vinificação modernas em diversas zonas do país. Só as adegas cooperativas podiam comprar as uvas aos produtores, por isso as empresas privadas compravam o vinho já produzido.

Referências da imagem:

Interior do laboratório da Junta Nacional de Vinhos
1953
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-8936
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

25 de outubro

60 Anos do Coral Luísa Todi

Neste dia... pela Lente de Américo | 60 Anos do Coral Luísa Todi | AR13000_03
Veja mais através desta lente

O Coral Luísa Todi foi fundado a 25 de outubro de 1961, por Maria Adelaide Rosado Pinto e Aurélio Lino da Conceição Fernandes, preenchendo o espaço deixado vago pelo desaparecimento de um grande agrupamento polifónico dos anos 30, o Orfeão Cetóbriga, e reavivando uma tradição musical de que Setúbal se orgulha, enquanto terra que viu nascer grandes músicos e cantores, dos quais Luísa Todi é o expoente máximo.

Tendo-se apresentado ao público, pela primeira vez, a 30 de julho de 1963, tem desenvolvido uma intensa e ininterrupta atividade que o levou a atuar praticamente em todo o país, assim como no estrangeiro, com grande êxito, sendo reconhecido quer pelo público, quer pela crítica.

Em Setúbal, tem realizado inúmeros concertos, exercendo simultaneamente o papel de organizador de importantes manifestações culturais que, no campo da música, têm acontecido na cidade.

O reportório é norteado por uma permanente preocupação pela qualidade, possuindo, porém, uma grande versatilidade, que permite abranger diversos géneros musicais, do popular ao clássico, de forma a ir ao encontro das diferentes plateias para que atua.

O Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro celebra este dia com uma imagem da primeira apresentação em público do coral no Teatro Luísa Todi.

Fonte: Meloteca

 

Referências da imagem:

Coral Luísa Todi
Primeira apresentação em público no teatro Luísa Todi
1963
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-13000
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


20 de outubro

Dia Internacional do Chefe de Cozinha

Neste dia... Pela Lente de Américo | Dia Internacional do Chefe de Cozinha | AR0319083
Veja mais através desta lente

Cozinhar é das atividades mais antigas do homem. Procurar alimento e satisfazer as necessidades básicas foi, desde sempre, uma necessidade humana. Neste sentido, a data foi criada através da Associação Brasileira da Alta Gastronomia (ABAGA), em 1999. O intuito era de homenagear o ato e o prazer de cozinhar.

Em Portugal, se falarmos de Manuel Joaquim Machado Rebelo, talvez não estejamos a ver quem é. Porém, se falarmos em Abade de Priscos já o conhecemos. A par do delicioso pudim que é batizado com o seu nome, a mais famosa sandes feita no Porto – a francesinha – é atribuída a este gastrónomo do século XIX.  O nosso primeiro gastrónomo reconhecido como tal.

Este homem foi o primeiro gastrónomo de referência em Portugal, porém, temos tantos outros nomes: Maria de Lourdes Modesto, Filipa Vacondeus, Chefe Silva (que criou a Teleculinária), entre outros.

Gastrónomo e chefe de cozinha à partida não têm nada a ver um com o outro. Se o primeiro é um chefe de cozinha, profissional responsável pela seleção dos ingredientes, pela preparação dos pratos, pela combinação dos sabores e pela sua apresentação, o segundo é um cozinheiro que comanda uma cozinha. Ambos têm um papel fundamental: zelar pela boa alimentação.

Seja qual for a sua nomenclatura, na rubrica Neste dia… Pela Lente de Américo homenageemos todos os chefs e todas as chefs que diariamente têm ideias e vontade de concretizar belos pratos para as refeições, em casa ou fora dela.

Referências da imagem:

Retrato de homem vestido de cozinheiro
Março de 1943
PT/AFAMR/AMR-0319083
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

18 de Setembro

Dia Mundial da Limpeza

Neste dia... Pela Lente de Américo | Dia Mundial da Limpeza | AR15981
Veja mais através desta lente

Limpar o meio que nos rodeia é uma tarefa há muito desempenhada. Se os cuidados de higiene, aparentemente, dizem respeito à cosmética da cidade, na verdade, os cuidados de limpeza prendem-se com questões bem mais importantes e até mesmo de âmbito vital.

Quando as ruas acumulam resíduos a probabilidade de ratos e outros animais de estarem em contacto com o homem sobe substancialmente. Recordemos que a Peste Negra propagou-se a partir destes roedores.

Em 2008, a Estónia criou um movimento que se chama World Cleanup Day – por outras palavras, o Dia Mundial da Limpeza. Só no primeiro ano, a iniciativa contou com a participação de 50 mil voluntários, que em apenas cinco horas limparam espaços urbanos e rurais. Este movimento tem crescido de ano para ano.

Em 2020, e apesar das fortes condicionantes criadas pelo SARS-CoV-2, 165 países aderiram a este movimento, contando com a presença de mais de 11 milhões de voluntários que limparam praias, jardins, canteiros, entre outros espaços.

Esta iniciativa ultrapassa fronteiras e desafia diferenças religiosas e culturais.

Assinalamos esta data com uma imagem da equipa do serviço de limpeza da Câmara Municipal de Setúbal no ano de 1936.

Referências da imagem:

Carros do lixo manuais da Câmara Municipal de Setúbal
Serviço de limpeza
Julho de 1936
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-15981
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


6 de Outubro

100.º aniversário do nascimento
de Rogério Peres Claro

Neste dia... Pela Lente de Américo |100.º Aniversário de Rogério Peres Claro | AMR-13057_01
Veja mais através desta lente

Celebramos, a 6 de outubro de 2021, o 100.º aniversário do nascimento de Rogério Peres Claro.

Nasceu em Setúbal, a 6 de outubro de 1921, cidade na qual faleceu, a 2 de novembro de 2015.

Formado em Filologia Românica, na Universidade de Lisboa, dirigiu as escolas industriais e comerciais de Estremoz (1952/1961) e de Setúbal (1961/1970).

Na política, foi vice-presidente da Comissão Distrital da União Nacional, de Setúbal, e foi foi subdelegado da Ala de Setúbal da Mocidade Portuguesa (1949/52). Foi, também, chefe da secretaria do Grémio do Comércio de Setúbal.

A sua carreira parlamentar iniciou-se na VII Legislatura, pelo Círculo de Portalegre (1957/61) e foi eleito deputado pelo Círculo de Setúbal, na IX e X Legislaturas (em 1965/69 e 1969/73). Interveio ativamente em temas como o 2.º Centenário de Bocage, o surto industrial de Setúbal e a crise habitacional, o imposto ad valorem no porto de Setúbal, o tráfego de passageiros entre as duas margens do Tejo, a necessidade de um plano de aproveitamento turístico para o distrito de Setúbal, entre outros.

Teve cargo dirigente na LASA – Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão (1984-1992) e na ASSP (Associação de Solidariedade Social dos Professores), fazendo parte da sua primeira direção (1983) e sendo o impulsionador principal da Casa do Professor desta associação em Setúbal.

Fundador e diretor do jornal O Distrito de Setúbal (1951) e da revista Cetóbriga (1964).

O Arquivo Américo Ribeiro assinala este dia com uma imagem da conferência pelo Dr. Rogério Peres Claro da Sociedade Histórica de Portugal, 1 de Dezembro de 1963.

Referências da imagem:

Conferência pelo Dr. Rogério Claro da Sociedade Histórica de Portugal
1 de Dezembro de 1963
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-13057_01
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

18 de Setembro

Dia Mundial da Limpeza

Neste dia... Pela Lente de Américo | Dia Mundial da Limpeza | AR15981
Veja mais através desta lente

Limpar o meio que nos rodeia é uma tarefa há muito desempenhada. Se os cuidados de higiene, aparentemente, dizem respeito à cosmética da cidade, na verdade, os cuidados de limpeza prendem-se com questões bem mais importantes e até mesmo de âmbito vital.

Quando as ruas acumulam resíduos a probabilidade de ratos e outros animais de estarem em contacto com o homem sobe substancialmente. Recordemos que a Peste Negra propagou-se a partir destes roedores.

Em 2008, a Estónia criou um movimento que se chama World Cleanup Day – por outras palavras, o Dia Mundial da Limpeza. Só no primeiro ano, a iniciativa contou com a participação de 50 mil voluntários, que em apenas cinco horas limparam espaços urbanos e rurais. Este movimento tem crescido de ano para ano.

Em 2020, e apesar das fortes condicionantes criadas pelo SARS-CoV-2, 165 países aderiram a este movimento, contando com a presença de mais de 11 milhões de voluntários que limparam praias, jardins, canteiros, entre outros espaços.

Esta iniciativa ultrapassa fronteiras e desafia diferenças religiosas e culturais.

Assinalamos esta data com uma imagem da equipa do serviço de limpeza da Câmara Municipal de Setúbal no ano de 1936.

Referências da imagem:

Carros do lixo manuais da Câmara Municipal de Setúbal
Serviço de limpeza
Julho de 1936
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-15981
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


11 de setembro

Dia Nacional das Casas do Povo

Veja mais através desta lente

As casas do povo são associações locais de fins sociais e culturais que organizam diversas atividades com vista à animação e à integração do povo na sociedade.

As casas do povo funcionavam como organismos de defesa dos interesses dos trabalhadores agrícolas e de atribuição de previdência social. Cada casa do povo atuava na sua freguesia, detendo personalidade jurídica.

Com o passar dos anos, as casas do povo mudaram a sua atuação, mas mantiveram o objetivo de contribuir para o desenvolvimento social e cultural das comunidades locais.

O Arquivo Américo Ribeiro assinala este dia com imagens da Casa do povo de Azeitão (1957).

Referências das imagens desta galeria:

Casa do Povo de Azeitão
15 de abril de 1957
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-AR11402
PT/AFAMR/AMR-AR11402b
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

7 de setembro

80 Anos do naufrágio de um bote em Setúbal

Pela Lente de Américo | Náufragos a cumprir promessa | PT/AFAMR/AMR-1340A
Veja mais através desta lente

“No dia 7 de setembro de 1941, na cidade de Setúbal, quando se realizou a procissão fluvial de Nossa Senhora da Conceição do Cais, um bote que seguia o cortejo foi levado sem governo para o alto mar, conduzindo cinco rapazes aqui muito conhecidos: Carlos Alberto Carriço, Joaquim Pinto Carriço, Ermelindo Pinto Carriço, Rui Mário Pereira e Manuel Carriço.

Durante toda a noite e parte do dia seguinte os cinco rapazes vogaram ao sabor da corrente e das ondas, vivendo, como é de calcular, horas aflitivas, até que um vapor espanhol, que passava ao largo da costa portuguesa, providencialmente os recolheu e conduziu para Lisboa”, relatou o jornal o Diário de Notícias.

Imploraram os náufragos, no meio da sua grande aflição, a proteção de Nossa Senhora do Cais, a santa da devoção dos marítimos e pescadores de Setúbal.

O Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro assinala os 80 anos do naufrágio com uma imagem dos cinco náufragos a cumprir a sua promessa, onde depositaram junto do nicho da Virgem, no baluarte do quartel de Infantaria n.º 11, frente ao rio Sado, as velas que lhe haviam prometido se, mercê da sua intercessão, fossem salvos.

Carlos Alberto Carriço, o segundo da direita, o primeiro a implorar o auxílio da Virgem, ofereceu a Nossa Senhora do Cais um círio do seu tamanho e os seus companheiros ofereceram as restantes velas, que ardem em volta.

Referências das imagens desta galeria:

Cinco náufragos com velas acesas junto do nicho de Nossa Senhora do Cais
11 de setembro de 1941
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-1340A
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


12 de Agosto

Dia Internacional da Juventude

Pela Lente de Américo | Jovens nadadores do Clube Naval Setubalense | AR03132252
Veja mais através desta lente

O Dia Internacional da Juventude celebra-se anualmente a 12 de agosto, focando-se nos 1,8 mil milhões de jovens entre os 10 e os 24 anos existentes no mundo. Procura promover o papel dos jovens como parte essencial nos processos de mudança e encontrar um espaço que gere consciência sobre os desafios e problemas que enfrentam.

Este dia foi proclamado através da Resolução 54/120, adotada na Assembleia-Geral das Nações Unidas de 17 de dezembro de 1999.

A edição deste ano tem como tema global “Transformar Sistemas Alimentares: Inovação Juvenil para a Saúde Humana e Planetária”.

Assinalamos esta data com uma imagem de um grupo de jovens nadadores do Clube Naval Setubalense.

Referências das imagens desta galeria:

Retrato de grupo de jovens nadadores por ocasião da festa de natação do Clube Naval Setubalense
10 de outubro de 1950
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-03132252
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

1 de Setembro

Dia Nacional das Bandas Filarmónicas

Pela Lente de Américo | Dia Nacional das Bandas Filarmónicas | PT/AFAMR/AMR-2077
Veja mais através desta lente

A data foi instituída pelo Governo Português em 2013, reconhecendo que, no papel de “preservação, divulgação e formação musical, as filarmónicas podem também ser facilmente apercebidas como centros de socialização locais e inter-relacionais”.

Para celebrar esta data o Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro apresenta uma imagem da banda da Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense do ano de 1944.

Referências das imagens desta galeria:

Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense
(banda numa escadaria)
1944
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-2077
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


31 de julho

145 anos do Mercado do Livramento

Pela Lente de Américo | 145 Anos do Mercado do Livramento | AR20265
Veja mais através desta lente

Desde 1876 que é um dos centros de comércio mais dinâmicos da cidade.

O primeiro edifício do Mercado do Livramento foi inaugurado em 31 de julho de 1876. Na imprensa da época, o momento foi registado da seguinte forma: “Levou a cabo a construção de um mercado coberto na esplanada do antigo baluarte de Nossa Senhora do Livramento, junto à ribeira com o mesmo nome. (…) Veio substituir os mercados ao ar livre que aconteciam na Praça do Sapal [atual Praça de Bocage], onde se vendiam os produtos hortícolas, e no Largo da Ribeira Velha, onde se comerciava o pescado”.

Foi substituído por outra construção, em 10 de julho de 1930, com o traçado que se conhece hoje.

Partilhamos uma fotografia do interior do mercado, pertencente ao espólio fotográfico Américo Ribeiro.

Referências das imagens desta galeria:

Mercado do Livramento – bancas de venda de peixe
Anos 1970
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-20265
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

5 de agosto

Chegada a Setúbal da primeira etapa em linha da 82.ª Volta a Portugal Santander

Pela Lente de Américo | Volta a Portugal | AR03172211
Veja mais através desta lente

Setúbal recebe a 5 de agosto o final da primeira etapa em linha da 82.ª Volta a Portugal Santander, um percurso de 175,8 quilómetros com início em Torres Vedras, que culmina na meta instalada na Avenida Luísa Todi.

Para assinalar este acontecimento, o Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro apresenta uma imagem da prova com participantes a chegar à meta, em 1946, na XI Volta a Portugal em Biclicleta, organizada pelo Diário de Notícias.

Referências das imagens desta galeria:

XI Volta a Portugal em Bicicleta
Aspeto de prova com participantes a chegar à meta
11 de agosto de 1946
PT/AFAMR/AMR-03172211
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


7 de julho

50 anos da inauguração do primeiro hovercraft em Setúbal

Pela Lente de Américo | 50 Anos de hovercrafts em Setúbal | AR14858_01
Veja mais através desta lente

A 7 de julho de 1971, Américo Thomaz inaugurava em Setúbal o primeiro hovercraft, de seu nome “Torralta”, da Sociedade Turística Ponta do Adoxe, S.A.R.L., fundado pelos irmãos José e Agostinho Silva, em 1967.

Esta embarcação hovercraft fez parte de uma flotilha que compreendeu outras três unidades que se chamaram “Soltróia”, “Troiamar” e “Troiano” e que se destinaram a assegurar o transporte rápido de passageiros entre Setúbal e a Península de Troia.

Assinalamos esta data com uma imagem dos hovercrafts ancorados na Doca do Comércio.

Referências das imagens desta galeria:

Carreira para Troia – Hovercrafts ancorados na Doca do Comércio
1973
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-14858_01
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

21 de Junho

Dia Mundial da Selfie

Pela Lente de Américo | Dia Mundial da Selfie | PT/AFAMR/AMR16589_02
Veja mais através desta lente

21 de junho foi a data escolhida para comemorar o Dia Mundial da Selfie.

Fundada pelo DJ americano Ricky McNeely, no ano de 2014, a data celebra aquela foto tirada com câmaras ou smartphones em que a própria pessoa se fotografa. Se esta ideia é nova? Não. Desde tempos remotos artistas pintam-se a si mesmos. Esta temática na pintura designa-se de autorretrato.

No entanto e deixando a história de lado, encontramos a selfie perfeita e idílica do espólio de Américo Ribeiro.

Referências das imagens desta galeria:

Galeão de sal recuperado
8 de março de 1987 (data do registo da imagem)
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR16589_02
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


20 de maio

95 anos da inauguração
do Balneário Dr. Paula Borba

Pela Lente de Américo | Inauguração do Balneário Dr. Paula Borba | AR19206_01
Veja mais através desta lente

Há pessoas que têm o condão de trazer algum conforto a quem os rodeia. Adjetivo singelo, mas que se enquadra, na perfeição, na pessoa do doutor Paula Borba, apelidado por “pai dos pobres de Setúbal”.

A importância de Paula Borba é de tal forma evidente que, aquando da Primeira Guerra Mundial, ao receber convocatória para integrar o corpo médico no exército português, quer a Santa Casa da Misericórdia de Setúbal, quer a população, manifestaram-se contra. Tais protestos levaram a que, uns dias depois, a convocatória fosse anulada.

A criação de um balneário público, cujo projeto deveu-se ao engenheiro Carlos Manito Torres, veio colmatar a ausência de instalações sanitárias na maioria das habitações setubalenses, quando os banhos eram pouco mais do que rituais inóspitos, tomados geralmente uma vez por semana.

A construção do balneário viria a ter um papel crucial na cidade, sobretudo para controlar problemas de saúde pública que existiam entre os mais desfavorecidos, entre eles o “pica-pica”, isto é, a sarna.

Em 26 anos de funcionamento, o total de utilizações foi superior às 240 mil (241.196, mais precisamente).

Américo Ribeiro fotografou diversas vezes este importante local.

Referências das imagens desta galeria:

Inauguração do Balneário Doutor Paula Borba
1926
PT/AFAMR/AMR-19206_01
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

1 de Junho

Dia Mundial da Criança

Pela Lente de Américo | Dia Mundial da Criança | AR03132495
Veja mais através desta lente

Celebra-se a 1 de junho o Dia Mundial da Criança, uma data estabelecida em 1950 pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O principal objetivo da comemoração deste dia é apelar para os direitos das crianças, sensibilizar para um ambiente propício para o seu desenvolvimento, de modo a promover uma melhoria nas suas condições de vida.

Assinalamos a data com esta memória registada pela lente do fotógrafo Américo Ribeiro.

Referências das imagens desta galeria:

Retrato de criança com duas bonecas no parapeito de uma janela
[s.d.]
PT/AFAMR/AMR-03132495
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


12 de maio

Dia Internacional do Enfermeiro

Neste dia... Pela Lente de Américo | Dia Internacional do Enfermeiro | AR10670POR
Veja mais através desta lente

O Dia Internacional do Enfermeiro celebra-se a 12 de maio. Foi criado pelo Conselho Internacional dos Enfermeiros (ICN, sigla em inglês) e a data escolhida remete para o aniversário de nascimento de Florence Nightingale, considerada a fundadora da enfermagem moderna.

A efeméride é dedicada, em 2021, ao tema “Enfermeiros: Uma Voz para Liderar”, com o subtema “Uma Visão para o Futuro dos Cuidados de Saúde”.

Nas palavras da presidente do ICN, este tema serve para demonstrar que “a pandemia global COVID-19 mostrou ao mundo o importante papel que os Enfermeiros desempenham para manter as pessoas saudáveis ao longo da vida. Embora tenha havido uma perturbação significativa dos cuidados de saúde, também houve uma inovação significativa que melhorou o acesso aos cuidados de saúde. Em 2021, vamos focar-nos nas mudanças e inovações na Enfermagem e na forma como isso acabará por moldar o futuro dos cuidados de saúde”.

A comemoração deste dia é uma homenagem a todos os enfermeiros, relembrando e salientando a importância que têm na prestação de cuidados gerais e especializados à população.

O Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro assinala a data com o retrato de uma enfermeira a prestar assistência durante uma campanha de recolha de sangue organizada pela Misericórdia de Setúbal, decorria o ano de 1955.

Referências das imagens desta galeria:

Retrato de enfermeira a prestar assistência durante uma campanha de recolha de sangue organizada pela Misericórdia de Setúbal
11 de outubro de 1955
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/ AMR-10670
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

15 de maio

Dia Internacional da Família

Pela Lente de Américo | Dia Internacinal da Família | AR03131886
Veja mais através desta lente

O Dia Internacional da Família é celebrado anualmente a 15 de maio. A data foi escolhida pela Assembleia Geral da ONU. Este dia assinala a importância da família na estrutura do núcleo familiar e o seu relevo na base da educação infantil e reforçar a mensagem de união, amor, respeito e compreensão necessárias para o bom relacionamento de todos os elementos que compõem a família.

Neste ano complexo de pandemia, as famílias têm estado afastadas. Os abraços e beijinhos passaram a ser virtuais, as festinhas e brincadeiras esperados para tempos futuros.

O Dia Internacional da Família apesar de se celebrar no calendário desde 1994, dentro de nós celebra-se todos os dias.

Esperamos em breve retomar as reuniões familiares como a da imagem capturada pela Lente de Américo Ribeiro.

Aos que se mantiveram em casa, longe das suas famílias, em prol da segurança de todos: OBRIGADO!

Referências das imagens desta galeria:

Retrato de grupo familiar junto a uma barraca com o nome “Néca” (Tróia?)
PT/AFAMR/AMR-03131886
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/ AMR-10670
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


6 de Maio

Dia Mundial do Acordeão

Neste dia... Pela Lente de Américo | Dia Mundial do Acordeão | AR03132499
Veja mais através desta lente

A Confederação Internacional dos Acordeonistas (CIA) instituiu o dia 6 de maio como o “Dia Mundial do Acordeão” por ter sido o dia em que este versátil instrumento foi patenteado por Cyril Demian, em 1829.

Desde que foi lançada como data comemorativa, no ano de 2009, a Confederação Internacional dos Acordeonistas, juntamente com outras associações de diversos países, vem realizando vários eventos com o objetivo de promover a diversidade musical.

Pela Lente de Américo Ribeiro, homenageemos este dia com uma imagem captada por Américo Ribeiro.

Referências das imagens desta galeria:

Retrato de mulher a tocar acordeão num quintal
[s.d.]
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-03132499
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

30 de Abril

Dia Internacional do Jazz

Pela Lente de Américo | Saxofonistas da Orquestra Bohémia | Dia Internacional do Jazz | AR17006POR
Veja mais através desta lente

O Jazz é um estilo musical que surgiu no final do século XIX, em Nova Orleães, Estados Unidos da América. Pensa-se que as origens remontam ao Blues e ao próprio contexto americano.

O Blues, originalmente, era um estilo musical muito peculiar, cantado nos campos de algodão americanos por escravos afro-americanos (podemos ver esta realidade e ouvir a música no filme “12 Anos Escravo”, de Steve McQueen). A cadência e ritmo da música marcava o ritmo do trabalho, mas também das orações e preces originárias de África. Daí ser incialmente apenas cantada pelos afro-americanos.

Com o desenvolvimento cultural, surgiu o Jazz.

Ainda no final do século XIX, mas, principalmente, no primeiro quartel do século XX, apareceram cantores e músicos de Jazz ímpares que já não eram escravos e que, ainda hoje, tocam nas rádios, tais como: Ella Fitzgerald, Frank Sinatra, Louis Armstrong, Miles Davis, Nina Simone, Ray Charles.

Em Portugal, o Jazz continua a ser tocado e cantado por Mário Laginha, Rão Kyao, entre muitos outros.

Em Setúbal, além de vários outros artistas, existem dois nomes, bem conhecidos, que estão intimamente ligados à cidade, em virtude da mãe ter cá nascido: Luísa e Salvador Sobral.

Neste dia, pela lente de Américo, observemos estes saxofonistas e cantemos a maravilhosa música “Amar pelos Dois”, escrita por Luísa Sobral e interpretada por Salvador Sobral.

Referências das imagens desta galeria:

Saxofonistas da Orquestra Bohémia
[anos 1950?]
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-17006POR
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


6 de Abril

Dia Mundial da Atividade Física

Neste dia... Pela Lente de Américo | Dia Mundial da Atividade física | AR8976 05
Veja mais através desta lente

Celebrada a 6 de abril, esta data pretende promover a prática da atividade física, assim como sublinhar os benefícios da realização regular de exercício físico.

É uma iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) e nasceu como forma de luta contra o sedentarismo, um dos principais fatores de risco de morte em todo o mundo.

Assinalamos esta data com uma imagem, captada por Américo Ribeiro, de um grupo a realizar atividades físicas na Praia da Figueirinha no ano de 1953.

Referências das imagens desta galeria:

Praia da Figueirinha, grupo a realizar atividades físicas
15 de julho 1953 (data do registo da imagem)
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-8976_05
Reprodução digital capturada a partir de negativo original em película de acetato de celulose a preto e branco de 6×6 cm
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

12 de abril

110 Anos do nascimento de Oceana Zarco

Neste dia... Pela Lente de Américo | Aniversário de Oceana Zarco | AR74
Veja mais através desta lente

No dia 12 de abril comemoram-se os 110 anos do nascimento de Oceana Zarco.

Nascida ainda durante o período monárquico, viveu a infância no decurso da Primeira República, mas é no advento do Estado Novo que atinge o momento de feitos heroicos, dignos de muita admiração: torna-se na primeira mulher ciclista federada em Portugal, em 1925, no ano seguinte classifica-se em primeiro lugar na III Volta a Lisboa e, ainda em 1926, recebe a medalha de ouro na I Volta ao Porto. Mais tarde, em 1929, alcança o primeiro lugar na I Volta a Setúbal, deixando para trás os adversários masculinos.

Após o trajeto de ciclista profissional, Oceana decidiu enveredar pela carreira de enfermeira, cuja profissão exerceu durante mais de 30 anos.

Casou-se depois de completar os 50 anos de idade, já que, durante o Estado Novo, o matrimónio não era permitido a enfermeiras e professoras.

Rui Salas, antigo dirigente do Vitória Futebol Clube, referiu: “A Oceana treinou com homens, ouviu muitos piropos, ganhou quase todos os prémios e foi a primeira mulher que vestiu calções e camisola como os ciclistas”.

Já a autora da biografia da ciclista-enfermeira, Regina Marques, mencionou que “a bicicleta era um símbolo de emancipação porque proporcionou liberdade de movimento e de deslocação”, acrescentando que essa determinação proporcionou, ainda, uma “reforma do vestuário feminino”, numa altura em que grande parte dos papéis sociais estava vedada às mulheres. “Os médicos diziam que pedalar faria mal, podendo até causar esterilidade feminina.”

Pela Lente de Américo Ribeiro, apenas há uma coisa a acrescentar: Oceana foi uma verdadeira fonte inesgotável de inspiração.

Referências das imagens desta galeria:

Oceana Zarco com grupo de ciclistas
1937
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-AR74
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


Edição Especial

Março Mulher

8 de Março | Dia Internacional da Mulher

O dia 8 de março foi a data escolhida para celebrar o Dia Internacional da Mulher.

Durante o mês, entre os dias 8 e 31 de março, o Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro, através da rubrica “Neste dia… pela lente de Américo Ribeiro”, prestou homenagem a todas as mulheres com a publicação de várias imagens da figura feminina.

Veja mais através desta lente

Referências das imagens desta galeria:

Minas do Lousal – mulheres na escolha do minério
1951
PT/AFAMR/AMR-7057

Lavadeiras num ribeiro
[anos 40?]

PT/AFAMR/AMR-21829

Mulher e duas crianças
[s.d.]

PT/AFAMR/AMR-17434_03

Fábrica de tomate Mapirel, Brejos de Azeitão
Aspetos da fábrica com o pessoal a trabalhar
29 de setembro de 1958 (data de registo da imagem)
PT/AFAMR/AMR-11882_2

Escola oficial no Bairro Salgado
Grupo de meninas e professoras
1938
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-268

Funcionárias do Hotel Esperança
Setúbal na inauguração da sala jantar e boite
31 de dezembro de 1963
PT/AFAMR/AMR-13087_03

Grupo dramático da Sociedade Perpétua Azeitonense
Teatro na Casa do Povo
Maio de 1963
PT/AFAMR/AMR-12953 6

Espetáculo de variedades
Aniversário da Sociedade Musical Filarmónica Providência, de Vila Fresca de Azeitão
Março de 1962
PT/AFAMR/AMR-12772_06

Curso de costura Oliva, em Azeitão
Grupo geral de alunas, com professora
Novembro de 1954
PT/AFAMR/AMR-10135

Empregada de balcão de mercearia
[s.d.]

PT/AFAMR/AMR-19707_02

Mulher fazendo meia na casa em frente à Igreja da Anunciada
Rua Mártires da Pátria, Bairro de Tróino
1967
PT/AFAMR/AMR-13842

Eleição da Miss Portugal em Troia
Maio de 1971
PT/AFAMR/AMR-14450_01

Exibição de patinagem no Clube Naval Setubalense – assistência
[s.d.]

PT/AFAMR/AMR-03171962POR

Retrato de mulher
1 de junho de 1937
PT/AFAMR/AMR-03171043

Varinas e varino a fazer rede
1976
PT/AFAMR/AMR-03130181

Varina vendedora de peixe
[anos 40?]
PT/AFAMR/AMR-21795

Eleição da Rainha do Sado – vencedora do concurso com as duas damas de honor no palco
Setembro de 1972
Este concurso realizou-se no Cine-Variedades, vulgo Esplanada, na Rua Manuel Livério em Setúbal.
PT/AFAMR/AMR-14688_01

Ostreiras na Mitrena
Fevereiro de 1964
PT/AFAMR/AMR-13110_01

Fábrica do Bonifácio Lázaro
Maio de 1958
PT/AFAMR/AMR-11768

Visita de importadores franceses a fábrica de conservas – operárias
22 de Outubro de 1957 (data do registo da imagem)
PT/AFAMR/AMR-11550_01

Oceana Rosa de Sousa Zarco – a primeira mulher ciclista federada em Portugal
1937
PT/AFAMR/AMR-74POR

Todas as fotos pertencem à Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal


21 de Fevereiro

Dia Intrernacional do Guia-Intérprete

Neste dia... Pela Lente de Américo | Dia do Guia-Intérprete | AR03130298
Veja mais através desta lente

21 de fevereiro foi o dia escolhido pela Federação Mundial de Associações de Guias-Intérpretes (WFTGA) para o Dia Internacional do Guia-Intérprete.

Este dia surgiu por ocasião da 1.ª Convenção Internacional de Associações de Guias-Intérpretes, realizado em Israel, que foi confirmada em 1987, na 2.ª Convenção Internacional de Associações de Guias-Intérpretes na cidade e capital austríaca, Viena.

O guia-intérprete é aquela pessoa que vai à frente de um grupo, orientando-o e proporcionando explicações sobre determinados aspetos que podem ser apreciados durante uma visita. Muitas vezes, o guia anda com uma bandeirola para se distinguir dos demais.

Em Setúbal era frequente fazer-se excursões por diversos pontos do país, Batalha, Nazaré, Tomar, Viana do Castelo, entre outros locais, sempre através da Companhia dos Belos. Quem ia em passeio, além das tradicionais lembranças para os familiares, comprava um postalinho para enviar aos amigos.

Américo Ribeiro, além de colecionar este tipo de correspondência em postal, também fotografou e visitou diversos locais.

Neste dia em que se celebra o Guia-Intérprete, recordamos uma grande excursão com destino a Lisboa. Américo Ribeiro fotografou o momento.

Já agora, embora sendo muitas vezes uma profissão designada, nomeadamente por quem não trabalha no setor, como “guia turístico”, ficámos a saber que essa terminologia, na verdade, depois de um útil esclarecimento prestado pela Associação de Guia-Intérpretes, reporta-se aos livros que fornecem informações úteis sobre locais ou localidades a visitar.

Referências das imagens desta galeria:

Aspeto de autocarros da empresa João Cândido Belo na Serra da Arrábida com destino a Lisboa
1967?
Américo Ribeiro

PT/AFAMR/AMR-03130298

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

3 de Março

Dia Mundial da Vida Selvagem

Veja mais através desta lente

O dia 3 de março foi escolhido pelas Nações Unidas com o objetivo de promover a consciencialização sobre a multiplicidade de benefícios que a conservação da fauna e da flora do planeta proporciona às pessoas.

“O valor incalculável da vida selvagem” foi o lema da ONU para 2020, referindo que os animais e plantas que vivem na Natureza têm um valor intrínseco e contribuem para os aspetos ecológicos, genéticos, sociais, económicos, científicos, educacionais, culturais, recreativos e estéticos do bem-estar humano e para o desenvolvimento sustentável.

O Dia Mundial da Vida Selvagem é uma oportunidade para celebrar as belas e variadas formas de fauna e flora selvagens e para aumentar a consciencialização sobre os inúmeros benefícios que a sua conservação proporciona às pessoas. Ao mesmo tempo, este dia lembra-nos da necessidade urgente de intensificar a luta contra crimes à fauna e a redução de espécies induzida pelo Homem, que têm impactes económicos, ambientais e sociais abrangentes.

Em Portugal, o local onde mais espécies de animais selvagens podem ser observados, estudados e contemplados é no Jardim Zoológico.

Durante a pesquisa para esta Lente do Américo, tivemos o prazer de descobrir que, durante a lua de mel do fotógrafo, este fez uma visita ao Jardim do Zoológico de Lisboa.

Fonte: ONU

Referências das imagens desta galeria:

Retrato de esposa de Américo Ribeiro, no dia do casamento, no Jardim Zoológico, junto de elefante
1942

PT/AFAMR/AMR-03172518

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

Retrato de Américo Ribeiro e esposa, no dia do casamento, no Jardim Zoológico, junto de fonte
1942
                 

PT/AFAMR/AMR- AR03172519

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


1 de fevereiro

67 Anos do grande nevão em Setúbal

Veja mais através desta lente

Hoje celebra-se o 67.º aniversário do grande nevão em Setúbal. Recordemos as brincadeiras mais divertidas que podemos fazer com a neve: bonecos de neve, anjos, castelo de neve, caça ao tesouro, trenó, neve colorida, esquimó e pegadas.

Américo Ribeiro fotografou o nevão em diversos pontos da cidade. Admiremos tal beleza.

Referências das imagens desta galeria:

Nevão em Setúbal, Palmela e arredores
1 de fevereiro de 1954
Américo Ribeiro

Aspeto da cidade com neve
PT/AFAMR/AMR-9519_01
PT/AFAMR/AMR-9519_02
PT/AFAMR/AMR-9519_03
PT/AFAMR/AMR-9519_04

Boneco de neve no jardim de Palhais
PT/AFAMR/AMR-19467

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

14 de fevereiro

Dia dos Namorados

Veja mais através desta lente

Hoje celebra-se o dia dos Namorados. Conta a lenda que um bispo, de nome Valentim, durante o século III, lutou contra as ordens do imperador Cláudio II. O imperador tinha proibido a realização de casamentos durante as guerras, acreditando que os solteiros seriam melhores combatentes fossem mais eficazes na vida militar e na guerra.

Contra a ordem do imperador, o bispo Valentim continuou com a celebração de matrimónios. Quando a prática foi descoberta, foi preso e condenado à morte. Enquanto preso, vários eram os jovens anónimos que, em demonstração de apoio e compaixão, lhe enviavam flores e bilhetes, afirmando continuarem a acreditar no amor, explicando assim a troca de postais e cartas que se proliferou até aos dias de hoje.

De norte a sul de Portugal são diversas as tradições populares para celebrar este dia. Desde a Cantarinha dos Namorados em Guimarães, passando pela Rocha dos Namorados, na aldeia de São Pedro do Corval, em Reguengos de Monsaraz. No entanto a mais célebre é a de Viana do Castelo com os lenços de namorados.

Recordemos algumas quadras que se encontram nestes lenços (e não, o erro ortográfico não é nosso, o lenço é bordado da mesma forma como as pessoas outrora falavam)

Só tu és o meu encanto
a minha doce alegria
ao teu lado satisfeita
passo a noite e o dia

Lencinho que foste feito
de noite ao luar
vai dizer ao meu amor
que eu de sempre o eide amar

Amor tu és a estrela
que ade guiar o meu ser
pois sem ti meu querido
eme impossível viver

Curiosamente, no Brasil, o dia dos namorados celebra-se no dia 12 de junho. Um dia antes de Santo António, o Santo Padroeiro dos Casamentos.

Pela lente do Américo recordemos a celebração do amor entre dois casais de noivos e o nosso eterno apaixonado, Américo Ribeiro.

Referências das imagens desta galeria:

Casamento de Maria de Felicidade e Orlando Cardoso
21 de junho de 1952 (data do registo da imagem)
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-03172052

Retrato de noivos
Maio de 1943
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-0319102

Retrato de Américo Ribeiro e sua esposa no dia do casamento (Estufa Fria?)
1942
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-03170896

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


20 de Janeiro

Dia Mundial do Queijo

Veja mais através desta lente

O dia 20 de janeiro foi escolhido para homenagear a proteína mais consumida no mundo.

Conta a lenda que o queijo terá sido descoberto por um dos filhos de Apolo, Aristeu, rei da Arcádia. Os historiadores e arqueólogos apontam a sua existência e consumo já no paleolítico superior, ou seja, há mais de 10 mil anos!

O queijo primitivo era apenas o leite coagulado, desprovido de soro e de sal.

Já na Idade Média a fabricação de queijos finos restringia-se apenas aos mosteiros católicos, apurando sempre as receitas.

Fabricar queijo não é fácil, exige um conhecimento dos pastos, mas também uma dedicação diária, pois não há folgas nem férias e é bastante exigente.

Portugal detém uma imensa tradição na produção de queijos. Só em Portugal são consumidas anualmente mais de 40 mil toneladas de queijo cujas variedades são imensas.
O queijo é saudável, o queijo é delicioso! Poucos alimentos conseguem reunir tantas qualidades. E enganem-se aqueles que dizem que o queijo faz esquecer!

Assinala-se esta data com imagens dos anos 50 da montra da mercearia “Primor”, de Ildefonso Ribeiro, na Rua Álvaro Castelões, com a exposição de queijos de ovelha.

Referências das imagens desta galeria:

Exposição de queijos de ovelha – montra da mercearia “Primor”, de Ildefonso Ribeiro, anos 50
Américo Ribeiro

PT/AFAMR/AMR-14600
PT/AFAMR/AMR-14600 2

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

27 de Janeiro

Dia Internacional do Conservador Restaurador

Veja mais através desta lente

Hoje comemora-se o dia internacional da pessoa que conserva e restaura as obras de arte: o conservador restaurador. Esta profissão surgiu no século XIX, com Viollet-le-Duc, em França, e John Ruskin, em Inglaterra. Nesta altura, em que a corrente do Romantismo começa a crescer substancialmente por toda a Europa, mais do que conservar e restaurar, havia a necessidade de despojar os monumentos e mostrá-los com a sua suposta traça original. Esta forma de pensar levou a que muitos monumentos perdessem valiosíssimos retábulos de talha dourada ou até mesmo azulejos magníficos.

Com a evolução da teoria do restauro foi estabelecido que a conversação e o restauro têm como objetivo primário a reparação ou a atuação preventiva de qualquer obra de arte, respeitando ao máximo a essência original da obra. Este paradigma atual da conservação e do restauro foi cimentada em 1964 com a Carta de Veneza, que surgiu após um Congresso Internacional de Arquitetos e de Técnicos de Monumentos Históricos, realizado em Veneza, de 25 a 31 de maio de 1964.

O dia do conversador e restaurador é uma data que foi instituída no XVIII Congresso Internacional de Conservação e Restauração de Bens Culturais, realizado em Granada em 2011, estabelecendo o dia 27 de janeiro como data oficial.

Américo Ribeiro sabendo da importância que o património tem, registou um momento importante na história do restauro de Setúbal. Vejamos.

Referências das imagens desta galeria:

Capela do Corpo Santo, restauro da pintura do teto da capela pelo pintor setubalense Luciano dos Santos
15 de março de 1960
Américo Ribeiro

PT/AFAMR/AMR-12281_01
PT/AFAMR/AMR-12281_03
PT/AFAMR/AMR-12281_04
PT/AFAMR/AMR-12281_05
PT/AFAMR/AMR-12281_06
PT/AFAMR/AMR-12281_08

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


9 de janeiro

Nascimento de Luísa Todi

Pela Lente de Américo | Nascimento de Luísa Todi | AR8437
Veja mais através desta lente

Euterpe, a deusa grega da música e da poesia lírica, ofereceu a Setúbal a cantora lírica portuguesa mais importante de todos os tempos – Luísa Rosa de Aguiar.

A Diva, como é ainda hoje designada, cantou para Catarina, a Grande, na Rússia. Também foi escutada por Beethoven, na Áustria, atuou em Versalhes, já em Londres atuou no King’s Theatre. Foi ainda convidada por Guilherme II para passar algumas temporadas na Prússia. Ofereceu-lhe aposentos no palácio real, os seus próprios cozinheiros, bem como outras mordomias. Naquele país terá permanecido entre 1787 a 1789.

Luísa Todi adota este nome após o casamento com o violinista napolitano Francesco Saverio Todi.

A tecnologia da altura não permitia fazer gravações da voz sublime da nossa Diva, mas conseguimos imaginar como seria magnifica, para não só conseguir alcançar uma carreira a nível internacional, como se elevar acima de cantores italianos, alemães e franceses.

Neste dia celebra-se o 268.º aniversário do nascimento da cantora lírica setubalense, a lente do Américo Ribeiro, pretende homenagear a grande lírica a partir de uma fotografia de 1953 da casa onde nasceu, na Rua da Brasileira, Bairro do Troino.

Referências das imagens desta galeria:

Casa onde nasceu Luísa Todi na Rua da Brasileira
7 de janeiro de 1953 (data do registo da imagem)
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-8437

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial

15 de Janeiro

Dia Mundial do Compositor

Pela Lente de Américo | Dia Mundial do Compositor | AR16157
Veja mais através desta lente

A 15 de janeiro comemora-se o Dia do Compositor. Nem sempre aquele que canta e toca é aquele quem compõe a música. Por isso, esta profissão é pouco reconhecida.

Na música popular o compositor também pode adquirir o papel de letrista – aquele que escreve as letras das músicas.

Os compositores têm uma capacidade de pensamento e abstração acima da média, afinal de contas têm que produzir ao nível do pensamento que será transposto para uma pauta com símbolos grafados numa pauta composta por cinco linhas paralelas.

Mozart, Beethoven, Bach foram compositores. Sem o seu trabalho hoje não podíamos escutar verdadeiras obras-primas.

De Portugal, destacamos o Vianna da Motta, Carlos Seixas, Fernando Lopes-Graça entre outros.

Setúbal foi honrada por ter visto nascer José Joaquim Ferreira de Almeida, mais conhecido por José Joaquim Cabecinha.

Foi um músico e compositor autodidata. Escreveu música para cortejos carnavalescos, para revista, teatro e para filmes mudos. Dirigiu “orquestras, como as do Teatro Rainha D. Amélia, do Casino Setubalense e do Grande Salão Recreio do Povo, e grupos musicais (…) recebendo sempre as melhores críticas e os mais fervorosos aplausos do público de casas de espetáculo como o Teatro Bocage, a União Setubalense e a Capricho Setubalense.”

Para homenagear este dia que é consagrado a quem produz as músicas que nos acompanha diariamente apresentamos uma reprodução de Américo Ribeiro do retrato do ilustre compositor setubalense José Joaquim Cabecinha.

Fonte: A vida artística dos Cabecinha. Setúbal, Jornal municipal – abril – junho 2012; pg. 27

Referências das imagens desta galeria:

José Joaquim Cabecinha, autor desconhecido, reprodução de Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-16157

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


6 de janeiro

Dia de Reis

Veja mais através desta lente

“Há muito, muito tempo, três reis de reinos muito distantes. Belchior, Gaspar e Baltazar gostavam de observar o céu, de ver o comportamento dos astros. Numa determinada noite, repararam numa nova estrela que brilhava como nenhuma outra. Como eram sábios, perceberam logo que tinha acontecido uma coisa muito especial. Depois de escolherem presentes também muito especiais, decidiram deixar-se guiar por ela. Foi assim que chegaram até ao Menino Jesus.”*

Ofereceram ao Menino ouro, que representa a nobreza, sendo apenas oferecido aos reis. Incenso, que indica a fé e é o presente oferecido unicamente aos sacerdotes. A mirra, que representa o sacrifício e era o presente oferecido aos profetas.

Em Portugal, um grupo de pessoas andam de porta em porta a declamar a cantilena dos “São chegados os três Reis, da parte do Oriente”, tradição que surgiu no século XVI. Geralmente os donos da casa oferecem uma lembrança para o Menino Jesus, que, na verdade, é distribuída pelos mais necessitados. Nas mesas e nas pastelarias não pode faltar o Bolo Rei. As frutas cristalizadas coloridas remetem para as pedras preciosas das coroas dos Reis Magos.

Em Espanha é neste dia que se abrem os presentes do sapatinho e na igreja Ortodoxa que se celebra o dia de Natal.

Na Argentina e no Uruguai, as crianças deixam os sapatinhos com erva à porta para os camelos dos Reis Magos poderem comer, como recompensa, os Reis deixam presentes no sapatinho.

Em Cuba este dia é conhecido como a Páscoa dos Negros. Desde a colonização espanhola este era o dia em que se dava folga aos escravos.

A 6 de janeiro, seja qual for o costume associado, vamos celebrá-lo com uma revisitação destes festivos no Hospital do Outão a partir da visão de Américo Ribeiro.

* Fonte RTP

Referências das imagens desta galeria:

Hospital do Outão | Aspeto de crianças junto a presépio [s.d.]
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-03132119

Hospital do Outão | Aspeto de crianças junto a presépio [s.d.]
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-03132109

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial

31 de dezembro

Passagem de Ano

Pela Lente de Américo | PT/AFAMR/AMR-2227 | Dia de Ano Novo
Veja mais através desta lente

Ano Novo ou Réveillon  – palavra de origem francesa que significa despertar ou acordar, referindo-se à nova etapa de vida que se inicia. Mas quem pensa que esta festividade é recente, engana-se. As primeiras referências ao Réveillon encontram-se remontam a 2000 a.C., na Mesopotâmia. Estas referências remetem para uma festividade como um “Festival do Ano Novo”. Na Pérsia, Fenícia, Assíria e Grécia também há vestígios arqueológicos sobre esta festividade.

Na Roma antiga, o Ano Novo comemorava-se em março – o mês do Equinócio da Primavera. No século XVI, com a consolidação do calendário gregoriano, escolheu-se o 1.º de janeiro como o dia do Ano Novo. Sendo, desde essa altura feriado em Portugal.

Num ano tão atípico como o de 2020, e que nos obriga ao confinamento, recordamos uma imagem de festa de Passagem de Ano no salão da Sociedade Musical Recreativa União Setubalense de 1945.

Para quem não seguir uma tradição de Ano Novo, selecionamos algumas para se inspirar:

  • Passar o ano com dinheiro na mão, no bolso ou nos pés.
  • Abrir todas as portas e acender todas as luzes.
  • Preparar um bolo para a passagem de ano, coloque algumas moedas misturadas com o preparado. Quem as encontrar terá muita sorte no ano seguinte (mas cuidado ao mastigar!…).
  • Encher um balde com água e, à meia-noite, despejar pela janela. É a melhor maneira de se livrarem das más recordações e das experiências desagradáveis do ano que terminou.
  • Partir pratos para trazer boa sorte.
  • Atirar fatias de pão contra a parede, foi a forma encontrada de afastar os maus espíritos e convidar a boa sorte a entrar nas suas vidas.
  • Fazer uma limpeza minuciosa da casa no dia 31 de dezembro para começar o novo ano a partir do zero.
  • Saltar com o pé direito.
  • Comer sete pratos no dia de ano novo.
  • Andar de mala de viagem pela rua. É uma superstição que dita que o ano seguinte vai ser próspero e rico em viagens.
  • Dar um envelope vermelho com dinheiro.

Referências das imagens desta galeria:

Passagem do Ano na Sociedade Musical Recreativa União Setubalense
Orquestra a tocar e pessoas no salão

1 de janeiro de 1945
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-2227

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial


15 de Dezembro

Dia Internacional do Chá

Pela Lente de Américo | AR0319055
Veja mais através desta lente

Chá verde, chá branco, chá amarelo, chá vermelho. São nomes comuns que saltam aos nossos olhos quando vamos ao supermercado ou abrimos os armários de casa.

No entanto, nem sempre foi assim! O primeiro contacto efetivo que os europeus tiveram com o chá foi pela mão dos portugueses, em 1543, no Japão. Rapidamente esta suave bebida foi introduzida na Europa.

Por sua vez, Dona Catarina de Bragança, rainha consorte em Inglaterra, patrocina as “tea parties” (festas de chá), tornando a bebida bastante apreciada entre o sexo feminino e mais tarde entre o sexo masculino.

A par destes dois contributos na história do chá, Portugal foi ainda o primeiro país da Europa a cultivar esta planta, no arquipélago dos Açores, por volta de 1750.

O chá é conhecido pelas suas propriedades terapêuticas, entre elas o fortalecimento da imunidade, mas também na prevenção do envelhecimento da pele.

Nada melhor que beber um chá quente neste dia de oiutono e se for a ouvir a música do grupo Yorn “Cháááá, chá da Índia, chá da Pérsia, chá Chinês!”, tanto melhor!

Como referiu Lao Tzu: “O chá é o elixir da vida”.

Assinalamos este dia com uma imagem do Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro.

Referências das imagens desta galeria:

Senhoras a beberem chá, 1942
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-0319055

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

25 de dezembro

Dia de Natal

Pela Lente de Américo | AR921
Veja mais através desta lente

Se há permissão para escolher a história mais comovente e bela sobre a noite de Natal, o Cavaleiro da Dinamarca, de Sophia Mello Breyner é a selecionada. Neste dia feliz, a página pela Lente do Américo Ribeiro recorda um trecho de um dos mais belos contos de todos os tempos:

…Mas se eu não chegar hoje, a minha mulher, os meus filhos e os meus criados pensarão que morri ou me perdi nas terras estrangeiras. Passarão um Natal de tristeza e aflição. E preciso que eu chegue hoje. (…) O cair da neve parecia multiplicar o silêncio. E o rio parecia ter-se sumido.

— Talvez me tenha enganado no caminho — pensou o Cavaleiro —, vou mudar de direção. E virou um pouco mais para a esquerda. Mas continuou a escurecer, a neve continuou a cair, o silêncio continuou a crescer e o homem e o rio não se encontravam. E devagar anoiteceu mais.

 (…)

 — Estou perdido — murmurou ele baixinho —. Então a treva encheu-se de pequenos pontos brilhantes, avermelhados e vivos. Eram os olhos dos lobos. O Cavaleiro ouvia-os moverem-se em leves passos sobre a neve, sentia a sua respiração ardente e ansiosa, adivinhava o branco cruel dos seus dentes agudos. Em voz alta disse:

— Hoje é noite de trégua, noite de Natal. E ao som destas palavras os olhos recuaram e desapareceram. (…)

 — Vou morrer esta noite — pensou o Cavaleiro —. Então lembrou-se da grande noite azul de Jerusalém toda bordada de constelações. E lembrou-se de Baltasar, Gaspar e Melchior, que tinham lido no céu o seu caminho. O céu aqui era escuro, velado, pesado de silêncio. (…) Rezou a oração dos Anjos, o grande grito de alegria, de confiança e de aliança que numa noite antiquíssima tinha atravessado o céu transparente da Judeia. As palavras ergueram-se uma por uma no puro silêncio da neve:

— Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade. Então na massa escura dos arvoredos começou ao longe a crescer uma pequena claridade. — Deus seja bendito — murmurou o Cavaleiro —. Deve ser uma fogueira. (…) Era um grande triângulo radioso cujo cimo subia mais alto do que todas as árvores. Agora toda a floresta se iluminava. Os gelos brilhavam, a neve mostrava a sua brancura, o ar estava cheio de reflexos multicolores, grandes raios de luz passavam entre os troncos e as ramagens.

— Que maravilhosa fogueira — pensou o Cavaleiro —. Nunca vi fogueira tão bela. Mas quando chegou em frente da claridade viu que não era uma fogueira. Pois era ali a clareira de bétulas onde ficava a sua casa. E ao lado da casa, o grande abeto escuro, a maior árvore da floresta, estava coberta de luzes. Porque os anjos do Natal a tinham enfeitado com dezenas de pequeninas estrelas para guiar o Cavaleiro. Esta história, levada de boca em boca, correu os países do Norte. E é por isso que na noite de Natal se iluminam os pinheiros.

Referências das imagens desta galeria:

Árvore de Natal (casa Elói da Litografia)
11 de janeiro de 1940
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-921

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial


21 de Novembro

Dia Mundial da Televisão

Pela Lente de Américo | Dia Mundial da Televisão | AR14562_01
Veja mais através desta lente

A data foi proclamada pelas Nações Unidas em dezembro de 1996, após o primeiro Fórum Mundial de Televisão, a 21 de novembro de 1996.

Em Portugal, a televisão começou a ser transmitida em 1957, na Rádio e Televisão de Portugal (RTP), a preto e branco. O primeiro programa a cores a ser transmitido foi o Festival da Canção de 1980.

Assinalamos esta data com uma fotografia de Augusto Cabrita, operador de televisão, a filmar em Setúbal no ano de 1971, captada pela lente de Américo Ribeiro.

Augusto Cabrita, fotógrafo, diretor de fotografia, foi também realizador. Em 1957 realizou a reportagem da visita da rainha Isabel II a Portugal e continuou, na década de 1960, com documentários para a incipiente televisão portuguesa.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-14562_01
Augusto Cabrita, operador de televisão, a filmar em Setúbal.
Américo Ribeiro

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

3 de dezembro

Dia de São Francisco Xavier

Neste Dia... pela lente de Américo | Dia de S. Francisco Xavier
Veja mais através desta lente

Francisco de Xavier nasceu a 7 de abril de 1506, em Xavier, pequena localidade Navarra que lhe emprestou o nome. Foi um dos fundadores da Companhia de Jesus, mais conhecida por Jesuítas. Chega em 1540 a Portugal, a pedido do Rei D. João III, para evangelizar os territórios portugueses noutros continentes.

A sua ligação a Setúbal, prende-se com o facto de ter embarcado nesta cidade em missão com destino a Goa, para dar início à envangelização na Índia portuguesa e a seguir no Japão.

Conta a lenda que os sadinos, por terem tido uma ligação tão forte com o jesuíta, pediram que este fosse o orago da cidade. No dia 3 de dezembro assinala-se o aniversário da sua morte, que aconteceu em Sanchoão, China, em 1552.

Assinalamos esta data com uma imagem de S. Francisco Xavier na capela do Palácio Fryxell

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-20052
Altar de S. Francisco Xavier na capela do Palácio Fryxell [s.d.]
Américo Ribeiro

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


16 de Outubro

Dia Mundial da Alimentação

Pela Lente de Américo | Dia Mundial da Alimentação | AR11178_1
Veja mais através desta lente

O Dia Mundial da Alimentação celebra-se anualmente a 16 de outubro, data da fundação da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, em 1945.

A celebração do Dia Mundial da Alimentação foi estabelecida em novembro de 1979 pelos países-membros na 20.ª Conferência da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura.

Celebramos este dia com uma imagem dos anos 50 da coleção fotográfica Américo Ribeiro, referente ao anúncio “Compotas e geleias – Flor Bela”, produzidas por Jaime Gaiveo Madeira.

Referências das imagens desta galeria:

Tabuleta do anúncio “Compotas e geleias – Flor Bela” produzidas por Jaime Gaiveo Madeira
15 de outubro de 1956 (data de registo da imagem)
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-11178_1
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

10 de Novembro

Dia Mundial da Ciência pela Paz e pelo Desenvolvimento

Veja mais através desta lente

Este dia é celebrado em todo o mundo, anualmente, desde 2001, com a promoção da UNESCO, sublinhando o papel da Ciência na edificação de um mundo melhor. Esta data é uma oportunidade relevante para se mostrar junto da população os motivos pelos quais a Ciência é tão relevante na vida diária das pessoas, envolvendo-as de forma ativa no debate sobre questões científicas.

Assinalamos o 10 de Novembro com a divulgação de uma carta assinada pelo diretor da Coleção Nacional Aeronáutica do Museu da Ciência de Londres a agradecer o envio de duas fotografias, de autoria de Américo Ribeiro, do hidroavião de casco de bombardeamento da força área inglesa (RAF), que em 15 de fevereiro de 1941 amarou em Troia, depois de ficar sem combustível ao tentar debelar um ciclone que atravessava o país nessa altura.

A tripulação de nove homens sobreviveu intacta ao incidente, tendo sido “discretamente” escoltada de volta ao Reino Unido no mês seguinte. Pelo gesto das autoridades portuguesas, o aparelho, um Short Sunderland Mk I, que, na altura do incidente estabelecia uma ligação entre Pembroke Dock, Inglaterra, e Freetown, Serra Leoa, via Gibraltar, seria oferecido ao Governo português, vindo a integrar os ativos da, então, Aeronáutica Naval.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-0-CA16
Carta do Museu da Ciência de Londres a agradecer o envio de duas fotografias, de autoria de Américo Ribeiro, do hidroavião inglês que em 15 de fevereiro de 1941 amarou em Troia

PT/AFAMR/AMR-0-CA18
Tradução da carta que Museu da Ciência de Londres enviou a Américo Ribeiro a agradecer o envio de duas fotografias, de sua autoria, do hidroavião inglês que em 15 de fevereiro de 1941 amarou em Troia

PT/AFAMR/AMR-1215A
Imagem do hidroavião de casco de bombardeamento inglês Short Sunderland MkI, P9623, depois de se despenhar em Troia em 15 de fevereiro de 1941, na sequência de falta de combustível ao tentar atravessar um ciclone

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


22 de setembro

Dia Europeu Sem Carros

Pela Lente de Américo | PT/AFAMR/AMR-16080 | Dia Europeu Sem Carros
Veja mais através desta lente

O Dia Europeu Sem Carros celebra-se anualmente a 22 de setembro.

A data visa sensibilizar população e autoridades para a necessidade de reduzir o tráfego rodoviário dentro das cidades, de forma a aumentar a qualidade de vida e garantir a sustentabilidade dos recursos naturais, optando por alternativas de mobilidade menos poluentes como transportes públicos e bicicletas.

Integrado na Semana Europeia da Mobilidade, o Dia Europeu Sem Carros é celebrado através da promoção de ações de sensibilização.

Para assinalar este dia, apresentamos uma imagem do Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro das antigas lavadeiras de roupa da zona da Rasca, que utilizavam o burro como meio de transporte para se deslocarem à cidade para buscar a roupa a várias casas e, depois, as lavarem nos ribeiros do campo.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-16080
Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

1 de Outubro

Dia Mundial da Música

Pela Lente de Américo | Dia Mundial da Música | AR16487
Veja mais através desta lente

A data foi instituída em 1975 pelo International Music Council, uma instituição fundada em 1949 pela UNESCO, que agrega vários organismos e individualidades do mundo da música.

Celebramos este dia com uma imagem da coleção do fotógrafo Américo Ribeiro do memorável Conjunto Típico Xico da Cana, grupo que interpretava músicas inspiradas fundamentalmente em Setúbal, no Rio Sado e na Serra da Arrábida.

Referências das imagens desta galeria:

Xico da Cana – tocador com cana, 1985
Américo Ribeiro
PT/AFAMR/AMR-16487
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


18 de Setembro

Dia Internacional de ler E-book

Pela Lente de Américo | PT/AFAMR/AMR-20341 | Dia Internacional de ler E-book
Veja mais através desta lente

A data foi criada em 2014 pela distribuidora de e-books One Drive, que fornece livros digitais a bibliotecas e escolas de cerca de 40 países. O objetivo da data é promover a leitura digital.

Neste dia as pessoas são incentivadas a ler um e-book no parque da cidade, na praia, na floresta, em casa ou no local preferido de leitura.

Assinalamos esta data com uma imagem do tempo do Américo Ribeiro, o e-book do século passado!

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-20341
Rapazes sentados a lerem, [s.d.]
Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

5 de Setembro

Dia Internacional da Caridade

Pela Lente de Américo | PT/AFAMR/AMR-19456_01
Veja mais através desta lente

Este dia festeja-se anualmente a 5 de setembro, data escolhida pela Assembleia-Geral da ONU para ressaltar a promoção do diálogo, da solidariedade e do entendimento mútuo. Este dia também marca o aniversário da morte de Madre Teresa.

Madre Teresa de Calcutá (1910-1997) foi uma missionária católica de origem albanesa que recebeu o Prémio Nobel da Paz e que dedicou a vida aos pobres.

O Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro assinala este dia com uma imagem de Madre Teresa de Calcutá em visita a Setúbal para tomar posse do antigo palácio da família Botelho Moniz, colocado ao serviço da congregação da Madre Teresa.

Esta, depois de agradecer a dádiva do palácio, disse algumas palavras: “A verdadeira causa da pobreza é falta de amor. Se não nos amarmos uns aos outros, jamais haverá paz sobre a terra”.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-19456_01
Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


19 de Agosto

Dia Mundial da Fotografia

Veja mais através desta lente

Dada a riqueza e dimensão do espólio fotográfico de Américo Ribeiro não poderíamos deixar de assinalar a data partilhando uma fotografia que retrata a vinda da Rainha Isabel II de Inglaterra a Setúbal.

Momento importante para a vida profissional de Américo Ribeiro, pois esteve autorizado a entrar na varanda que cobre o armazém central do porto de Setúbal para fazer a reportagem fotográfica da passagem por Setúbal e do embarque da Rainha Isabel II e do Duque de Edimburgo. A cidade Sadina assinalou festivamente a passagem dos régios viajantes.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-11357
Rainha Isabel II de Inglaterra visita Setúbal – chegada do Iate Real Britannia a Setúbal (Rainha e marido), 16 de Fevereiro de 1957 (data de registo da imagem)
Nota: A Rainha e o Duque de Edimburgo, o esposo, depois de se despedirem das autoridades regressaram ao navio Britannia fundeado no rio Sado.
Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

Cartão “Livre trânsito” nº 660 – Reportagem chegada Rainha Isabel, Fev. 1947
Coleção Américo Ribeiro

11 de agosto

Dia de brincar na areia

Veja mais através desta lente

Todos os dias podem ser de brincar na areia, se uma pessoa quiser, mas existe uma data do ano em especial para isso. 11 de agosto! A data surgiu nos Estados Unidos da América, como Play in the Sand Day, mas rapidamente foi adotada noutros países do mundo.

Neste dia realizam-se concursos de construções na areia nas praias do mundo, entre outras iniciativas relacionadas com a areia da praia. É típico encontrar construções nas praias, como castelos e bustos de pessoas famosas feitos de areia.

Para celebrar este dia apresentamos dois registos da coleção fotográfica de Américo Ribeiro com crianças a brincar na areia.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-03120387
Criança a brincar, com uma bola, numa praia junto aos toldos, 1951
Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial

PT/AFAMR/AMR-0318288
Retrato de duas crianças na praia, [1920?]


1 de agosto

Feira de Sant’Iago

Pela Lente de Américo | Prova de ciclismo | PT/AFAMR/AMR-6a
Veja mais através desta lente

Face à atual crise sanitária, este ano não se realiza a Feira de Sant’Iago, um evento tradicional que conta com mais de quatro séculos de história.

Deixamos o registo das provas desportivas que aconteceram no ano de 1930, na Exposição Regional de Setúbal.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-6a
Início de prova de ciclismo, na Av. Luísa Todi, em frente ao prédio Casa Leão, a 1 de agosto de 1930

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

27 de julho de 1930

Inauguração da iluminação pública elétrica em Setúbal

Pela Lente de Américo | PT/AFAMR/AMR-183
Veja mais através desta lente

“A luz elétrica chegou a Setúbal em 1930, a cerimónia decorreu no Clube Setubalense, contou com a visita do Sr. Presidente da República Marechal Carmona. A cidade viveu fulgurosamente esta efeméride, que veio para bem de todos nós!”
Jornal O Setubalense, 1936

Para assinalar esta importante data deixamos um registo fotográfico da Avenida dos Combatentes, iluminada à noite no dia da inauguração da luz elétrica em Setúbal.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-183

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


8 de Julho

Dia Mundial da Alegria

Veja mais através desta lente

A alegria é um sentimento de prazer, satisfação e contentamento. Usualmente é expressada através de sorrisos ou risadas. Os motivos pelos quais as pessoas se sentem alegres são os mais variados possíveis. Alguns indivíduos sentem-se felizes e alegres apenas pelo fato de viver. Hoje, mais que nunca, devemos sorrir para a vida! Partilhamos algumas imagens do acervo fotográfico de Américo Ribeiro que demonstram verdadeiros momentos de alegria entre amigos.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-03130741
Retrato de grupo de costureiras à janela, [s.d.]

PT/AFAMR/AMR-03170046
Dr. Antunes e Dr. Manuel Gamito no casamento da filha do Sr. Marques Santos, 21 de Maio de 1949 (data de registo da imagem)

PT/AFAMR/AMR-AR03120231
Colónia Balnear do Grémio de Conservas (praia da Comenda), 18 de Setembro de 1938

PT/AFAMR/AMR-03170280
Retrato de grupo de mascarados (Festa de final de ano da Escola Comercial na Saboaria), 1950

PT/AFAMR/AMR-03120348
Retrato de criança sentada num muro, [s.d.]

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

24 de julho de 1960

Inauguração do Cineteatro Luísa Todi

Pela Lente de Américo | PT/AFAMR/AMR-03170103
Veja mais através desta lente

A 24 de julho de 1960 foi inaugurado o edifício do Cineteatro Luísa Todi, projeto assinado pelo arquiteto Fernando Silva. O atual Fórum Municipal Luísa Todi reabriu ao público a 15 de setembro de 2012, após obras de requalificação, com um espaço totalmente modernizado. O edifício encontra-se implantado no local onde existiu o Teatro D. Amélia, inaugurado a 1 de agosto de 1897 e demolido em 1956 para a construção do atual imóvel. Da autoria do arquiteto italiano Nicola Bagaglia, este teatro foi uma referência na arquitetura de interiores e um marco na história teatral de Setúbal e do país. Para assinalar esta data apresentamos uma fotografia da fachada do antigo Teatro Luísa Todi.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-03170103
Aspeto de fachada do antigo Cineteatro Luísa Todi, 1960


1 de Julho

Dia Mundial das Bibliotecas

Veja mais através desta lente

Este dia visa enaltecer a importância da leitura na educação e formação das pessoas. O Manifesto da UNESCO Sobre Bibliotecas Públicas refere-se à biblioteca pública como uma porta de acesso local ao conhecimento fulcral para o desenvolvimento cultural do indivíduo e dos grupos sociais. Celebramos este dia com imagens da Biblioteca Pública Municipal de Setúbal do fotógrafo Américo Ribeiro.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-15864_02
Biblioteca Pública Municipal de Setúbal – sala de leitura, 07 de Fevereiro de 1981 (data de registo da imagem)
PT/AFAMR/AMR-15864_03
Biblioteca Pública Municipal de Setúbal – sala de leitura, 07 de Fevereiro de 1981 (data de registo da imagem)

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

18 de Junho

Dia Internacional do Piquenique

Veja mais através desta lente

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-03120631
Retrato de grupo a fazer um piquenique no campo
PT/AFAMR/AMR-03171318
Orfeão Cetóbriga – retrato de grupo num piquenique
PT/AFAMR/AMR-03131927
Retrato de grupo na Serra da Arrábida a almoçar à sombra de uma árvore
PT/AFAMR/AMR-0319612
Retrato de grupo a fazer um piquenique no campo, 1936

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


3 de Junho

Dia Mundial da Bicicleta

Veja mais através desta lente

A criação do Dia Mundial da Bicicleta, pela Organização das Nações Unidas, é o reconhecimento da bicicleta como meio de transporte acessível, fácil, sustentável, que promove a preservação ambiental e a saúde. Seja por conveniência ou por passatempo, andar de bicicleta é uma prática cada vez mais comum a nível mundial. Seguindo essa tendência, com o número de pessoas a pedalar a ser mais significativo no dia a dia, os governos e as autarquias estão mais sensíveis a esta questão, apostando em vias cicláveis e em sistemas de utilização pública partilhada de bicicletas​.​ O Dia Mundial da Bicicleta é uma jornada de celebração da bicicleta, do ciclismo e do futuro mais sustentável.​ Fonte: Turismo de Portugal

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-0318054
PT/AFAMR/AMR-0318198
PT/AFAMR/AMR-03132077
Aspeto de placa publicitária da Alma (motor auxiliar de bicicletas)

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

11 de junho

Dia de Corpo de Deus

Veja mais através desta lente

A data ocorre na segunda quinta-feira a seguir ao Domingo de Pentecostes que é celebrado 50 dias após a Páscoa, enquanto o Corpo de Deus, 60 dias depois. Apresentamos um conjunto de imagens da Procissão do Corpo de Deus pelas várias ruas da cidade sadina do acervo do Arquivo fotográfico Américo Ribeiro.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-03170220
Aspeto da Procissão Corpo de Deus, 1943
Pálio onde se distinguem o engenheiro Borba, o mais alto, filho do Médico Francisco Paula Borba
PT/AFAMR/AMR-03170219
Aspeto da Procissão Corpo de Deus, 1943
O pálio a entrar na Igreja de São Julião. À direita está o café Central, presentemente o Banco Millennium
PT/AFAMR/AMR-03170221
Aspeto da Procissão Corpo de Deus, 1943
Fanfarra militar da Rua Infante 11 frente à Igreja de São Julião, na Praça do Bocage
PT/AFAMR/AMR-03170222
Aspeto da Procissão Corpo de Deus a passar na Avenida Luísa Todi, a virar para a Praça do Bocage, 1943
PT/AFAMR/AMR-03170223
Aspeto da Procissão Corpo de Deus, 1943
Procissão na Avenida 22 de Dezembro junto ao Edifício do Governo Civil, atualmente Comando da Policia de Segurança Publica de Setúbal
PT/AFAMR/AMR-03172920
Procissão do Corpo de Deus. Engenheiro Borba nas varas do Pálio, 26 de maio de 1940
PT/AFAMR/AMR-03172901
Procissão do Corpo de Deus, 26 de maio de 1940
PT/AFAMR/AMR-03172885
Procissão do Corpo de Deus, 26 de maio de 1940
PT/AFAMR/AMR-03172905
Procissão do Corpo de Deus, 26 de maio de 1940
PT/AFAMR/AMR03172001
Aspeto de procissão Corpo de Deus no Largo da Misericórdia, 30 de maio de 1948

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


26 de maio de 1881

Nascimento de Olga Morais Sarmento

AR868
Veja mais através desta lente

Olga Morais Sarmento viajou muito, realizou conferências, escreveu livros, dirigiu uma publicação de pendor feminista. Foi uma das referências no despertar da consciência feminista em Portugal, no virar do século XIX. A escritora foi condecorada com a Legião de Honra e com as Ordens de Cristo e de Santiago de Espada. Fotografia da inauguração do museu Olga Morais Sarmento, 4 de novembro de 1939 (data de registo da imagem). Nota: Ofereceu à CMS um conjunto de objetos de arte, uma boa coleção de autógrafos e cerca de 3 000 livros, verdadeiras raridades bibilográficas. Houve uma sessão solene na CMS presidida pelo general Amílcar Mota, que representou o Presidente da República. O governo agraciou a escritora com o grau de oficial da Legião de Honra.

Referências das imagens desta galeria:

PT/AFAMR/AMR-868

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

28 de Maio

Dia Internacional do Brincar

Veja mais através desta lente

O “World Play Day” é um evento conhecido como Dia Internacional do Brincar ou Dia Mundial do Brincar. É celebrado em mais de 40 países do mundo, Portugal incluído. Este dia relembra que o brincar é um direito universal das crianças (artigo 31.º da Convenção sobre os Direitos da Criança das Nações Unidas).

Referências das imagens desta galeria:

Foto 1 | PT/AFAMR/AMR-03173450
Parque infantil do Grémio das Conservas
Crianças a brincar e monitoras
7 de fevereiro de 1939
Foto 2 | PT/AFAMR/AMR-7
Colónia Balnear Grémio das Conservas
Comenda
13 de setembro de 1937
Foto 3 | PT/AFAMR/AMR-16921
Foto 4 | PT/AFAMR/AMR-19139_2
Foto 5 | PT/AFAMR/AMR-8125
Foto 6 | PT/AFAMR/AMR-12685_01
Foto 7 | PT/AFAMR/AMR-20784
Corridas de carrinhos sem motor organizadas por grupo de escuteiros
(sem data)

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.


17 de Maio

Dia Mundial da Pastelaria

Veja mais através desta lente

Vamos celebrar o Dia Mundial da Pastelaria com um conjunto de imagens onde o Bolo dos Noivos também é o rei das festas nos casamentos.

Referências das imagens desta galeria:

Foto 1 | PT/AFAMR/AMR-03171086
Foto 2 | PT/AFAMR/AMR-03171185
Foto 3 | PT/AFAMR/AMR-03172042
Foto 4 | PT/AFAMR/AMR-03172696

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.

18 de Maio

Dia Internacional dos Museus

Veja mais através desta lente

Todos os anos desde 1977, o ICOM organiza o Dia Internacional dos Museus (DIM), um momento único para a comunidade internacional de museus. O objetivo do (DIM) é chamar a atenção sobre o facto de que “os museus são um importante meio de intercâmbio cultural, enriquecimento de culturas e desenvolvimento de entendimento mútuo, cooperação e paz entre os povos”. Organizado em 18 de maio de cada ano, os eventos e atividades planeados para comemorar o Dia Internacional dos Museus podem durar um dia, um fim de semana ou uma semana inteira. O DIM foi comemorado pela primeira vez há 40 anos. Em todo o mundo, cada vez mais museus participam nesta celebração. No ano passado, mais de 37.000 museus participaram neste evento em cerca de 158 países e territórios. Celebramos este dia com algumas imagens dos Museus da cidade de Setúbal pela lente de Américo Ribeiro.
Fonte: icom-portugal.org

Referências das imagens desta galeria:

Foto 1 | PT/AFAMR/AMR-11779_01
Museu Oceanográfico – Luís Gonzaga do Nascimento (fundador do museu), 19 de janeiro de 1955
Foto 2 | PT/AFAMR/AMR-6874
Convento de Jesus, 14 de abril de 1951 (data do registo da imagem)
Foto 3 | PT/AFAMR/AMR-4376
Casa onde nasceu Bocage – atual museu Casa Bocage, 28 de setembro de 1947
Foto 4 | PT/AFAMR/AMR-12036_1
Casa do Corpo Santo – fachada, anos 1950

Coleção Américo Ribeiro | Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro
DIBIM | DCDJ | Câmara Municipal de Setúbal
Condições de reprodução: Direitos reservados para efeito de publicação, exposição e utilização comercial.