Os Três Barítonos

Perto de duas dezenas iniciativas, entre concertos e workshops, foram partilhados com o público nos primeiros seis dias do inédito Festival Luísa Todi – Canto Lírico em Setúbal, a decorrer até dia 20 de janeiro.


O festival de ópera dedicado a Luísa Todi, numa organização da Câmara Municipal de Setúbal em parceria com a Associação Setúbal Voz, está a celebrar desde o dia 9 de janeiro a cantora lírica setubalense com um vasto leque de iniciativas em vários locais do concelho.

No dia 12, a Galeria Municipal do Banco de Portugal recebeu o espetáculo “Canções Líricas Portuguesas”, com a soprano Rita Álvaro, vencedora da edição de 2022 do Concurso Setúbal Voz para Jovens Cantores de Ópera, acompanhada ao piano por Francisco Sassetti.

Na manhã de 13, a soprano Maribel Ortega, acompanhada ao piano por Eduardo Jordão e na guitarra clássica por Francisco Canteiro, partilhou “Canções Líricas Espanholas”, na Igreja de Jesus, enquanto à tarde, o Roof 61, no Fórum Municipal Luísa Todi, acolheu o “Workshop de Repertório Espanhol”, com os mesmos artistas.

Já o dia 14 foi preenchido com o espetáculo “Os Três Barítonos – Diogo Pavarotti, Plácido Merino e André Carreras”, inspirado nos “Três Tenores”, com André Henriques, Diogo Oliveira e João Merino, dos mais importantes barítonos portugueses da atualidade, e uma orquestra dirigida pelo maestro João Malha.

O primeiro Festival Luísa Todi – Canto Lírico em Setúbal reserva ainda mais três iniciativas para o público, a primeira já no dia 18 de janeiro, pelas 19h00, no auditório da Escola Lima de Freitas, com Sara Brites a conduzir o “Workshop de Saúde Vocal”, que aborda aspetos para manter uma voz saudável.

O certame, com direção do maestro Jorge Salgueiro, tem em agenda no último dia, a 20, às 11h00, no Roof 61, no Fórum Municipal Luísa Todi, a oficina “Ópera para Bebés”, com orientação de Sandra de Oliveira e a participação da soprano Helena de Castro. Os bilhetes custam cinco euros para assistir e 10 para bebé e um familiar.

A cerimónia de encerramento do Festival Luísa Todi – Canto Lírico em Setúbal está agendada para dia 20, às 21h00, no Auditório Bocage, com o Coro Setúbal Voz a interpretar “Coros de Óperas”, com direção da maestrina Ana Cláudia Sousa, narração lírica de Inês Constantino e texto de Paulo Reis Simões.

O festival teve início a 9 de janeiro, com a soprano Sara Belo e o Grupo de Metais a apresentar o concerto “Luísa Singin’ in The Rain”, dinamizado na Glorieta de Luísa Todi, monumento no qual foi feita uma homenagem à melhor cantora lírica portuguesa de todos os tempos, nascida nesse dia há 271 anos.

Nos dias 9, 10 e 11, os espetáculos “Árias Dançadas por Figurinos”, com a soprano Mariana Chaves e a bailarina Leonor Mateus, “Árias de Luísa Todi”, com a soprano Maria Inês Beira e um pianista, e “Canções de Mulheres Compositoras”, com a soprano Sara Brites e um pianista, rodaram pela Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense, Casarão e Rancho Folclórico de Praias do Sado.

Nas manhãs de 10, 11 e 12 de janeiro, Casarão, Rancho Folclórico de Praias do Sado e Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense receberam, por esta ordem, “Óperas Para as Crianças Desenharem”, com a soprano Ana Filipa Leitão e um pianista.

O evento conta com a participação de 12 solistas, nomeadamente, Ana Filipa Leitão, André Henriques, Diogo Oliveira, Helena de Castro, Inês Constantino, João Merino, Maria Inês Beira, Mariana Chaves, Maribel Ortega, Rita Álvaro, Sara Belo e Sara Brites, além do Coro Setúbal Voz, do maestro João Malha e da maestrina Ana Cláudia Sousa.

 

Documentos Relacionados