18° Possible Drizzle
Prémio SOS Azulejo - Galeria Ratton

O conjunto de cinco exposições “Reflexos da Galeria Ratton 1987-2018” patentes no ano passado em diferentes equipamentos culturais de Setúbal foi premiado no projeto nacional SOS Azulejos.


Com o título comum “Reflexos da Galeria Ratton 1987-2018”, a iniciativa, realizada pela Galeria Ratton Cerâmicas, com o apoio da Câmara Municipal de Setúbal, arrecadou o prémio “Exposições” do projeto SOS Azulejos, organizado pelo Museu da Polícia Judiciária, com o objetivo de salvaguardar o património azulejar português.

A Galeria Ratton, em Lisboa, a única no país dedicada, em exclusivo, ao azulejo, deu a conhecer o trabalho realizado nos últimos trinta anos, com um passeio por Setúbal através de exposições em cinco espaços culturais da cidade, de 13 de setembro a 28 de outubro de 2018.

Muitos desses desafios resultaram num longo currículo de intervenções artísticas em edifícios e locais públicos, de que é exemplo o Túnel do Quebedo, num contributo para reanimar o uso do azulejo como objeto com vocação natural para valorizar espaços arquitetónicos e urbanos.

A cerimónia de entrega das distinções decorreu ontem no Palácio dos Marqueses de Fronteira, em Lisboa, tendo sido atribuídos cinco prémios e oito menções honrosas relativos a iniciativas de 2018.

Em 2017, o conjunto de painéis de azulejos no Túnel do Quebedo venceu também um prémio no SOS Azulejo, na categoria “Intervenção Artística”.