Pouco nublado

Resíduos Indiferenciados

A recolha de Resíduos Sólidos Urbanos Indiferenciados (RSUI) consiste na remoção programada dos resíduos produzidos nas habitações e entidades com produção diária inferior a 1100 litros.

Em Setúbal, o sistema implementado é de deposição de RSUI em pontos de recolha comuns, sendo, estes, à superfície ou em profundidade.

No mapa abaixo é possível consultar qual o ponto de recolha de RSUI mais próximo, bem como o horário da recolha e o circuito em que está inserido, bastando para tal clicar no ponto escolhido.

Para qualquer questão relacionada com um dos pontos de recolha existentes na área do concelho de Setúbal basta indicar aos serviços municipais o código respetivo.

Recolha Seletiva

Na área do concelho de Setúbal a Recolha Seletiva (RS) é feita pela Amarsul – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos.

A Amarsul é uma empresa constituída por 51 por cento de capitais privados (EGF, pertencente ao Grupo Mota Engil). Os restantes 49 por cento são detidos pelos nove municípios da Península de Setúbal. O município de Setúbal é detentor de 7,9 por cento das ações da Amarsul.

O serviço de recolha seletiva abrange unicamente os materiais que constituem as embalagens colocadas no mercado, sendo, no entanto, facilitado o uso para outros tipos de produtos, nomeadamente papel de escrita e impressão.

A deposição dos materiais é feita nos ecopontos pelos munícipes e pelas entidades com produção de resíduos inferior a 1100 litros por dia. Estes ecopontos estão divididos habitualmente em três cores, correspondendo cada cor a uma “fileira” de materiais.

Na seguinte ligação é possível consultar a distribuição dos Ecopontos no concelho e aceder a informações sobre os dias das respetivas recolhas de resíduos.

Papel e Cartão

A cor azul corresponde à fileira Papel/Cartão, englobando, além das embalagens, a possibilidade de deposição de jornais, revistas e outros produtos de papel.

Não devem ser colocados materiais sujos, já que o processo de reciclagem do papel e cartão é extremamente sensível à contaminação, podendo inviabilizar a produção de novos itens.

Plástico e Metal

A cor amarela indica a recetividade para embalagens de Plástico/Metal.

Podem ser colocados nos contentores amarelos dos ecopontos quase todos os materiais de embalagem que se encaixem nesta definição.

Não devem ser depositados pequenos eletrodomésticos, pilhas ou CD’s.

É também neste equipamento que devem ser colocados os pacotes de leite e de sumo constituídos por materiais mistos (cartão com alumínio e plástico).

Vidro

A cor verde corresponde à fileira do Vidro. Neste segmento podem ser depositadas garrafas e determinados frascos e boiões. Não devem ser colocadas lâmpadas, resíduos de copos ou loiças nem vidros de janelas e afins.

Pilhas

As pilhas e acumuladores portáteis (à exceção de baterias e acumuladores industriais e de veículos) devem ser depositadas nos locais e lojas onde estas estejam também à venda. É obrigatório para estes retalhistas possuírem em local bem visível um depósito para a receção de pilhas e acumuladores. Não é necessária a aquisição de novas pilhas e acumuladores para efetuar a deposição destes resíduos nos recipientes aí existentes.
(n.ºs 8 e 9 do Artigo 13.º do Decreto-Lei 152-D/2017, de 11 de dezembro)

No caso das baterias e acumuladores industriais e de veículos é também obrigatória a receção da bateria usada por parte do retalhista, sendo que neste caso é à razão de um por um. Ou seja, é na compra de um novo equipamento que é aceite o resíduo equivalente.
(n.º 10 do Artigo 13.º do Decreto-Lei 152-D/2017, de 11 de dezembro)

Nunca coloque as suas pilhas e acumuladores usados no contentor dos Resíduos Sólidos Urbanos Indiferenciados!

Lâmpadas

À semelhança das pilhas e acumuladores, é obrigatório para os retalhistas possuírem um local onde sejam depositadas as lâmpadas usadas.

Nunca coloque as suas lâmpadas usadas no contentor dos Resíduos Sólidos Urbanos Indiferenciados!
(n.º 4 do Artigo 13.º do Decreto-Lei 152-D/2017, de 11 de dezembro)

Recolha Óleos Alimentares Usados (OAU)

A rede pública de deposição e recolha de Óleos Alimentares Usados (OAU) é em Setúbal gerida pela ENA – Agência de Energia e Ambiente da Arrábida.

Estes são os contentores laranja, devidamente identificados como locais de deposição de OAU e que habitualmente se encontram junto dos ecopontos ou dos contentores de Resíduos Sólidos Urbanos Indiferenciados.

Nestes contentores só podem ser colocados óleos de frituras e azeites usados. Não devem ser colocados gorduras animais, nem óleos ou massas de lubrificação.

Recolha de Monos

A recolha de monos é efetuada junto dos contentores de Resíduos Sólidos Urbanos Indiferenciados, devendo ser combinada a data de recolha dos mesmos com a Câmara Municipal de Setúbal ou com a junta de freguesia. Este agendamento permite que os munícipes depositem os seus resíduos sem que se estes permaneçam demasiado tempo na via pública.

Não coloque os monos na via pública sem agendar a recolha  dos mesmos.

No que diz respeito a eletrodomésticos de grandes dimensões, as lojas que os comercializam estão obrigadas por lei à recolha dos eletrodomésticos usados mesmo quando é feita a entrega do novo equipamento em casa do cliente.
(n.º 4 do Artigo 13.º do Decreto-Lei 152-D/2017, de 11 de dezembro)

Recolha de Resíduos Verdes

Esta recolha é efetuada junto dos contentores de Resíduos Sólidos Urbanos Indiferenciados, devendo ser combinada a data de recolha dos mesmos  com a Câmara Municipal de Setúbal ou com a junta de freguesia.

O agendamento permite que os munícipes depositem os seus resíduos sem que se estes permaneçam demasiado tempo na via pública.

Não coloque os seus resíduos verdes na via pública sem agendar a recolha dos mesmos.

Recolha de Entulhos (RCD)

Não é permitida a deposição de entulhos nos contentores de Resíduos Sólidos Urbanos Indiferenciados.

Os munícipes que realizem pequenas obras em casa, cujo volume de Resíduos de Construção e Demolição (RCD) não ultrapassem os três metros cúbicos (3 m3) podem requisitar o serviço de sacos para deposição, recolha e entrega em destino final destes resíduos.

Neste serviço são fornecidos até três sacos, por obra, com capacidade de um metro cúbico (1 m3) cada, sendo que estes devem ser colocados em locais facilmente acessíveis por uma viatura pesada para recolha dos mesmos.

Os sacos podem ser requisitados presencialmente nas instalações da Divisão de Higiene Urbana, situadas na Rua Morgado de Setúbal, se a obra for nas freguesias de São Sebastião ou União das Freguesias de Setúbal. Caso a obra seja nas freguesias de Azeitão, do Sado e de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra são as próprias juntas que fornecem este serviço.

Não é permitida a deposição de Materiais Contendo Amianto (MCA) nos sacos requisitados no âmbito deste serviço.

Os MCA, como as telhas de fibrocimento, devido à sua perigosidade, devem ser encaminhados para um destino diferente dos restantes materiais de obra.

A Câmara Municipal de Setúbal recolhe os MCA em obras particulares que não careçam de licenciamento ou comunicação prévia, nos termos do Regime Jurídico da Urbanização e Edificação. É, no entanto, imprescindível que estejam selados e identificados como Materiais Contendo Amianto de modo a que se possa fazer o transporte de modo seguro e legal.