13° Céu limpo
Coronavírus Covid-19 | reabertura de equipamentos | Fórum Municipal Luísa Todi

As salas municipais de espetáculos e eventos de Setúbal reabriram no dia 2 ao público com todas condições de segurança e regras especiais de funcionamento e utilização no âmbito do quadro sanitário da Covid-19, para retoma da programação cultural já a partir de dia 8.


Para contribuir para a limitação da transmissão da Covid-19, todos os utilizadores do Fórum Municipal Luísa Todi, da Casa da Cultura e do Cinema Charlot – Auditório Municipal, devem respeitar um conjunto de orientações da Direção-Geral da Saúde e explanadas em planos de contingência próprios.

Assim, deve ser assegurada a higienização as mãos com solução à base de álcool ou com água e sabão à entrada e à saída dos equipamentos, sendo obrigatório o uso de máscara por parte do público no interior destes espaços, incluindo durante o decorrer dos espetáculos.

Os utilizadores da rede de equipamentos culturais devem, entre outras regras especialmente definidas durante a crise pandémica, respeitar a distância entre pessoas de, pelo menos, dois metros, cumprir as regras de etiqueta respiratória e, sempre que possível, evitar tocar em superfícies e objetos.

Em termos de funcionamento, registo para uma redução da lotação das salas. No caso do Fórum Municipal Luísa Todi e do Cinema Charlot, só existirão bilhetes para lugares sentados, sendo estes previamente identificados.

Nestes dois equipamentos, de forma a reduzir a movimentação de pessoas, não existirá intervalos durante os espetáculos. Nos casos em que essa situação não seja possível, a duração do intervalo deve ser reduzida ao mínimo possível, sendo recomendado aos espetadores para permanecerem sentados até ao reinício do evento.

Também as entradas nestes equipamentos apresentam novidades. No Luísa Todi, a hora de entrada na sala só acontece, no máximo, uma hora antes do início do espetáculo, pela entrada principal e respeitando as distâncias de segurança. A saída é feita pelas portas laterais, para o público na primeira plateia, e pela porta principal, para espetadores na segunda plateia.

No caso do Cinema Charlot – Auditório Municipal, o acesso do exterior do cinema aos foyer e sala de sessões será feito com máximo de 15 minutos de antecedência sobre o início da sessão, procedendo-se à entrada e saída dos espetadores mantendo a distância mínima entre pessoas referida

Já na Casa da Cultura, a Sala José Afonso está limitada a 10 lugares sentados, enquanto as zonas de galerias só podem ter um máximo de seis pessoas em circulação em simultâneo.

As condições de segurança nestes equipamentos municipais são ainda reforçadas com profundas ações de higienização e desinfeção destes espaços, antes e depois da realização de eventos, assim como a adoção de um conjunto de procedimentos por parte dos funcionários municipais, todos com equipamentos de proteção individual.

Em termos de programação, o Fórum Municipal Luísa Todi retoma a atividade já no dia 8, com o Lauro António Masterclass da História do Cinema, com sessões sempre às segundas-feiras de entrada gratuita.

Estão também agendados para esta fase de reabertura uma criação do Coro Setúbal Voz e um ciclo de humor com artistas de renome nacional, como António Raminhos, Pedro Tochas, Ana Arrebentinha e um encontro entre dois gigantes do palco e da comédia, Ana Bola e José Pedro Gomes, em Casal da Treta.

A programação da Casa da Cultura inicia-se a 12 de junho, privilegiando atividades ao ar livre (Largo do Sapalinho e Pátio do Dimas). No entanto, são realizados alguns concertos na Sala José Afonso, para uma plateia reduzida e com transmissão online.

Durante os meses de verão, a Casa da Cultura acolhe vários concertos, como Pedro e os Lobos, Remexido, Aníbal Zola e Madalena Palmeirim.

Acrescem sessões de Cinema na Rua, em parceria com a associação 50 Cuts, o regresso das Sessões de Fado e as Curtas e Caipirinha, no Pátio do Dimas, além de participações do TEFN e da Associação Disrupção.

Nas artes plásticas, a exposição Manual de Conversação, de Henrique Ruivo, continua patente.

Fora do âmbito dos espetáculos entretanto agendados, a Casa da Cultura está aberta ao público desde o dia 2 de junho, com um horário regular de funcionamento que foi alvo de ajustes.

Assim, o equipamento municipal está aberto das 10h00 às 20h00 às terças, quartas, quintas-feiras e domingos, sendo este período alargado até às 24h00 às sextas-feiras e sábados. Encerra às segundas-feiras.

O Cinema Charlot assume a sua programação regular em parceria com a Associação Festroia, com exibições diárias, e entre os dias 9 e 15 de julho promove as sessões do projeto Set’Curtas, em que se inclui o Dia de Festa, de Sofia Bost, Ruby, de Mariana Gaivão, e Cães que Ladram aos Pássaros, de Leonor Teles.

 

Documentos Relacionados