27° Céu limpo
São Silvestre do Sado/IPS 2019

Jorge Robalo venceu, no dia 14 de dezembro, a Corrida de São Silvestre do Sado/IPS 2019 com uma marca que constitui novo recorde desta prova de atletismo com 22 edições.


O atleta do Vitória Futebol Clube terminou o percurso de 10 quilómetros pela freguesia do Sado com o tempo de 31m20s, menos 18 segundos do que o anterior recorde, de Luís Macão, alcançado em 2016.

No segundo e no terceiro lugares em masculinos classificaram-se João Bragadeste, do Clube de Praças da Armada, com 32m45, e Vítor Oliveira, do Vitória Futebol Clube, com 33m27s.

Na vertente feminina, a vencedora da 22.ª edição da Corrida São Silvestre do Sado, que este ano contou com mais de três centenas de atletas e estreou um novo percurso com duas voltas de cinco quilómetros cada, foi Palmira Quinhama, da WeRun, com 39m09s.

O segundo posto coube a Rita Coelho, da Casa Benfica de Faro, com 40m09s, enquanto o terceiro lugar do pódio foi ocupado por Márcia Santos, da Associação Académica Pinhalnovense, com 43m07s.

A nível de equipas, o Vitória Futebol Clube voltou a vencer, em masculinos, e a WeRun ganhou em femininos. O prémio para o grupo mais numeroso a participar na corrida foi entregue ao Grupo Desportivo e Cultural Estrelas Negras, que levou 31 atletas à São Silvestre do Sado/IPS 2019.

De salientar a realização da primeira edição da Corrida dos Flamingos, que juntou dezenas de crianças e jovens, entre os 5 e os 17 anos, numa prova com várias distâncias tendo em conta o respetivo escalão etário.

A São Silvestre do Sado, uma das competições de atletismo de estrada mais antigas do país, com uma corrida de dez quilómetros e uma caminhada de cinco, foi apadrinhada nesta edição pelo atleta olímpico Paulo Guerra.

A competição, organizada pela União Cultural Recreativa e Desportiva Praiense, pela Junta de Freguesia do Sado e pelo Instituto Politécnico de Setúbal, teve a participação de atletas federados e não federados, a título individual e em representação de coletividades, organizações populares, grupos desportivos, empresas, escolas e outros organismos.

A prova, com apoio da Câmara Municipal de Setúbal, incluiu uma procissão em honra de São Silvestre e um momento de convívio com ceia de caldo verde, bifanas e bebidas, a que se seguiu a cerimónia de entrega de prémios da corrida.