17° Céu limpo

Abriu, no dia 20, a primeira edição da Feira do Chocolate e da Laranja, no Jardim de Monte Belo, organizada pela Junta de Freguesia de S. Sebastião (JFSS) que continua a apostar na dinamização de atividades que contribuam para a regeneração do território.


Em forma de bombom, bomboca, brigadeiro, pastel ou tablete, o chocolate é rei neste evento, que decorre até dia 23, aliado ao doce aroma e paladar da laranja produzida na região.

A ideia de dinamizar mais uma feira no Jardim de Monte Belo, que recebeu este ano a Feira do Fumeiro, organizada pela Junta de Freguesia, surge no seguimento do cumprimento de um dos objetivos do executivo para o atual mandato, ou seja, a regeneração urbana do território, nomeadamente de espaços com muito potencial que estavam subaproveitados, como é o caso do Jardim de Monte Belo e do Miradouro de S. Sebastião.

Este objetivo está a ser concretizado, por um lado, através da dinamização de um conjunto de iniciativas como o Fado em Setúbal, o S. Sebastião em Festa, a Feira do Fumeiro e a Feira do Chocolate e da Laranja, que dão vida ao espaço urbano e contribuem para o fortalecimento das relações entre vizinhos, reforçando, consequentemente, a coesão do tecido social da freguesia.

Por outro lado, esta dinâmica cultural é fortalecida pela requalificação do território, através de intervenções que a JFSS tem vindo a executar. No caso concreto do Jardim de Monte Belo, este processo de regeneração teve início com o lançamento de uma hasta pública para a instalação e exploração do quiosque, atualmente a funcionar com o nome de “Bá Maria Caffé”. Seguiu-se uma ação de melhoria da iluminação pública no jardim, que será acompanhada pela recuperação de muretes e embelezamento do espaço, assim como a instalação de aparelhos de ginástica.

Para além destas duas vertentes, a autarquia pretende ainda dar um singelo contributo para potenciar o turismo na cidade, ajudando a proporcionar uma estadia mais agradável àqueles que nos visitam.

O certame, que comporta um investimento que ronda os 4 mil euros, conta com cerca de 30 expositores. Entre as dezenas de comerciantes, destaque para a centenária Avianense, a marca de chocolates mais antiga do país e o chocolate artesanal da Quinta das Tílias (Chocotílias), entre outras empresas que se dedicam à produção de chocolate.

Além da área dedicada exclusivamente a esta iguaria, a feira conta com vários stands de doçaria tradicional, onde podemos encontrar, por exemplo, as fogaças e os crepes (com ou sem chocolate) e ainda stands de venda de vinho, queijo, fumeiro, artesanato e, como não podia faltar, laranja.

O recinto é complementado com uma zona de restauração onde se inserem os pães com chouriço e as farturas, entre outros petiscos. Há ainda espaço para uma área de animação infantil onde estão instalados dois insufláveis. Destaque também para o embelezamento do espaço, através da ornamentação dos troncos das árvores com laranjas e tabletes de chocolate feitas de tecidos, concebidas por um grupo de seniores na Oficina de Partilha do projeto “Tradições” da Junta de Freguesia de S. Sebastião.

Além de tudo isto, a animação musical ao vivo não foi esquecida. Hoje, o cantor e teclista Rui Terrinha vai animar o espaço, a partir das 21 horas. Amanhã, pelas 15 horas, é a vez de Rui a solo e no domingo, à mesma hora, atua a banda Trio D’ Lustro.