11° Parcialmente nublado

“Gestão do Risco e Alterações Climáticas” são temas em reflexão, a 28 e 29 de março, em Setúbal, na II Conferência Internacional Riscos, Segurança e Cidadania, evento que se assume como uma referência em matéria de proteção civil.


A Conferência Internacional Riscos, Segurança e Cidadania, a decorrer ao longo de dois dias em vários espaços da cidade, é organizada pela autarquia, pelo Centro de Estudos e Intervenção em Proteção Civil, pelo Instituto de Geografia e Ordenamento do Território e pelo Instituto Politécnico de Setúbal.

O programa central do evento, que começa no dia 28, decorre no Fórum Municipal Luísa Todi, com transmissão em direto por streaming, e inclui, às 09h00, uma sessão de abertura, a que se segue, às 10h00, a apresentação do Plano de Adaptação às Alterações Climáticas da Área Metropolitana de Lisboa, por Sérgio Barroso, do Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional e Urbano.

Segue-se, às 10h45, um debate em formato de mesa-redonda sobre o Projeto Cuidar e com o tema “Cultures of Disaster Resilience Amongst Children and Young People: a European participative support action”, por Ana Delicado, Maggie Mort e Israel Giralt.

O encontro prossegue às 11h45 com “Desafios Futuros das Alterações Climáticas sobre o Auxílio Humanitário e Gestão de Crises”, tema explanado por Karolina Kalinowska, da Direção-Geral de Ajuda Humanitária e Proteção Civil da Comunidade Europeia.

A conferência continua às 14h00 com “Segurança Humana – Construção da Resiliência Face às Alterações Climáticas”, por Hitomi Kubo, da Unidade de Segurança Humana das Nações Unidas.

Depois, às 14h30, é abordada “A Plataforma para o Diálogo Talanoa – A partilha de ideias, competências e experiências através de narrativas”, por Claudio Forner, do Secretariado da Convenção do Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas

Já o “Projeto Uscore2 EU – Uma Ferramenta de Revisão de Pares para Avaliação de Estratégias de Resiliência” é apresentado às 15h15 por Jon Percival, a que se segue, às 15h45, “Educação e Formação em Segurança Integral”, por Montserrat-Iglesias Lucia, da Univerdidade da Catalunha.

“Proposta de uma Taxonomia de Risco – Analogia à Árvore de Diderot e a’Alembert”, por Fernando Rodrigues, às 16h45, por Fernando Carvalho Rodrigues, e “Riscos Crescentes das Alterações Climáticas”, a cargo de Mette Lindahl Olsson, às 17h15, integram igualmente o primeiro dia do programa.

No dia seguinte, a 29, o encontro no Fórum Luísa Todi começa às 09h30 com o Serviço Municipal de Proteção Civil e Bombeiros de Setúbal a apresentar a “Atividade de Proteção Civil no Concelho de Setúbal”.

O encontro continua às 10h00, com “Toolkit de Políticas da OCDE sobre Resiliência de Infraestruturas Críticas”, por Charles Baubion, da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Económico, e, meia hora depois, com “Estratégias de Resiliência QBRNE para a Proteção das Comunidades”, por Lina Kolesnikova, do Institute of Civil Protection and Emergency Management.

Na parte da manhã há ainda, às 11h00, um painel dedicado ao tema “Energia Nuclear – Um Risco (In)Calculável”, numa intervenção dinamizada por Anna Letournel, do Instituto Politécnico de Setúbal.

“A Crise da Imigração: Um Teste de Stress à Cultura Legal Europeia”, às 14h00, por Waldemar Hoff, da Kozminski University, dá início aos trabalhos da parte da tarde do encontro, que prossegue às 14h30 com “Migrações – Ameaças e Riscos Transnacionais”, por Teresa Rodrigues, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Segue-se, às 15h15, “Seguros e Produtos Financeiros para Catástrofes Naturais – Um Cálculo da Resiliência”, por Eugénio Falero, da Universidad Politécnica de Madrid, e, meia hora depois, “A Indústria Seguradora na Construção de uma Sociedade mais Resiliente”, tema apresentado por José Oliveira, dos Seguros de Portugal.

As apresentações do programa de dia 29 culminam com “Aplicação Estatística da Inteligência Artificial e Big Data à Gestão de Emergência”, por José Recio, da Universidad Politécnica de Madrid, às 16h45, e “Avaliação dos Riscos de Subida do Nível do Mar na Alteração de Ambientes Costeiros”, a cargo de Andrea Critto, da Università Ca” Foscari Venezia, às 17h15.

A sessão de encerramento do encontro, às 18h00, está a cargo de Augusto Mateus, professor catedrático que coordenou a equipa responsável pela elaboração do Plano Estratégico de Desenvolvimento de Setúbal 2026, que explana sobre a temática “De Setúbal para o Mundo”.

O encontro, com um total de 23 oradores internacionais e oito nacionais, já com mais de três centenas de inscrições, conta com diversas sessões temáticas a realizar no Fórum Municipal Luísa Todi e nos auditórios da Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra e da Biblioteca Pública Municipal de Setúbal.

A II Conferência Riscos, Segurança e Cidadania inclui no programa de dia 29, no auditório da Biblioteca Pública Municipal de Setúbal, nomeadamente, a apresentação, às 14h30, “Monitorização Sismo Vulcânica nos Açores”, por Teresa Ferreira, do Departamento de Geociências da Universidade dos Açores.

Já no auditório da Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, destaque para uma intervenção, às 14h00, sobre “A Extensão da Plataforma Continental de Portugal – Responsabilidades do Estado Português na Preservação dos Oceanos”, a cargo de Tiago Cunha, da Fundação Oceano Azul.

O auditório da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra é outro dos locais que acolhem a conferência internacional. Neste caso, entre várias apresentações, destaque para um painel subordinado à temática “Estratégias de Gestão da Água no Combate à Desertificação do Território”, às 14h00, por Maria José Roxo, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

A Conferência Internacional Riscos, Segurança e Cidadania integra a operação “Comunicação e sensibilização em cenários de risco associados às Gestão de Riscos”, comparticipada em 75 por cento através do Fundo de Coesão, no âmbito do PO SEUR – Programa Operacional sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e ao abrigo do Portugal 2020.

A iniciativa tem ainda inscrições, gratuitas, a decorrer na página oficial do evento, na qual é disponibilizado o programa completo, acessível em www.smpcb.pt/icrsc2019/pt/.

 

Documentos Relacionados