24° Muito nublado
Festival Soam as Guitarras - António Chainho e Miguel Araújo

Dead Combo, Miramar e Raia.Planeta Campaniça atuam em Setúbal na quarta edição do festival Soam as Guitarras, cujo concerto de lançamento, com António Chainho e Miguel Araújo, esgotou o Fórum Municipal Luísa Todi no dia 24.


Depois de Oeiras, município que criou o festival em parceria com a empresa Ghude, Évora e Póvoa de Varzim, o certame, que tem a guitarra e as cordas como núcleo conceptual para concertos íntimos em salas diversificadas, chega pela primeira vez a terras sadinas.

“É um enorme orgulho acolher a quarta edição deste certame que junta bons projetos, extraordinários artistas e pessoas que gostam de estar com os outros e de partilhar a música”, sublinhou o vereador da Cultura, Pedro Pina, no evento de lançamento do festival Soam as Guitarras, que decorreu no Roof 61, no último piso do Fórum Municipal Luísa Todi.

O autarca espera que este seja “o primeiro passo para Setúbal aceitar novos desafios” e assegura desde já a disponibilidade do município para integrar a quinta edição do festival, em 2021.

Nuno Sampaio, da promotora Ghude, agradeceu a oportunidade de trazer o projeto para Setúbal e mostra-se convicto de que a quarta edição do festival, a decorrer entre 28 de março e 25 de abril, “será um grande sucesso”.

O Soam as Guitarras conta com um total de dezanove espetáculos e doze artistas, algumas estreias e encontros inéditos, em várias salas dos concelhos de Setúbal, Oeiras, Évora e Póvoa de Varzim.

O primeiro destes encontros, o concerto de lançamento do festival, encheu, na noite de 24, o Fórum Municipal Luísa Todi.

António Chainho, mestre da guitarra portuguesa e embaixador de Soam as Guitarras, e o músico e compositor Miguel Araújo atuaram pela primeira vez juntos em palco e proporcionaram um espetáculo intimista na principal sala de espetáculos setubalense.

Antes do concerto, que foi ao encontro das características que constituem os principais objetivos deste festival, de promoção da guitarra e das cordas, nas suas múltiplas abordagens, em ambientes de grande proximidade com o público, António Chaínho e Miguel Araújo atuaram na sessão de lançamento do festival.

“Estou muito feliz em participar neste evento, porque a minha vida é dedicada à guitarra portuguesa desde os 6 anos. Podem contar comigo para tudo o que seja para promover a guitarra”, afirmou António Chaínho.

Para o concerto de abertura do evento, o mestre da guitarra portuguesa confessou-se duplamente feliz por “contribuir para a promoção da guitarra e por atuar em Setúbal”, uma vez que é natural de Santiago do Cacém, distrito de Setúbal.

O festival Soam as Guitarras abre, oficialmente a 28 de março, com a atuação do projeto Miramar, de Frankie Chavez e Peixe, no Cinema Charlot – Auditório Municipal, em Setúbal, às 21h30.

Segue-se, no dia seguinte, nos mesmos local e horário, o projeto Raia.Planeta Campaniça, em que António Bexiga convida Joana Negrão, Vasco Ribeiro Casais, Um Corpo Estranho, Cristina Viana, Xinês e Daniel Catarino para um espetáculo único em que a viola campaniça está em destaque.

As entradas para cada um dos concertos, que podem ser adquiridas na Casa da Cultura, têm o custo de 10 euros.

Os Dead Combo encerram a 3 de abril, no Fórum Municipal Luísa Todi, às 21h30, a programação do Soam as Guitarras prevista para Setúbal.

Os bilhetes, à venda em www.bol.pt e na bilheteira do Fórum, têm o custo de 17,5 euros para a primeira plateia, 15 para a segunda e 13 para o balcão.

O certame decorre, igualmente, em Oeiras, município que criou o projeto em parceria com a empresa Ghude, e em Évora e na Póvoa de Varzim, concelhos que, tal como Setúbal, participam na coprodução do programa desta quarta edição.

O festival Soam as Guitarras é uma coorganização da Ghude e das câmaras municipais de Setúbal, Oeiras, Évora e Póvoa de Varzim, com as parcerias da Cision, da Hope Consulting e da Antena 1 enquanto media partner.