17° Muito nublado
Terminal Interface de Setúbal - fase de obras

O aumento do estaleiro da obra de construção de uma estação intermodal de transporte ferroviário e rodoviário na Praça do Brasil, motiva, a partir de dia 26, alterações na circulação pedonal e automóvel na zona.


A intervenção, necessária ao desenvolvimento dos trabalhos de instalação do Terminal Interface de Setúbal, origina o encerramento de toda a zona defronte da estação de comboios, utilizada normalmente como praça de táxis e local de tomada e largada de passageiros.

Nesta área passam a poder circular apenas transeuntes para acesso à estação e viaturas de socorro e emergência.

A tomada e largada de passageiros particulares passa a ser feita na Avenida dos Ciprestes, especificamente imediatamente após a passadeira semaforizada situada a norte, no troço de saída da estação, em local devidamente sinalizado pelos serviços de trânsito da Câmara Municipal de Setúbal.

Quanto à praça de táxis, fica na paragem de autocarros situada entre a estação e a Praça do Brasil.

Estas soluções, que tiveram parecer favorável das Infraestruturas de Portugal no que diz respeito à mitigação do desconforto para o utente da atual estação de comboios da Praça do Brasil, mantêm-se até ao final da obra.

A empreitada do Terminal Interface de Setúbal, um investimento superior a 4,5 milhões de euros e que conta com apoio comunitário, foi consignada a 3 de dezembro e deve estar concluída no início de 2021.

A intervenção, executada pela empresa Alexandre Barbosa Borges, S.A., consiste na construção do novo terminal rodoviário junto da estação ferroviária, um parque de estacionamento subterrâneo e respetivas áreas e infraestruturas de apoio.

O objetivo é congregar a intermodalidade na atual estação de comboios da Praça do Brasil, ao reunir, num único polo, opções de transporte coletivo rodoviário e ferroviário e que, atualmente, funcionam em locais distintos da cidade.

O terminal rodoviário a integrar o futuro interface de Setúbal terá uma área de quase 3500 metros quadrados, com capacidade para 14 autocarros, assim como um parque de estacionamento subterrâneo, com lotação de 117 lugares.

O Terminal Interface de Setúbal, um investimento total de 4 milhões, 466 mil e 487,96 euros, tem uma comparticipação de fundos comunitários de 50 por cento sobre o valor elegível, de 2 milhões e 250 mil euros, resultado de uma candidatura ao Portugal 2020, no âmbito dos PEDU – Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano.

O projeto, designado de PAMUS 01 – Interface de Setúbal, enquadra-se na estratégia de mobilidade para a cidade, consubstanciada no Plano de Mobilidade Sustentável e Transportes de Setúbal.