Estrada encerrada

Uma obra de aumento da segurança das encostas da Arrábida, a cargo da Infraestruturas de Portugal, obriga a proceder a cortes de trânsito de longa duração na ligação às praias, a partir de 6 de outubro.

A empresa estatal IP inicia, às 08h00 de 6 de outubro, uma intervenção de reabilitação dos Sistemas de Contenção e Proteção das Arribas, denominada de “EN379-1 – Km 20+680 a 23+770 LD – Reabilitação de Sistemas de Contenção/Proteção”, na zona da Arrábida, com duração prevista até dia 28 de fevereiro de 2022.

Na primeira fase da empreitada, com duração programada de 87 dias, ou seja, entre 6 de outubro e 30 de dezembro, há necessidade de proceder a um corte total do trânsito, rodoviário e pedonal, na ex-EN379-1, entre os Kms 22+250 e 23+770, por questões de segurança de pessoas e bens.

Desta forma, a partir de 6 de outubro, aquele troço da atualmente denominada Rua Círio da Arrábida, localizado entre a Praia da Figueirinha (a partir do túnel) e a Praia de Galapos (entrada das escadas de acesso), fica totalmente encerrado ao trânsito automóvel e pedonal, com exceção dos veículos de emergência e bombeiros.

Esta medida resulta em restrições do acesso às praias de Galapos, Galapinhos e Creiro/Portinho da Arrábida a todos os utentes e condutores provenientes do lado nascente da cidade de Setúbal.

O acesso às praias e ao Portinho da Arrábida, a partir de Setúbal, efetua-se pelos circuitos alternativos: EN10-4, EN379-1 (parte de cima da serra), até à Praia de Galapos, e Rua Orlando Curto, Rua Círio da Arrábida (ex-EN379-1), até a Praia da Figueirinha (parte de baixo da serra).

Trânsito cortado na Serra da Arrábida