18° Muito nublado

O papel desempenhado pela Universidade Sénior de Setúbal na promoção do envelhecimento ativo e saudável foi destacado, no dia 6, na sessão solene comemorativa do 15.º aniversário da instituição, realizada no Cinema Charlot – Auditório Municipal.


“A UNISETI é um exemplo claro do que é viver de forma saudável e feliz, a conviver e a aprender. É uma instituição que assegura que mais de quinhentas pessoas da cidade têm a sua vida ocupada da forma que sempre ambicionaram”, sublinhou o vereador da Educação da Câmara Municipal de Setúbal, Ricardo Oliveira.

Na sessão solene, que começou com um apontamento musical pela Academia de Música e Belas-Artes Luísa Todi, o autarca felicitou a UNISETI por 15 anos de vida “em que ajudou a construir mais cidade e a transmitir que em todas as idades se pode e deve aprender”.

A UNISETI é uma “comunidade em movimento” que, segundo o presidente, Arlindo Mota, tem hoje “o número recorde de frequência”, com 423 alunos e 57 professores em regime de voluntariado.

As comemorações do 15.º aniversário, que se prolongam até 3 de novembro do próximo ano, começaram, oficialmente, com este ato, mas já tiveram, dia 5, um momento simbólico com uma “homenagem justa ao professor Alberto Alves, que tanto tem dado à UNISETI”.

O docente de Turismo foi surpreendido ao chegar para lecionar mais aula com uma pequena cerimónia de atribuição do seu nome à sala 3 da universidade, instalada no Parque do Bonfim.

A sessão solene comemorativa do 15.º aniversário da UNISETI prosseguiu com a entrega de certificados de mérito a doze professores que completaram, pelo menos, dez anos como docentes ao serviço da instituição no ano letivo 2017/2018 e com a atribuição do título de professor voluntário visitante a três docentes “amigos” da instituição.

O programa de comemorações inclui ainda a segunda conferência do ciclo “A Praça do Sapal”, com o tema “Metáforas do Mercado – A Economia do Tardo-Capitalismo”, a realizar no dia 9, a partir das 10h15, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.