20° Céu limpo
Coronavírus Covid-19 | Empresa Fan3D | entrega viseiras no Mercado do Livramento

A empresa que já produziu mais de duas mil viseiras, por impressão a três dimensões, para proteção de grupos profissionais com atividades de maior risco, na zona de Setúbal, ofereceu no dia 23 mais equipamento no Mercado do Livramento.


Há cerca de um mês, um grupo de engenheiros mecânicos de Setúbal, pertencentes à empresa FAN 3D, tem estado a produzir viseiras com recurso a impressoras a três dimensões, com o objetivo de servirem de proteção para profissionais de saúde locais, instituições de solidariedade social e trabalhadores associados à Câmara Municipal.

Na manhã de dia 23, o diretor da empresa, Eurico Assunção, procedeu à disponibilização, gratuita, de mais viseiras no Mercado Municipal, o que lhe permitiu recolher a opinião dos utilizadores em relação ao equipamento de proteção individual.

“Por enquanto, as viseiras estão a ser apenas distribuídas a trabalhadores municipais no mercado e alguns comerciantes. Vamos tentar que todos os comerciantes tenham as viseiras”, referiu o responsável.

Para a vereadora das Atividades Económicas da Câmara Municipal, Eugénia Silveira, a ação tomada pela start-up especializada em consultadoria de engenharia e que presta apoio para a indústria nas melhores práticas da impressão a 3D, traduz-se num “exemplo fantástico de solidariedade e de preocupação”.

A iniciativa de fabricar as viseiras com recurso a impressoras 3D, liderada por Eurico Assunção, Luís Fialho e David Barbosa, em articulação com o município, surgiu na sequência de um alerta de falta de equipamento de proteção individual lançado por uma enfermeira do Centro Hospitalar de Setúbal.

Para agilizar a produção e montagem das viseiras, suportes para a cabeça nos quais é posteriormente aplicada folha de acetato, a autarquia cedeu, no início do mês de abril, um dos edifícios do Parque Municipal de Poçoilos.

Neste espaço transformado em unidade industrial, a equipa de engenheiros mecânicos consegue produzir, com recurso a seis aparelhos de impressão, perto de 60 viseiras por dia. Até hoje, já entregou cerca de duas mil viseiras no concelho.

Durante a visita ao Mercado do Livramento, além do agradecimento especial ao responsável pela empresa, Eugénia Silveira realçou a importância da utilização destes equipamentos de proteção individual num local “de bastante aglomeração” de pessoas. “É, portanto, uma iniciativa de louvar, de extrema utilidade pública.”

No início, o projeto, criado a 18 de março, estava apenas direcionado aos profissionais de saúde do hospital de Setúbal, mas depois começaram a surgir inúmeros pedidos de diversas instituições e a entrega de mais materiais médicos elaborados pela FAN 3D.

“À autarquia oferecemos cerca de 150 viseiras e, nestes últimos dias, temos distribuído também à Santa Casa da Misericórdia”, avançou o responsável. “A ideia é multiplicarmos a resposta para chegarmos ao maior número de instituições possível.”