22° Parcialmente nublado

A implementação de redes locais de solidariedade social para enfrentar os problemas mais graves e para apoiar os grupos sociais mais vulneráveis é uma preocupação constante do Município, que dinamiza um conjunto de projetos para responder as estas urgências sociais.

Consórcios Programa Escolhas

Objetivos
Promover a inclusão social de crianças e jovens de contextos socioeconómicos vulneráveis, visando a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social
Destinatários
Crianças, jovens, familiares e comunidades locais
Descrição
O Programa Escolhas é um programa governamemtal de âmbito nacional, promovido pela Presidência do Conselho de Ministros e integrado no Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural – ACIDI, IP. Mantém protocolos com os consórcios de projetos locais de inclusão social em comunidades vulneráveis, muitos dos quais localizados em territórios onde se concentram descendentes de imigrantes e minorias étnicas. A Câmara Municipal de Setúbal, através da Divisão de Inclusão Social, representa os consórcios dos seguintes projetos: CLPManteigadas-E5G, Agora Sim!-E5G e Pró Infinito e Mais Além-E5G
Ações
A Câmara Municipal é parceira formal dos consórcios dos projetos E5G implementados em Setúbal. Apoia as atividades regulares e pontuais dos projetos, através da cedência de recursos humanos, técnicos, logísticos e de divulgação
Parcerias
Estão envolvidas cerca de vinte entidades
Ano de implementação
2013

Semana Temática da Deficiência

Objetivos
Sensibilizar a comunidade para as questões da deficiência. Promover a participação e a integração das pessoas com deficiência. Refletir sobre a temática da deficiência
Destinatários
Técnicos, pessoas com deficiência e respetivas famílias, comunidade educativa, comunidade em geral
Descrição
A Semana Temática da Deficiência inscreve-se no âmbito das Comemorações do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência (3 de dezembro) e pretende promover a informação e as condições de participação e intervenção das pessoas com deficiência com vista ao exercício de uma cidadania ativa. São dinamizadas ações facilitadoras da mudança de atitudes e de comportamentos discriminatórios para com os cidadãos com deficiência
Ações
Atividades de natureza social, cultural, desportiva e outras, a definir oportunamente
Parcerias
Grupo Concelhio paras as Deficiências – Setúbal
Ano de implementação
2008

INCOMUN – Atividades Ocupacionais na Comunidade

Objetivos
Promover a aprendizagem e a estimulação cognitiva e sensorial. Promover o desenvolvimento de competências pessoais, sociais e ocupacionais. Reforçar a autonomia, a autoestima e a valorização pessoal. Contribuir para a participação e inclusão social
Destinatários
Utentes da APPACDM de Setúbal
Descrição
Este projeto resulta de uma parceria com a APPACDM de Setúbal, entidades e estruturas da comunidade e utentes e famílias para definição e implementação de projetos de vida individuais. Constiui um modelo de resposta ocupacional inclusivo e normalizador, em conformidade com o enquadramento legal (Portaria n.º 432/2006 de 3 de maio, DR – I Série)
Ações
Integração de utentes da APPACDM de Setúbal em serviços da Câmara Municipal, enquadrados por um protocolo de colaboração celebrado entre as duas entidades
Parcerias
APPACM de Setúbal
Ano de implementação
2004

Ações de Sensibilização na Comunidade Educativa

Objetivos
Promover o debate sobre a deficiência nas escolas. Sensibilizar os alunos, professores e toda a comunidade escolar para a inclusão das pessoas com deficiência
Destinatários
Comunidade educativa. Ensino Secundário
Descrição
As ações de sensibilização na comunidade educativa dirigem-se a alunos do 3.º Ciclo. São trabalhados os conceitos associados à temática da deficiência com recurso a materiais pedagógicos específicos e a dinâmicas de grupo
Ações
Ações de sensibilização com diferentes abordagens, dinâmicas e recursos pedagógicos
Parcerias
Grupo Concelhio para as Deficiências – Setúbal
Ano de implementação
2015

Apoio Social Integrado

Objetivos
Promover um espaço de atendimento à população para auscultação das suas necessidades. Acompanhar e encaminhar as situações de caráter social e habitacional. Possibilitar a proximidade da população a serviços/entidades
Destinatários
Moradores dos bairros 2 de Abril, 20 de Julho, 25 de Abril, Alameda das Palmeiras, Bela Vista, Forte da Bela Vista e Manteigadas
Descrição
Espaço de escuta ativa e de auscultação de necessidades da população, sendo impulsionador de ações de envolvimento comunitário
Ações
Atendimentos à população nos Gabinetes de Bairro (Bela Vista e Manteigadas). Visitas domiciliárias. Acompanhamento e encaminhamento de casos, em articulação com outras entidades e serviços
Parcerias
Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal. Entidades que intervêm na área da ação social, a nível do concelho
Ano de implementação
2008

DizPositivo

Objetivos
Prevenir comportamentos de risco associados ao consumo/uso abusivo de substâncias psicoativas. Priorizar a intervenção precoce. Implementar uma abordagem que incida na redução dos fatores de risco e na promoção de fatores de proteção. Promover a saúde e bem estar. Capacitar os “agentes de prevenção”
Destinatários
Comunidade escolar (professores, assistentes operacionais, alunos e familiares), dirigentes, técnicos, associados e utentes de associações locais e coletividades, população em geral
Descrição
Assenta num conceito alargado de “agentes de prevenção”, trabalhando amplamente com as famílias, escolas e comunidades capacitando-os para identificar, prevenir, impedir e lidar com as problemáticas associadas ao consumo de substâncias psicoativas, investindo em intervenções duradouras, reforçando os objetivos de prevenção de forma contínua e integrada
Ações
Dinamização de ciclos formativos (temáticas: “Gestão Emocional”, “Gestão de Conflitos”, “O Consumo de Sustâncias Psicoativas”, “Trabalho em Equipa”, “Liderança em Contextos Educativos”, “O Humor enquanto Ferramenta da e na Relação”). Intervenção nos agrupamentos de escolas e na comunidade. Formação específica dirigida a professores da área da Saúde Escolar, capacitando-os para implementar e desenvolver ações de prevenção nas respetivas escolas, conferindo-lhes apoio de retaguarda através da supervisão da ação. Ações de sensibilização na área de promoção da saúde e prevenção de comportamentos de risco. Encontro/seminário na área da toxicodependência
Parcerias
XNC-Experienciar – Consultoria e Formação
Ano de implementação
2011

Educação para a Saúde

Objetivos
Promover a Saúde. Prevenir comportamentos de risco. Sensibilizar a comunidade para a mudança de conceitos e comportamentos. Promover uma rede de parceiros
Destinatários
Munícipes dos territórios das Manteigadas e Anunciada (atualmente integrada na União das Freguesias de Setúbal)
Descrição
O início, nas Manteigadas, ficou marcado pela dinamização de ações de sensibilização em colaboração com o Agrupamento do Centro de Saúde da Arrábida. A crescente procura, por parte dos moradores do Bairro das Manteigadas, para medição dos valores da tensão arterial e da glicemia, justifica a continuidade do trabalho iniciado, alargando a intervenção aos bairros da zona da Anunciada
Ações
Ações de sensibilização/animações comunitárias sobre estilos de vida saudáveis. Ações de sensibilização e prevenção como forma de alerta na área da Saúde em parceria com entidades, associações e serviços
Parcerias
Agrupamento do Centro de Saúde da Arrábida (ACES), Escola Superior de Saúde (ESS), farmácias dos territórios vulneráveis
Ano de implementação
2009

Escolinha – Gabinete das Manteigadas

Objetivos
Sensibilizar a população para a prevenção de riscos. Sensibilizar a comunidade para a mudança de conceitos e comportamentos. Desenvolvimento de redes de suporte social. Promover a participação da comunidade cigana através da educação informal
Destinatários
Crianças, jovens e famílias residentes no Bairro das Manteigadas
Descrição
O Gabinete das Manteigadas, através da Escolinha, dá apoio à comunidade, promovendo a intervenção e a articulação com os diferentes atores locais. A partir da dinamização de ações com crianças, jovens e famílias da comunidade cigana, criaram-se relações de confiança com vista à implementação de iniciativas que visam a transformação da imagem destas comunidades, fomentando o diálogo intercultural
Ações
Ações de sensibilização sobre cuidados de saúde infantil (temáticas: Alimentação, Higiene Oral, Vacinação, entre outras). Iniciativas de sensibilização e promoção de estilos de vida saudáveis dirigidas aos munícipes do território de intervenção. Levantamento de necessidades (rastreios e encaminhamentos)
Parcerias
Programa Escolhas-E5G, Agrupamento do Centro de Saúde da Arrábida (ACES), Escola Superior de Saúde e outros parceiros locais
Ano de implementação
2001

Grupo Concelhio para as Deficiências – Setúbal

Objetivos
Sensibilizar e informar a comunidade para os problemas das pessoas com deficiência e suas famílias. Promover as condições de participação das pessoas com deficiência e famílias, com vista ao exercício de uma cidadania inclusiva. Facilitar as respostas para as pessoas com deficiência e suas famílias. Promover o conhecimento sobre as deficiências e os recursos existentes. Divulgar, refletir e pronunciar-se sobre as políticas e medidas dos vários poderes instituídos
Destinatários
Técnicos, pessoas com deficiência e famílias, comunidade educativa e comunidade em geral
Descrição
O Grupo Concelhio para as Deficiências – Setúbal surge como resposta às necessidades das associações, instituições e entidades com intervenção direta e indireta na área da deficiência.
Contactos
Grupo Concelhio para as Deficiências – Setúbal/Câmara Municipal de Setúbal – Divisão de Inclusão Social
Rua Amílcar Cabral, n.º 4/6
2900-219 Setúbal
Telf.: 265 545 170 | Fax: 265 545 179
grupoconcelhiosetubal@gmail.com
Ações
Encontros. Ações de formação, sensibilização e workshops. Iniciativas dirigidas à população com deficiência, famílias e comunidade em geral. Participação em redes, grupos e fóruns
Parcerias
Agrupamento dos Centros de Saúde da Arrábida (ACES), Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal – Delegação de Lisboa (ACAPO), Associação Cristã da Mocidade – Secção de Desporto Adaptado (ACM/YMCA de Setúbal), Associação do Cidadão Portador de Deficiência e Amigos (ACPDA), Associação Portuguesa de Insuficientes Renais – Delegação Regional do Sul (APIR), Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Setúbal (APPACDM), Associação Portuguesa de Deficientes (APD), Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo de Setúbal (APPDA), Associação de Saúde Mental Doutor Fernando Ilharco (ASMDFI), Associação Social, Cultural e Desportiva “Os Trovões”, Instituto do Emprego e Formação Profissional – Serviço de Formação de Setúbal (SFS-IEFP), Centro Hospitalar de Setúbal, E.P.E. (CHS), Centro de Recursos e Tecnologias de Informação e Comunicação (CRTIC), Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal (CDSSS), Externato “Rumo ao Sucesso”, Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), Rotary Club de Setúbal
Ano de implementação
2004

Mediação Intercultural em Serviços Públicos (MISP)

Objetivos
Contribuir para a coesão social, a melhoria da qualidade de vida e a convivência cidadã intercultural em municípios com diversidade cultural significativa, mediante uma gestão positiva e preventiva dessa mesma diversidade, através de uma intervenção mediadora e da participação dos protagonistas locais
Destinatários
Serviços públicos e privados, profissionais de diferentes áreas, população imigrante e autóctone
Descrição
Ação 2 do FEINPT. O MISP é um projeto inovador, que assenta num modelo de mediação intercultural, com enfoque comunitário, promotor da interculturalidade e da construção de um sentido de pertença à comunidade. A intervenção está estruturada em três eixos: apoio a profissionais e instituições, participação social e cidadã e convivência intercultural. Sendo de âmbito concelhio, o projeto prioriza os territórios da Bela Vista (e zona envolvente) e Bairro do Troino, onde dinamiza ações de intervenção comunitária, em parceria com instituições e serviços nas áreas de fortalecimento comunitário, saúde e educação
Ações
“As Curtas vão à Escola” – Exibição de curtas metragens de animação destinadas à promoção da educação intercultural junto da comunidade educativa. Noites do Mundo na Casa da Cultura – Ações desenvolvidas em parceria com associações de imigrantes destinadas a fortalecer as relações de convivência intercultural entre a comunidade imigrante e a população autóctone. Ações de formação/sensibilização para a gestão em contextos de diversidade, dirigidas técnicos de saúde. Colaboração em atividades comunitárias realizadas por instituições e grupos informais (“Magusto Troino”, “Arraial Março Mulher” e “Maio, Mês do Diálogo Intercultural”). Colaboração na organização de seminários dedicados à análise, reflexão e debate de boas práticas relacionadas com a imigração e diálogo intercultural. Participação em grupo de trabalho dedicado à análise e acompanhamento de situações de crianças e jovens, em percurso escolar, com documentação irregular
Parcerias
Cerca de meia dúzia de entidades
Ano de implementação
2014-2015

Outros Filmes, Outras Épocas – Ciclos de cinema sénior

Objetivos
Criar possibilidades para a reflexão, o exercício da memória e resgate de experiências de vida. Reformular perceções, estimulando a criação de novas formas de viver. Proporcionar, através da linguagem do cinema, uma inserção sociocultural do cidadão sénior
Destinatários
População sénior
Descrição
Dinamização de sessões de cinema dirigidas à população sénior do concelho em instalações da Autarquia e de entidades
Ações
Exibição de filmes
Ano de implementação
2008

Piquenicão Concelhio

Objetivos
Estimular a vida ativa. Quebrar o ciclo de solidão e isolamento
Destinatários
População idosa do concelho
Descrição
Iniciativa anual de promoção de cultura, de convívio, de solidariedade e de troca de experiências, com momentos de animação musical e almoço-convívio
Parcerias
Juntas de freguesia do concelho
Ano de implementação
2004

Nosso Bairro, Nossa Cidade

Objetivos
Promover a participação das comunidades em dinâmicas de bairro. Criar sentimentos de pertença e de interajuda entre os moradores. Reforçar redes de suporte social.
Promover a autonomia da população nas dinâmicas do bairro
Destinatários
Moradores dos bairros da Bela Vista, Alameda das Palmeiras, Forte da Bela Vista, Quinta de Santo António e Manteigadas
Descrição
O programa Nosso Bairro, Nossa Cidade considera que toda a ação deve ser protagonizada pelos próprios moradores, gerando a participação na tomada de decisões que a eles e à respetiva comunidade dizem respeito, promovendo a autonomia, a responsabilidade e o crescimento coletivo. O programa assenta nos eixos estratégicos “Intervenção com Jovens”, “Educação, Formação e Emprego”, “Imagem e Visibilidade”, “Vida em Comunidade” e “Promoção da Participação das Pessoas”. As entidades parceiras são uma mais-valia para a dinamização das iniciativas, propostas pelas mesmas e pelos moradores. Mais informações sobre o Nosso Bairro, Nossa Cidade, assim como a evolução do próprio programa, podem ser acompanhadas nesta ligação
Ações
Encontro de Moradores (espaço dedicado à reflexão, discussão e apresentação de propostas de intervenção no território), Equipas Comunitárias de Higiene Urbana (envolvimento voluntário de moradores na manutenção e limpeza do bairro), Férias no Bairro (dinamização de atividades lúdico-pedagógicas, durante as pausas letivas, para crianças dos 6 aos 12 anos que não estão inseridas em contexto institucional), Atelier de Tricot e Crochet (espaço de partilha, aprendizagem, saberes e de convívio), Festival de Música e Dança “Mudar o Olhar” (iniciativa anual resultante da proposta do grupo de jovens “Mudar o Olhar”, desenvolvida em colaboração com os técnicos da Autarquia), Descobrir em Comunidade (criação de redes de suporte social e reforço de relações de vizinhança, através de iniciativas de conhecimento das riquezas naturais e patrimoniais do concelho e do País, a pessoas com parcos recursos financeiros), Organização de Moradores (apoiar a organização de moradores e promover a constituição de condomínios)
Parcerias
Cerca de dez entidades do concelho
Ano de implementação
2012

Rede Social de Setúbal

Objetivos
Dinamizar ações integradas e articuladas numa lógica de compromisso coletivo. Constituir um espaço de diálogo e análise dos problemas sociais. Promover o desenvolvimento social integrado. Promover a inclusão e coesão social no território
Destinatários
População em geral
Descrição
A Rede Social é um fórum de articulação e congregação de esforços, de âmbito concelhio, criada pela Resolução do Conselho de Ministros de 18 de novembro de 1997, regulamentado pelo Decreto-Lei 115/2006 de 14 de junho. Este programa constitui uma medida de política social ativa que assenta e impulsiona o trabalho em parceria alargada, tendo por base o desenvolvimento e a consolidação de uma consciência coletiva dos problemas sociais e contribui para a ativação das respostas e otimização dos recursos de intervenção ao nível do concelho e das freguesias, incidindo na planificação estratégica territorializada da intervenção social
Ações
Dinamização do Conselho Local de Ação Social de Setúbal (CLASS). Diagnóstico Social. Plano de Desenvolvimento Social. Plano de Ação
Parcerias
A Câmara Municipal de Setúbal preside ao CLASS, órgão plenário de caráter deliberativo. Atualmente integra 68 entidades públicas e privadas que aderiram à Rede Social de Setúbal
Ano de implementação
2000

Comemorações dos Santos Populares

Objetivos
Comemorar os Santos Populares. Valorizar pessoal e culturalmente a população sénior. Promover o espírito de iniciativa, criatividade e solidariedade. Dar à população sénior a oportunidade de desempenhar um papel ativo na sociedade
Destinatários
População idosa do concelho
Descrição
Decoração de ruas do concelho com várias peças alusivas aos Santos Populares produzidas por idosos. O culminar da iniciativa é assinalado com uma festa/baile de convívio
Ações
Produção e colocação dos enfeites nas artérias da cidade. Festa com desfile de marchas populares
Parcerias
Juntas de freguesia, instituições, coletividades e outras entidades com intervenção na área do envelhecimento
Ano de implementação
2005

Grupo EnvelheSeres

Objetivos
Desenvolver atividades nas áreas da informação, formação, animação sociocultural e promoção da saúde. Investir na qualificação dos serviços prestados pelas instituições. Promover atividades de animação sociocultural
Destinatários
População idosa enquadrada em respostas sociais
Descrição
Grupo informal composto por técnicos de entidades locais com intervenção na área do envelhecimento. Pretende promover o conhecimento sobre aspetos associados ao envelhecimento, definindo e dinamizando ações direcionadas àquela faixa etária da população, tendo em vista o exercício da cidadania articipativa e inclusiva
Ações
Ações de formação. Atividades de animação para idosos
Parcerias
Associação de Socorros Mútuos Setubalense, Associação de Solidariedade Social da Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra, Associação Humanitária Bem-Fazer de S. Paulo – Centro Comunitário de Vanicelos, Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, Associação Unitária Reformados Pensionistas e Idosos de Azeitão, Caritas Diocesana de Setúbal, Casa dos Professores, Centro Comunitário de Sta. Maria, Centro de Apoio à Terceira Idade, Centro de Bem-estar Social de Reformados e Idosos de Setúbal, Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal – ISS, Centro Social Paroquial de S. Sebastião – Centro Comunitário S. Sebastião, Conforto dos Avós, Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação Local de Setúbal, De Mãos Dadas – Acácio Veiga Solidariedade Cultural, Instituto Politécnico de Setúbal – Escola Superior de Saúde, Envelhecer com Prazer, Instituto do Conhecimento Relacional e da Psicomotricidade, Lar de Idosos do SAMS – Serviços de Assistência Médico-Sociais, Liga dos Amigos da Terceira Idade, Santa Casa da Misericórdia de Setúbal, Santa Casa da Misericórdia de Azeitão, Tempus D’ Oiro – Associação, Porto Salus – Residências Assistidas, Venerável Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo
Ano de implementação
2008

Documentário e Filmes sobre os Bairros da Bela Vista

Objetivos
Libertar o Bairro da Bela Vista e os territórios periféricos de estereótipos. Promover um “olhar” inclusivo. Colocar os habitantes da Bela Vista a refletir sobre o bairro. Qualificar o espaço público e o ambiente urbano. Potenciar aspetos inovadores e criativos resultantes do contacto e das trocas culturais. Investir e apostar na prevenção de riscos associados à população juvenil
Destinatários
População em geral, jovens, escolas, entidades, técnicos de intervenção comunitária, estudantes do ensino Básico, Secundário e Superior
Descrição
No âmbito de uma candidatura QREN/RUBE – Regeneração Urbana da Bela Vista e Zona Envolvente foram realizadas duas curtas-metragens ficcionadas inspiradas em factos reais e um documentário sobre o Bairro da Bela Vista, cujos protagonistas foram moradores, sobretudo jovens. Esta ação contribui para o combate à exclusão e estigmatização que se têm sedimentado relativamente aos bairros sociais, procurando libertá-los dos estereótipos, imagens e ideias que se consolidam nas leituras imediatas/mediáticas. Estas obras constituem-se como instrumentos de trabalho pela reflexão que provocam e pela introdução de novos pontos de vista a partir da realidade existente, ao cruzar várias maneiras de ver o Bairro da Bela Vista, a realidade física e os seus habitantes, reconhecendo a coexistência, num mesmo território, de vários grupos com identidades culturais diversas
Ações
“Cama de Gato”, curta-metragem realizada por Filipa Reis e João Miller Guerra. “Um Fim do Mundo”, média-metragem realizada por Pedro Pinho. “Bela Vista”, documentário realizado por Filipa Reis e João Miller Guerra. Dossiers pedagógicos dirigidos ao ensino Básico, Secundário e Superior. Dimanização de sessões de visualização das obras, seguidas de debate, dirigidas a escolas e à comunidade. Apresentação das obras com presença dos realizadores e atores
Ano de implementação
2011

Comemorações do Dia Internacional das Pessoas Idosas

Objetivos
Promover ações dirigidas à população sénior. Apoiar iniciativas propostas e desenvolvidas pelas juntas de freguesia e outras entidades no âmbito das Comemorações do Dia Internacional das Pessoas Idosas
Destinatários
Juntas de freguesia do concelho. Entidades que promovam atividades direcionadas à população sénior
Descrição
Realização de atividades inerentes à população sénior com vista ao assinalar do Dia Internacional das Pessoas Idosas
Ações
Apoio financeiro, logístico e de divulgação das atividades desenvolvidas
Parcerias
Juntas de freguesia e entidades do concelho com atividade na área do envelhecimento
Ano de implementação
2006

Ateliers de Verão

Objetivos
Promover a cooperação, a entreajuda e o espírito de equipa. Fomentar a autonomia, a iniciativa e a criatividade. Promover o sentido crítico e de responsabilidade social. Proporcionar momentos de lazer e de divertimento. Estimular o gosto e a aptidão para as atividades culturais, artísticas, ambientais e desportivas. Contribuir para a solidariedade intergeracional
Destinatários
Crianças e jovens que estudam e/ou residem no concelho. População idosa
Descrição
Os Ateliers de Verão procuram proporcionar, gratuitamente, um programa organizado de caráter lúdico, cultural, desportivo e recreativo para crianças e jovens dos 6 aos 18 anos de idade, assim como a seniores do concelho, durante os meses de junho, julho e agosto. Tem como missão desenvolver as competências sociais e pessoais dos participantes através da educação pela arte e pela cultura, das componentes ambientais e desportivas, recorrendo ao sentido de solidariedade e reciprocidade
Ações
Atividades regulares e pontuais diversificadas (algumas de natureza intergeracional e/ou exclusivas para a população sénior). Áreas temáticas dos Ateliers de Verão, nomeadamente “Desporto e Movimento”, “Artes e Ofícios” e “Informática e Multimédia”
Parcerias
Agentes socioeducativos do concelho, como entidades de caráter social, escolas, associações de pais, estruturas juvenis, coletividades, associações culturais e/ou desportivas
Ano de implementação
1997

Memórias, Identidades e Patrimónios

Objetivos
Proporcionar momentos de convívio, partilha de conhecimentos e saberes aos seniores do concelho
Destinatários
Munícipes com mais de 65 anos de idade
Descrição
Proporcionar à população sénior a visita a diversos locais de valor cultural, patrimonial e histórico (museus, monumentos e outros)
Ações
Visitas guiadas a museus, monumentos e exposições
Parcerias
Serviço Municipal de Bibliotecas e Museus
Ano de implementação
2007

Núcleo Local de Inserção de Setúbal

Objetivos
Homologar contratos de inserção. Corresponsabilizar e envolver as entidades parceiras. Rentabilizar recursos da comunidade local. Promover a adequação das respostas de inserção
Destinatários
Beneficiários de RSI
Descrição
O Núcleo Local de Inserção de Setúbal é constituído por um conjunto de entidades locais obrigatórias nas áreas de Segurança Social, emprego e formação, educação, saúde e autarquias e outras entidades aderentes sem fins lucrativos que desenvolvam atividade no território respetivo
Ações
Contratualização de ações nas áreas de saúde, educação, formação, emprego. Organizar os meios inerentes à prossecução das contratualizações. Acompanhar e avaliar a execução das contratualizações
Parcerias
Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal, Instituto do Emprego e Formação Profissional, e outras entidades sem fins lucrativos e com atividade nas áreas da educação, saúde e admnistração autárquica

Patrulheiros

Objetivos
Sensibilizar os munícipes para a correta utilização dos espaços públicos. Monitorizar o estado de conservação de equipamentos e espaços verdes. Realizar trabalhos de manutenção de espaços e mobiliário urbano
Destinatários
Pessoas reformadas ou com mais de 65 anos de idade
Descrição
Patrulhamento da Avenida Luísa Todi e do Parque Urbano da Albarquel com vista à monitorização da utilização dos espaços públicos, registo de ocorrências e de situações que exijam a intervenção dos serviços municipais para arranjo ou manutenção. Execução de pequenas tarefas de manutenção do mobiliário urbano e de melhoria do espaço público
Ações
Patrulhamento das áreas definidas. Contacto com a população. Realização de pequenas tarefas de manutenção
Parcerias
União das Freguesias de Setúbal e Associação Centro de Bem-Estar Social de Reformados e Idosos de Setúbal
Ano de implementação
2007

Por Detrás de…

Objetivos
Proporcionar à população sénior do concelho a oportunidade de visitar equipamentos e edifícios municipais
Destinatários
Pessoas com mais de 65 anos de idade
Descrição
Visitas a equipamentos e edifícios municipais, através das quais se procura mostrar aos visitantes a vertente funcional dos mesmos, com explicações sobre os serviços prestados pelos funcionários da Autarquia
Ações
Visitas guiadas para grupos a equipamentos e edifícios municipais
Parcerias
Serviço Municipal de Bibliotecas e Museus
Ano de implementação
2013

Outros Projetos

A Câmara Municipal promove ainda outros projetos destinados à melhor integração de todos os cidadãos na sociedade, com o objetivo de alcançarem uma cidadania plena e ativa:

Seniores em Cena
Ateliers de expressão dramática que decorrem ao longo do ano, permitindo desenvolver capacidades de comunicação e interação. O teatro assume-se como uma vertente artística e terapêutica
Desportivamente em (Re)Forma
Atividades regulares de educação física adaptada para idosos, promovendo o exercício físico como veículo de promoção de bem-estar, saúde e qualidade de vida. O projeto abrange cerca de 700 praticantes
Mais Saber
Cursos de iniciação à informática orientados para a população sénior. O projeto inclui, igualmente, cursos de inglês, de iniciação a graus avançados
Viatura Adaptada
Transporte escolar de crianças com necessidades educativas especiais, assim como de munícipes com necessidade de transporte adaptado
Rola +Ambiente
Construção de carrinhos de rolamentos pelos jovens, através da utilização de materiais reciclados
Mini-Torneio de Futebol +Ambiente
A partir do gosto pela prática desportiva pretende-se promover o convívio social entre os participantes e instituições, sensibilizando para estilos de vida saudáveis e desportivismo
As +Loucas Jangadas de PET
Construção de jangadas com garrafas de plástico e posterior corrida no canal do Parque de Merendas da Comenda
Hoje Limpamos Todos, Amanhã Ninguém Suja
Envolvimento da população na limpeza e manutenção do bairro onde reside
Um passeio pela Natureza
Em forma de caminhada, pretende-se dotar a população de conhecimentos na área do ambiente e de valorização das riquezas naturais
Distribuição de Ecopontos Domésticos
Distribuição de ecopontos domésticos, sensibilizando a população adulta para a educação ambiental
Pintura de Papeleiras
Envolvimento de crianças e jovens na pintura e colocação de papeleiras no Bairro das Manteigadas
Vozes do Bairro
Publicação trimestral a cargo de jovens do bairro da Bela Vista, com a colaboração de diversas instituições, subordinada a uma temática juvenil
Graffit'Arte
A partir de oficinas sobre graffiti, reflete-se sobre temas específicos que promovam a participação cidadã dos jovens
Visitas de estudo a contextos reais de trabalho
Promoção do contacto dos participantes com diferentes áreas profissionais
Ações com moradores
Criação de grupos formais e informais de moradores, com vista à organização de condomínios ou gestão partilhada de espaços comuns
Receção ao Novo Vizinho
Realização de encontros informais por prédio, de receção a novos inquilinos
Convívios comunitários
Dinamização de encontros nas comunidades, a partir da comemoração de dias festivos ou da realização de eventos culturais
Segurança Participada
Sessões de sensibilização sobre medidas de segurança, em colaboração com a PSP, dirigidas à população idosa
Prevenção Rodoviária
Sessões teóricas e práticas de formação nesta área, em colaboração com a PSP, dirigidas à população escolar do 1.º ciclo do Ensino Básico
Cães perigosos
Sessões de sensibilização, em colaboração com a PSP, dirigidas à população escolar, procurando informar e sinalizar a existência de animais perigosos
Comportamentos de Risco
Sessões de sensibilização sobre temas como a toxicodependência ou delinquência juvenil
Educação para a Saúde
Sessões de sensibilização sobre temas como a higiene oral, a vacinação ou o planeamento familiar
Participação Política e Cívica
Organização de visitas com grupos de jovens e idosos a locais como a Assembleia da República, a Câmara Municipal, as juntas de freguesia, ao tribunal ou ao estabelecimento prisional