As áreas protegidas que representam uma vasta área do concelho – Reserva Natural do Estuário do Sado, Parque Natural da Serra da Arrábida e Parque Marinho Luiz Saldanha – fazem de Setúbal um território privilegiado para a prática de atividades de ar livre.

Seja para desfrutar da paisagem, relaxar e conviver com amigos e família, seja com caráter desportivo, existem diversas propostas para quem procura estar em sintonia com a Natureza.

Passeios Pedestres
Está em curso a implementação de uma rede com cerca de cem quilómetros de trilhos pedestres em pleno Parque Natural da Arrábida, divididos em sete percursos, com graus de dificuldades diversos e que contempla a marcação da mítica GR11, a grande rota que proporciona alguns dos momentos mais inesquecíveis para quem atravessar a pé a Arrábida.

Tendo como porta de entrada a Herdade da Mourisca, também o Estuário do Sado proporciona paisagens de natureza mais selvagem e de vegetação mais rasa, onde as aves e as atividades ligadas ao mar são atração.

A prática é possível todo o ano, sendo o período ideal entre outubro e maio, derivado das elevadas temperaturas e exposição solar a que o território está exposto.
Passeios de Bicicleta
A região de Setúbal é reconhecidamente uma área privilegiada para a prática de ciclismo, seja em todo o terreno, seja em estrada, variante na qual tem acolhido etapas da Volta a Portugal. É possível, num curto espaço de tempo, desfrutar dos trilhos e das subidas da verde Serra da Arrábida e, de seguida, rolar lado a lado com as águas azuis do Estuário do Sado.
Escalada
Pela sua natureza calcária, localização junto do mar e exposição a sul, a Serra da Arrábida reúne condições de excelência para os praticantes de escalada. No concelho de Setúbal é possível aceder a três sítios devidamente preparados para o efeito: Outão, Fenda e Fojo dos Morcegos. Qualquer um deste locais oferece vias com diferentes graus de dificuldade, desde os iniciados a especialistas.
Observação de Golfinhos
O único local em Portugal Continental, e dos poucos na Europa, onde existe uma população sedentária de golfinhos roazes é no Estuário do Sado. Estes mamíferos vivem numa comunidade que se estima ser constituída por 30 indivíduos, facilmente avistados em pequenos grupos no estuário e na zona da costa.

Para o avistamento dos roazes do Sado deve-se recorrer sempre a empresas devidamente licenciadas para esta atividade. Estes agentes asseguram o cumprimento do Código de Conduta que deve ser adotado nos momentos em que os golfinhos são observados na linha de água e nas ocasiões em que se aproximam das embarcações.
Mergulho
A criação de uma área protegida marinha – o Parque Marinho Luiz Saldanha –, veio reforçar a beleza natural que é reconhecida no Estuário do Sado pelos amantes do mergulho. O Portinho da Arrábida é local privilegiado para o efeito, onde existem diversos operadores licenciados para esta prática, seja ao nível do batismo de mergulho, seja com cariz mais especializado.
Espeleísmo
A natureza calcária da Serra da Arrábida proporciona uma grande diversidade de grutas, principalmente junto do mar. Os acessos condicionados à maioria destes casos tornam aconselhável o recurso a empresas devidamente licenciadas para esta atividade.

A Lapa de Santa Margarida, a Gruta da Figueira Brava e a Gruta do Médico são as cavidades que mais se destacam a este nível no concelho de Setúbal. A sua descoberta remonta, na generalidade, ao século XIX. Nalguns casos foram encontrados vestígios humanos do período do Neolítico.

A Lapa de Santa Margarida é a única gruta com um acesso mais fácil, através de escadaria.
Observação de Aves
O estuário do Sado é uma área de excelência para a observação de aves, podendo acolher no inverno populações que podem chegar aos 50 mil indivíduos. Entre as espécies residentes e migratórias, destaque para o colhereiro, o mergulhão-pequeno, a garça-real, a águia-sapeira, o pernilongo e o flamingo.

A Herdade da Mourisca e o Moinho de Maré, que, por si só, também merece uma visita, são a principal porta de entrada para esta atividade. Os entusiastas da observação de aves podem optar por percursos marcados para serem feitos a pé ou escolher passeios de barco, através de operadores turísticos devidamente licenciados.
Stand Up Paddle e Canoagem
Setúbal possibilita a prática destas atividades, tanto em rio como em mar, seja a explorar as margens do Estuário do Sado ou a remar em direção às praias da Arrábida, na tradicional visita à Pedra da Anicha.
Vela
Setúbal é uma cidade de tradição naval e piscatória, com envolvente de mar e rio. É com naturalidade que está dotada de equipamentos e acessibilidades para a prática da vela.

Os passeios à vela são um atrativo da região, seja pelo gosto de velejar, seja pela possibilidade de realização de passeios temáticos, que podem incluir provas vínicas e degustações gastronómicas.
Passeios a Cavalo
Com o privilégio de ter a serra e o mar como companhia, existem vários percursos possíveis de realizar a cavalo na Serra da Arrábida. É uma experiência inesquecível em que o tempo passa de forma relaxante, em passeios acessíveis a todos os graus de experiência.
Voo Livre
Descolar sobre o Convento da Arrábida, desfrutar da vista de uma das Mais Belas Baías do Mundo e aterrar no Portinho da Arrábida é uma experiência marcante. Ao longo da estrada que atravessa o topo da serra existem vários locais que permitem a prática de voo livre, mas que obrigam, contudo, a alguma perícia por parte dos pilotos. Como a aterragem é feita nas praias, não é permitida a prática desta modalidade durante a época balnear.
Natação em águas abertas
Setúbal está na rota da natação em águas abertas. O número de adeptos tem crescido exponencialmente, facto comprovado pela escolha do concelho para a realização regular de uma prova de natação internacional em águas abertas, localmente conhecida como Setúbal Bay e que recebe a cada edição os principais atletas no mundo.

ObservaNatura

A feira ObservaNatura é organizada pela Câmara Municipal de Setúbal, o ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e a Troia-Natura.

O evento dedicado ao turismo da natureza, de amplitude territorial, decorre na Herdade da Mourisca, na Reserva Natural do Estuário do Sado, no Parque Natural da Arrábida, na baía do Sado e na Península de Troia.

O território destaca-se como um destino de excelência para a prática do turismo de natureza, dispondo de um riquíssimo património natural. Durante o evento o público pode usufruir de várias atividades e iniciativas no segmento do turismo ativo, ornitológico e de lazer em locais privilegiados que patenteiam as atratividades e a oferta turística da região.

Ao longo de três dias, período em que habitualmente decorre o certame, estão disponíveis transferes entre os diferentes pontos onde decorrem as atividades. Incluem paragens na Casa da Baía, no Parque Urbano de Albarquel, no cais de catamarãs, no Moinho de Maré da Mourisca e em Troia.

Habitualmente, cada edição propõe atividades como escalada, caminhadas na Arrábida, observação de golfinhos, stand up paddle, canoagem e vela.

No Moinho de Maré e na Herdade da Mourisca as ações são especialmente focadas na observação de aves.

O local do certame, na Mourisca, integra uma zona de expositores e assume-se   como um ponto de encontro não só para turistas ornitológicos, em tornos dos valores associados à biodiversidade, como também para empresários de turismo de natureza, organizações de cariz ambiental, editoras e empresas de material ótico.

No Estuário do Sado realizam-se passeios de observação de aves e estabelece-se ligação às ruínas romanas de Troia através embarcações marítimo-turísticas, com saídas do cais palafítico do Moinho de Maré.

Mais informações em www.observanatura.com