19° Parcialmente nublado
Conselho Local de Ação Social - reunião plenária

O CLAS – Conselho Local de Ação Social de Setúbal aprovou a 12 de junho as entidades que vão ser responsáveis pelo desenvolvimento de projetos com financiamentos até 700 mil euros, no âmbito do Programa de Contratos Locais de Desenvolvimento Social.


Na reunião plenária realizada na sala de sessões dos Paços do Concelho, presidida pelo vereador Pedro Pina, o ACM/YMCA de Setúbal e a SEIES – Cooperativa de Serviços e Solidariedade Social foram aprovadas como Entidades Coordenadoras Locais de Parceria, no âmbito do Programa de Contratos Locais de Desenvolvimento Social – CLDS-4G.

Estas entidades ficam responsáveis pelo desenvolvimento de projetos na área social, nos próximos três anos, com um limite máximo de financiamento governamental de 700 mil euros.

O CLDS-4G, que abrange todo o território do concelho de Setúbal, incide em áreas especialmente afetadas pelo desemprego e por situações críticas de pobreza, particularmente a pobreza infantil.

As ações a desenvolver integram os eixos de intervenção “Emprego, Formação e Qualificação” e “Intervenção Familiar e Parental, Preventiva da Pobreza Infantil”.

O programa tem como objetivos o aumento da coesão social e a promoção da mudança na situação das pessoas mais vulneráveis, congregando esforços públicos e privados e fortalecendo a conjugação das intervenções previstas em função dos instrumentos de planeamento de dimensão concelhia.

Na reunião de 12 de junho, que contou com 59 representantes de 42 entidades do concelho, foi, igualmente, aprovado o relatório de execução de 30 meses do CLDS 3G – Siga Setúbal.

De salientar, igualmente, a adesão de duas novas entidades ao CLAS, designadamente a Associação K-Evolution e a Associação Médicos do Mundo.