21° Parcialmente nublado

Um livro de atas de vereação do século XVII, salvo das chamas que destruíram o edifício dos Paços do Concelho em 1910, é devolvido a Setúbal, no âmbito do Dia Internacional dos Arquivos.


A publicação, com deliberações camarárias manuscritas datadas entre 1618 e 1802, que permitem reforçar e materializar a memória coletiva do concelho, é devolvida a Setúbal, numa cerimónia a realizar no dia 8 na Câmara Municipal de Grândola, no âmbito do Dia Internacional dos Arquivos, 9 de junho.

Este livro de atas e traslados de vereação, que percorre a história local entre os séculos XVII e XIX, chegou a Grândola, presume-se, pelas mãos do tabelião Manuel António Henriques, que o salvou do incêndio que dizimou o edifício dos Paços do Concelho, na noite de 4 para 5 de outubro de 1910.

O município de Grândola, depois de ter analisado o livro e de ter detetado que os assuntos ali versados respeitavam a Setúbal, decidiu entregá-lo à autarquia sadina.

O Dia Internacional dos Arquivos é assinalado pelo Arquivo Municipal de Setúbal, ainda, com a submissão da candidatura da plataforma X-Arq ao mapa interativo do Conselho Internacional de Arquivos, acessível em https://www.ica.org/en/the-archives-and-records-are-accessible.

O Dia Internacional dos Arquivos, instituído pela assembleia-geral do Conselho Internacional de Arquivo em 2009, coincide com a criação, a 9 de junho de 1948, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, do Conselho Internacional de Arquivos.

 

Documentos Relacionados