Parcialmente nublado
Música à Mostra

Novos talentos nacionais atuam lado a lado com artistas já conhecidos, nos dias 27 e 28, em dois palcos instalados na Casa do Largo e no Auditório José Afonso, na segunda edição do Música à Mostra.


Da poesia simples ao rap vigoroso, do rock ao punk, dos namoros tradicionais entre guitarra acústica e voz até às paisagens eletrónicas mais vanguardistas. O recente projeto da Câmara Municipal de Setúbal quer incentivar o trabalho de jovens músicos emergentes, independentemente do género musical.

Com dois anos de existência, o Música à Mostra resulta da reformulação do antigo Concurso de Bandas de Garagem, organizado pela Divisão de Juventude da autarquia, e tem como objetivo promover os artistas nacionais e locais e criar um espaço de partilha na área musical.

No total, dois cabeças de cartaz, doze bandas e projetos individuais emergentes em catorze concertos compõem a programação do evento, a realizar das 15h30 às 00h30 em dois palcos montados na Casa do Largo – Pousada da Juventude e no Auditório José Afonso, com entrada livre e gratuita.

O Conjunto Corona, projeto do Porto formado pela dupla dB e Logos, com quatro álbuns lançados em cinco anos, que atua a 27, e o rapper Mike El Nite, nome artístico de Miguel Caixeiro, no dia 28, são os cabeças de cartaz do evento, que assinala localmente o Dia Mundial da Música, comemorado a 1 de outubro.

Honeydew, Meta­­­, de Bragança, Et Toi Michel, J. Jesus, de Almada, Koa Leaves e To All My Friends, de Setúbal, com atuações no dia 27, e BAND’IT, Kalafate, Pedro Ferro, Renato Sousa, Rui Luís & The Musicians e Dream People, de Lisboa, são os doze novos talentos que conquistaram lugar no evento, depois de um período de inscrição e fase de apuramento.

A estes projetos selecionados é atribuído um prémio pecuniário de 250 euros, a que acresce a oferta de bilhetes duplos para um dos eventos a decorrer na Casa da Cultura até ao final do ano.

Para a edição deste ano do Música à Mostra estão ainda agendadas atuações do almadense DJ GETA, nos dois dias do evento, e uma palestra sobre A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria, projeto com direção artística do realizador, documentarista, radialista e visualista Tiago Pereira, no dia 28, entre as 14h30 e as 16h00, na Casa da Baía, de participação gratuita.

Há ainda workshops de guitarra, por Mário Delgado, de baixo, por Norton Daiello, de percussão, por Vicky Marques, e de canto, por Mili Vizcaíno, a realizar na Casa do Largo, com o custo de sete euros por pessoa. Já o workshop de edição, management e agenciamento, a cargo de Nuno Saraiva, presidente da Associação de Músicos Artistas e Editoras Independentes, a realizar na Casa da Baía, a 27, das 14h30 às 16h00, é de participação gratuita.

As inscrições para os workshops podem ser feitas em aqui.

Na edição do ano passado da iniciativa municipal Música à Mostra, participaram cerca de duas dezenas de bandas e projetos individuais, caso de Conan Osiris, representante de Portugal no Festival Eurovisão da Canção 2019.