17° Céu limpo

A Câmara Municipal de Setúbal deu início no dia 8 à demolição de um conjunto de construções ilegais, devolutas e em situação precária, existentes em terrenos municipais, operação destinada à melhoria da segurança e da imagem urbana.


A intervenção, liderada pela autarquia e com a participação de várias entidades, é executada de forma coerciva, depois de os proprietários e antigos ocupantes de sete construções existentes num terreno municipal na Azinhaga dos Espanhóis terem sido notificados pelos serviços camarários para a demolição das mesmas.

As construções, na generalidade edificadas de forma precária, estavam devolutas, e em situação de insegurança e, nalguns casos, de insalubridade, o que motivou, depois de decorridos os trâmites legais, a intervenção da Câmara Municipal de Setúbal, que se realiza, previsivelmente, até dia 13.

A operação, que junta vários serviços camarários e entidades externas, conta com a participação de uma equipa especializada na remoção de algumas placas de fibrocimento que se encontravam nos telhados das construções, posteriormente encaminhadas para tratamento adequado.

No âmbito desta intervenção, que visa a melhoria da imagem urbana e, em simultâneo, o reforço das condições de segurança e salubridade do espaço público, é igualmente demolida uma construção ilegal, também situada em terreno municipal, na Rua Flávio Resende.

As situações de demolição dos edifícios estão a ser devidamente acompanhadas do ponto de vista social.