15° Parcialmente nublado
Requalificação | Rua Júlio Dinis | Bairro Humberto Delgado

A Rua Júlio Dinis, no Bairro Humberto Delgado, é reabilitada com um desenho urbanístico que acrescenta novas soluções de acessibilidade, de estacionamento e de estruturas verdes, a pensar nas necessidades da população.


Uma das principais transformações passa pela conversão da Rua Júlio Dinis, atualmente com um redondel sobrelevado, a demolir, numa praceta, pavimentada, para a qual está preconizado um conjunto de novos equipamentos e infraestruturas de usufruto público.

O novo desenho urbanístico apresentado para aquele local, pensado de acordo com as aspirações e necessidades apontadas pelos moradores, inclui a criação de modernas zonas de estadia, recreio e lazer, com novos equipamentos e mobiliário urbano.

A melhoria das acessibilidades rodoviárias e pedonais é também uma prioridade desta intervenção, pelo que com o reperfilamento da Rua Júlio Dinis fica garantido o acesso rodoviário de emergência e de serviço a todos os aglomerados edificados existentes.

A nível de mobilidade, destaque ainda para a requalificação e construção de novos acessos pedonais, mais confortáveis e seguros, os quais ficam interligados com outros percursos existentes noutros arruamentos de modo a facilitar deslocações no próprio bairro.

Nesta intervenção, que inclui trabalhos de adaptação da própria morfologia do terreno, com vista à melhoria da mobilidade, e a construção de um muro de suporte de terras, é assegurado o aumento da capacidade de estacionamento automóvel ordenado, com mais 37 lugares.

O projeto de intervenção apresentado para a Rua Júlio Dinis engloba ainda a reabilitação da estrutura verde, nomeadamente através da estabilização de taludes, do revestimento vegetal de proteção, da estabilização e da plantação de novos espécimes arbóreos.

A intervenção, iniciada no dia 26 é executada numa parceria entre a Câmara Municipal de Setúbal e a Junta de Freguesia de São Sebastião e traduz-se numa resposta direta a uma necessidade identificada no âmbito do projeto de participação cidadã Ouvir a População, Construir o Futuro.

A obra decorre em duas empreitadas, uma lançada pelo município de Setúbal no valor de cerca de 7 mil euros, outra pela Junta de Freguesia de São Sebastião no montante de 15 mil euros, e em operações realizadas por administração direta, ou seja, com recursos próprios das autarquias.