26° Céu limpo
A Rapariga das Violetas

As sessões de cinema gratuitas apresentadas por Lauro António, nas noites de segunda-feira, no Fórum Municipal Luísa Todi, estão de regresso à principal sala de espetáculos setubalense.


O reinício da Masterclass de História de Cinema, intitulada Filmes Que Eu Amo, que partilha com o público uma seleção muito pessoal de obras da sétima arte do cineasta e crítico cinematográfico, decorreu no dia 8, com o clássico de Francis Ford Coppola “Do Fundo do Coração”, de 1981, com Frederic Forrest, Teri Garr e Raul Julia.

As sessões de cinema na principal sala de espetáculos setubalense, sempre com início às 21h00, apresentada e com comentários por Lauro António, prosseguem no dia 15 com “A Rapariga das Violetas”, de Luis César Amadori, de 1958, com Sara Montiel, Raf Vallone e Frank Villard.

Junho reserva ainda mais duas exibições. A primeira, a 22, apresenta “Duelo ao Sol”, filme de King Vidor, de 1946, com Jennifer Jones, Joseph Cotten e Gregory Peck, enquanto a segunda, a 29, revela “Ensaio de um Crime”, obra de Luis Buñuel, de 1955, com Ernesto Alonso, Miroslava e Rita Macedo.

“Escrito no Vento”, de Douglas Sirk, de 1956, com Rock Hudson, Lauren Bacall e Robert Stack, dá início, no dia 6, às sessões do mês de julho, a que se segue “O Estranho Amor de Martha Ivers”, filme de Lewis Milestone, de 1946, com Barbara Stanwyck, Van Heflin, e Lizabeth Scott, exibido a 13.

“E.T. – O Extraterrestre”, clássico de Steven Spielberg, de 1982, com Henry Thomas, Drew Barrymore e Peter Coyote, é apresentado no dia 20, enquanto “As Extraordinárias Aventuras de Mr. West no País dos Bolcheviques”, de Lev Kuleshov, 1924, com Porfiri Podobed e Boris Barnet, passa a 27.

No calor do verão, agosto traz mais três obras-primas do cinema à tela do Fórum Municipal Luísa Todi, a primeira logo no dia 3, com “O Feiticeiro de Oz”, de Victor Flemming, George Cukor, Mervyn LeRoy, Norman Taurog e King Vidor, clássico de 1939, com Judy Garland, Frank Morgan e Ray Bolger.

“Excalibur”, de John Boorman, lançado em 1981, com Nigel Terry, Helen Mirren e Nicholas Clay, é exibido no dia 10, enquanto “Gilda”, de Charles Vidor, de 1946, com Rita Hayworth, Glenn Ford e George Macread, encerra, no dia 31, o ciclo de sessões de cinema em agosto.

 

Documentos Relacionados