20° Céu limpo
Passe Navegante

O passe único Navegante da Área Metropolitana de Lisboa, incluindo Setúbal, registou em novembro o segundo melhor mês desde a entrada em vigor dos novos tarifários, com vendas que ultrapassaram os 764 mil títulos.


A vigorar desde início de abril, o Navegante representa a maior alteração tarifária feita em Portugal nas últimas décadas, desde a criação do Passe Social, em 1977, expressando uma redução significativa do preço dos títulos de transportes para a generalidade dos passes, intermodais, próprio e combinados, vendidos mensalmente nos municípios da AML – Área Metropolitana de Lisboa.

Desde a implementação do Navegante, em abril deste ano, o mês de novembro foi o segundo melhor mês de sempre, com 764.095 títulos vendidos, sendo que outubro foi o que registou, até ao momento, o maior número de vendas nos títulos Navegante com 768.265 passes vendidos.

Entre as modalidades disponíveis, destaque para o passe Navegante Metropolitano que corresponde a 60 por cento dos títulos vendidos. Este passe permite utilizar os serviços de transporte público regular de passageiros em todos os 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa.

Já o passe Navegante Municipal corresponde a uma fatia de 17 por cento das vendas, a modalidade Navegante +65 a 14 por cento e o passe Navegante Família a 6 por cento.

O número total de passes vendidos em novembro, dos quais 97 por cento são Navegante, corresponde a um aumento de 36,3 por cento face ao período homólogo de 2018, em que vigoravam apenas os passes sociais.

A AML salienta que o volume de vendas em novembro “confirma a tendência crescente na procura do Navegante Família desde a sua entrada em vigor, em agosto”, representando 6 por cento das vendas do sistema, num total de 7068 agregados familiares abrangidos e 26.728 pessoas.

Esta modalidade permite que três ou mais membros de um agregado familiar, com residência na Área Metropolitana de Lisboa, paguem no máximo o valor de dois títulos mensais.

De notar, ainda, que foram carregados, desde abril, mais de 109.700 passes Navegante 12, modalidade que permite a utilização gratuita dos transportes para todas as crianças até aos 12 anos de idade, ou seja, até ao último dia do mês em que a criança celebra 13 anos.

De salientar, igualmente, um aumento de 43 por cento, no mês de novembro e face ao período homólogo de 2018, na produção dos cartões Lisboa VIVA – suporte físico necessário para o carregamento dos passes Navegante – o que “significa que continua a haver, todos os meses, novas adesões que se traduzem em cada vez mais utilizadores frequentes do serviço público de transporte de passageiros”.

Na Área Metropolitana de Lisboa foram transportados, no mês de novembro quase 56 milhões de passageiros, dados que têm por base as validações do sistema de bilhética.

Este número corresponde a um aumento de 17,9 por cento nas validações registadas no mês homólogo de 2018.

Durante o ano de 2019, já houve perto de 562 milhões de passageiros nos serviços de transporte público dentro da área metropolitana de Lisboa.

De referir que, entre abril e novembro, registaram-se mais 63 milhões de passageiros face a igual período de 2018, o que corresponde a um aumento médio de 17,4 por cento.