14° Muito nublado

Oito jovens partiram no dia 14 de Setúbal para se juntarem a uma aventura solidária que percorre o deserto de Marrocos durante nove dias para entregar bens a crianças necessitadas.


Duas raparigas e seis rapazes, distribuídos em duplas. Carros com vinte e trinta anos. Mais de quatro mil quilómetros pela frente em território marroquino, apenas com mapas e bússolas a servirem de guia. Mais de quarenta quilos de material solidário, por viatura, para distribuir por crianças daquele país africano.

Este é o diário da aventura de Filipa Rocha, de João Dupont, de Gonçalo Rosa, de Mariana Relvas, de Diogo Moreira, de Filipe Reynaud, de Luís Lopes e de João Ferreira para os próximos nove dias. Todos eles, estudantes a frequentar o ensino superior, partilham o mesmo espírito empreendedor e a vontade de ajudar quem mais precisa.

Por isso decidiram inscrever-se na 10.ª edição do UniRaid, projeto que promove viagens humanitárias destinadas a jovens entre os 18 e os 28 anos e a frequentar o ensino superior. Do itinerário constam cidades marroquinas como Tânger, Mèknes, Gourrama, Marrakexe e o deserto de dunas de areia de Erg Chebbi.

Quando o pai de Filipa Rocha chegou a casa e lhe falou do evento solidário ela não pensou duas vezes. A estudante de Medicina, de 21 anos, decidiu integrar o UniRaid juntamente com o namorado, João Dupont, estudante de Engenharia Mecânica.

A transportá-los nesta grande aventura contam com um Citroën Saxo do ano 2000, com 1.1 de cilindrada, que pertenceu à avó de Filipa. “A verdade é que a mecânica sempre me fascinou e esta é uma oportunidade para acompanhar toda a transformação do carro, aplicando os conhecimentos que tenho adquirido ao longo do curso”, referiu João.

Filipa e João intitulam-se “Os Roazes”, nome da equipa que formaram e que partiu a meio da manhã, da Praça de Bocage, com cem quilos de roupas, brinquedos e material escolar, em direção a Algeciras, Espanha, ponto de encontro da caravana composta por um total de 150 viaturas que vai percorrer aldeias remotas de Marrocos a partir de amanhã.

De Setúbal partiram mais três equipas. “Inshallah”, com Mariana Relvas, 22 anos, e Gonçalo Rosa, 21, num Renault Twingo de 1995, “Fura Dunas”, com Diogo Moreira, 23 anos, e Filipe Reynaud, 21, num Opel Kadett de 1984, e “Epic Riders”, numa Renault 4 L, com Luís Lopes e João Ferreira Nunes, ambos de 23 anos.

“Todo o projeto se adequa às nossas personalidades e ambições”, referiu Luís Lopes, que esteve esta manhã, juntamente com João, na Praça de Bocage, de onde deram simbolicamente início à aventura após um encontro com a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, e elementos do Executivo.

“Aqui estão os jovens que vão elevar o nome de Setúbal. Que corra tudo muito bem”, frisou Maria das Dores Meira.

Além dos desejos de boa viagem, a autarca entregou-lhes bandeiros do município, bem como brinquedos para distribuição por crianças inseridas em comunidades necessitadas em aldeias do interior de Marrocos.

Além dos oito jovens que partiram esta manhã de Setúbal, uma outra equipa sadina, composta por Diogo Santos, de 23 anos, e Inês Casimiro, de 21, participa no UniRaid 2020, com partida de Cascais.

No total, participam 56 equipas portuguesas do UniRaid, um projeto de origem espanhola e que conhece agora a décima edição com um número recorde de trezentos participantes.

Toda a viagem pode ser acompanhada em direto através do site oficial da UniRaid, acessível em https://www.uniraid.org/pt/.