18° Possible Light Rain
Reunião do Conselho Local de Parceiros de S. Sebastião

No âmbito do Conselho Local de Parceiros de S. Sebastião (CLPSS), criado em maio de 2018, a Junta de Freguesia está a promover, desde setembro último, reuniões com membros do movimento associativo e popular, associações e comissões de moradores, com o objetivo de recolher contributos para complementar o retrato social da freguesia de S. Sebastião.


Após várias reuniões com forças vivas da cidade (IPSS e entidades públicas), com ação social relevante na freguesia, que conduziram à criação de um documento que pretende retratar a realidade social do território, a Junta de Freguesia de S. Sebastião iniciou sessões de auscultação pública abertas a representantes do movimento associativo e popular, associações e comissões de moradores para recolher testemunhos e informações complementares às já compiladas.

“Consideramos que este deve ser um processo participado que corresponda às preocupações de todos e que retrate da forma mais fiel possível a realidade da freguesia”, explica Nuno Costa, presidente do Executivo da Junta de Freguesia de S. Sebastião (JFSS) que, em parceria com a Cooperativa SEIES – Sociedade de Estudos e Intervenção em Engenharia Social, impulsionou a criação da CLPSS.

De acordo com Ana Bordeira, secretária do Executivo da JFSS, a ideia é “criar um documento que nos ajude a intervir melhor no território de S. Sebastião, identificando as principais características, potencialidades e necessidades do território” nas áreas da inclusão social, educação e saúde. Para isso, será incluída a visão dos “agentes locais com conhecimento privilegiado do território”, indica a autarca, referindo-se ao movimento associativo e popular.

As duas reuniões já realizadas, em setembro e outubro, contaram com os contributos de representantes de diversas associações e testemunhos de alguns cidadãos, a título individual, que quiseram colaborar no processo. Nestes encontros marcam igualmente presença representantes da SEIES e da Rede Europeia Anti-Pobreza.

Todos os contributos, testemunhos e inquietações apresentados nestas reuniões vão ser incluídos no relatório social da freguesia que será apresentado publicamente numa reunião plenária a agendar brevemente, para a qual serão convidados representantes de todos os agentes que participaram na discussão.