20° Céu limpo
Coronavírus Covid-19 | Ccirculação restrita | zona ribeirinha

A zona ribeirinha de Setúbal e as vias de acessos às praias da Arrábida estão encerradas à circulação pedonal e a todo o tipo de veículos desde o dia 2 como medida de restrição especial destinada a impedir ajuntamentos de pessoas.


Numa das estradas de acesso às praias da Serra da Arrábida, na antiga EN 379-1, entre a EN 379-1, parte de cima da Serra da Arrábida/Pinheiro, e a EN 10-4, Gávea, foram poucos os carros e outros veículos a circular durante a manhã de dia 2.

Uma equipa de trabalhadores da Câmara Municipal de Setúbal termina de colocar a vedação do percurso a qualquer tipo de circulação, baias e diversos obstáculos.

A dada altura, o aparecimento de dois ciclistas é uma exceção durante o período em que nos encontramos no local.

Jorge e José dizem não ter conhecimento, a fundo, da nova medida de restrição especial, anunciada no passado dia 30, no âmbito do recente acionamento do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Setúbal.

“Não somos de cá, mas vimos pedalar para a serra, até à praia, com bastante frequência.”

Compreensivos, os dois ciclistas prometeram cumprir as novas regras, inverteram o sentido do percurso e despediram-se com um sorriso e um “até breve” das paisagens matinais das praias da Arrábida em cima da bicicleta. E seguiram.

De acordo com o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Setúbal, que tem o objetivo único e especial de garantir a segurança da população quanto à infeção e contágio de Covid-19, a circulação encontra-se apenas permitida a moradores, a trabalhadores na zona e a veículos devidamente autorizados.

Mais abaixo, em direção a Setúbal, o Parque de Merendas da Comenda e a Praia da Albarquel amanheceram e entardeceram vazios, acompanhados pelo som da natureza, que também ela continua a transformar-se graças à recém-chegada primavera.

Além do encerramento das estradas de acesso às praias da Arrábida a todos os peões e a qualquer tipo de veículo, a medida condiciona a circulação na zona ribeirinha da cidade, nomeadamente na Avenida Jaime Rebelo e no Parque Urbano de Albarquel.

O condicionamento verifica-se, no caso da Avenida José Mourinho, no troço compreendido entre a Rotunda das Sardinhas e o Parque Urbano da Albarquel, assim como todas as vias de acesso àquele troço, nomeadamente ruas Engenheiro Ferreira da Cunha, Teotónio Banha, que mantém o acesso aos ferries, Cláudio Lagrange, Ocidental do Mercado, Trabalhadores do Mar, Praia da Saúde e do Gaz e travessas das Fábricas, do Sado e Casa da Saúde.

Enquanto as incertezas se instalam, os agentes locais da PSP permanecem na linha da frente, ficando responsáveis por gerir os acessos e fiscalizar o comportamento dos cidadãos, de forma a que a determinação seja cumprida da melhor maneira possível para todos.

Durante o dia 2, as carrinhas da polícia circularam pelas ruas, com uma mensagem para os poucos que, timidamente, ainda por ali caminham e correm. Sempre numa atitude calma e pedagógica.

RESTRIÇÕES DE CIRCULAÇÃO

A medida condiciona a circulação, quer de peões, quer de veículos automóveis, nas seguintes artérias:

  • Avenida Jaime Rebelo
  • Avenida José Mourinho (troço compreendido entre a Rotunda das Sardinhas e o Parque Urbano da Albarquel, assim como todas as vias de acesso àquele troço, nomeadamente a Rua Eng. Ferreira da Cunha, Rua Teotónio Banha – mantém-se o acesso aos ferries, Rua Cláudio Lagrange, Rua Ocidental do Mercado, Rua Trabalhadores do Mar, Rua Praia da Saúde, Rua do Gaz, Travessa das Fábricas, Travessa do Sado e Travessa Casa da Saúde.
  • Antiga EN 379-1, no troço compreendido entre a EN 379-1 (parte de cima da Serra da Arrábida/Pinheiro) e a EN 10-4 (Gávea)
  • Acesso à Praia Albarquel